Corinthians pagará primeira parcela de Pato com luvas da Nike

Corinthians pagará primeira parcela de Pato com luvas da Nike

7.9 mil visualizações 35 comentários Comunicar erro

Corinthians pagará primeira parcela de Pato com luvas da Nike

Corinthians pagará primeira parcela de Pato com luvas da Nike

O Corinthians usará parte das luvas pagas pela Nike pela renovação do contrato para quitar a primeira parcela do valor a ser dado ao Milan por Alexandre Pato. No total, o clube receberá R$ 30 milhões antecipados pela prorrogação do acordo de material esportivo, que agora vai até 2022.

Essa é uma das receitas extras obtidas pelo clube para 2013 que o permitiram iniciar a temporada com negociações caras. O novo contrato de patrocínio da Caixa Econômica e a renovação da Globo são outros acordos que aumentaram quantidade de dinheiro para o clube.

Como esse dinheiro entrará paulatinamente, o Corinthians adotou a tática de parcelar o pagamento das contratações, segundo apurou o UOL Esporte. Pato será quitado em três parcelas em três anos, sendo a primeira delas ainda no início de 2013. A intenção do clube é também parcelar as prováveis aquisições dos direitos do meia Renato Augusto e do zagueiro Gil, que podem ser anunciados na próxima semana.

Esses valores serão pagos com receitas correntes, ou seja, entrada de dinheiro relativo às principais fontes de renda como televisão e patrocínio. Quando já negociava com Pato, ainda no sorteio da Libertadores, o presidente corintiano Mário Gobbi explicou que os novos contratos é que permitiram o investimento pesado em contratações no início do ano.

Pelo sistema adotado na diretoria, o departamento de futebol apresenta suas reivindicações em relação a reforços do elenco. A partir daí, essas demandas são repassadas à cúpula do clube e principalmente ao setor financeiro. Então, o clube analisa se há dinheiro em caixa suficiente para atender as reivindicações e libera as negociações dentro de patamares permitidos pelos cofres do clube.

A questão é que, no último balanço divulgado integralmente, de 2011, o Corinthians era o time com maior receita no Brasil. Como consequência, é também a agremiação que mais investiu no país em reforços neste início de temporada. A previsão é de um gasto de R$ 54 milhões se forem confirmadas as contratações de Renato Augusto e Gil.

Fonte: Terceiro Tempo

Veja Mais:

  • Roger fez seu primeiro gol pelo Corinthians

    Corinthians cede empate ao Sport e perde chance de reassumir liderança do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthiano Mantuan durante jogo contra o Sport, pelo Campeonato Brasileiro

    Fiel 'esquece' Roger e elege dois defensores como craques do Corinthians no empate contra Sport

    ver detalhes
  • Corinthians tropeçou no Sport neste domingo

    Corinthians perde uma posição e vê 'perigoso concorrente' assumir liderança do Brasileirão

    ver detalhes
  • Fábio Carille conversou com a imprensa sobre possível saída do Corinthians

    Carille sobe tom, ataca imprensa, mas confirma sondagem: 'Se chegar proposta, vou pensar'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes