Em sua segunda final consecutiva de estadual, Carille fala da diferença entre Ponte e Palmeiras

Em sua segunda final consecutiva de estadual, Carille fala da diferença entre Ponte e Palmeiras

Por Meu Timão

3.3 mil visualizações 43 comentários Comunicar erro

Fábio Carille está em mais uma final de etadual

Fábio Carille está em mais uma final de etadual

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O técnico Fábio Carille participará da segunda final do estadual em dois anos como treinador profissional. Dois momentos que podem parecer iguais, mas não são devido ao adversário do Corinthians: Ponte Preta e Palmeiras.

Em entrevista coletiva no CT, o treinador alvinegro foi questionado sobre as duas situações. E, com sinceridade, avisou que as horas de sono antes de um duelo com o maior rival são menores do que diante da equipe de Campinas.

"Título é sempre importante, quando se trata de um clássico... o último foi em 99. Dorme menos do que a Ponte, pode ter certeza. Mesmo que fosse qualquer outro adversário. Mas faz parte. Que privilégio. Se ganhar, vai consolidando ainda mais a carreira. Infelizmente, são 16 equipes que entram, mas um só vence. E muitas vezes quem não ganha parece que é horrível. Só um vai vencer... e que sejamos nós", afirmou.

Leia também:
Treinador do Corinthians confirma dois volantes e garante: sem surpresa tática
Com a volta de Jadson, Corinthians tem 23 jogadores relacionados para o Dérbi

O treinador corinthiano ainda lembrou que sua moral perante à torcida e imprensa também mudou, o que foi fundamental para que pudesse fazer mais testes na equipe titular durante a primeira fase do Paulistão.

"A questão do frio na barriga não tem jeito. Se não sentir nesse momento, não tem sentimento. O que mudou? No primeiro semestre do ano passado, se tivesse um par ou ímpar eu tinha que ganhar. Neste ano, usei o Paulista para fazer avaliações mesmo, o campeonato nos dá essa condição. Tivemos jogadores chegando, ainda não estamos com formação definida... Estou procurando uma equipe ainda. Ano passado era o 4-2-3-1, esse ano já tive que mudar", afirmou. "O que mudou é que esse ano tive mais lastro para fazer experiências e testes", completou.

O Corinthians venceu a Ponte Preta na ida, em Campinas, por 3 a 0. Na volta, o empate por 1 a 1 garantiu o título paulista ao Timão.

Veja mais em: Fábio Carille, Campeonato Paulista e Dérbi.

Veja Mais:

  • Corinthians e Chapecoense voltam a se enfrentar, desta vez pela Copa do Brasil

    TV Globo transmite para dois estados jogo decisivo entre Corinthians e Chapecoense

    ver detalhes
  • Placas publicitárias da Arena Corinthians renderão ao menos R$ 12 milhões por ano

    Corinthians fecha acordo independente de R$ 12 milhões pelas placas publicitárias da Arena

    ver detalhes
  • João Celeri assinou contrato com o Corinthians

    Após desistir de Juninho, Corinthians contrata atacante do Botafogo para Sub-20

    ver detalhes
  • Romero marcou o único gol da partida de ida; Timão tem vantagem mínima por vaga nas semifinais

    Corinthians tenta afastar crise e se classificar às semifinais da Copa do Brasil; saiba tudo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes