Por foco na formação de centroavantes, Andrés reúne treinadores da base do Corinthians

8.4 mil visualizações 108 comentários

Por Meu Timão

Último centroavante promovido da base, Carlinhos teve poucas oportunidades entre os profissionais

Último centroavante promovido da base, Carlinhos teve poucas oportunidades entre os profissionais

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Desde que perdeu Jô para o futebol japonês, no final de 2017, o Corinthians procura um substituto a altura do ex-camisa 7. Até aqui sem sucesso, Fábio Carille tem buscado alternativas, em sua maioria sem uma referência no ataque. Para acabar com esse problema a médio e longo prazo, Andrés Sanchez, presidente do clube, revelou que a formação de centroavantes tem sido um dos focos trabalhados nas categorias de base alvinegra.

"De uns anos para cá, com essa mudança de 'atacante falso', dois atacantes, (esquema) com ponta ou sem ponta, fomos esquecendo do tradicional, do centroavante realmente, nas categorias de base. Centroavante é um dom, talvez seja como goleiro, uma posição rara, e realmente nos últimos anos estamos com muita dificuldade de encontrar", disse, ao GloboEsporte.com.

"Não só o Corinthians, mas o futebol brasileiro todo, tanto é que os grandes centroavantes que nós temos hoje têm mais de 34, 35 anos. Mas estamos lutando, trabalhando, teve reuniões com treinadores das categorias de base para gente tentar mudar um pouco o perfil para essas coisas", completou.

Leia também:
Não é só Pedrinho: veja outros cinco corinthianos candidatos à vaga de Clayson na final
Maycon, sobre camisa 9: 'Faz falta, mas a gente tem de passar por cima disso'

Nos últimos anos, o Corinthians utilizou poucos nomes provenientes da base no comando de ataque. O mais recente foi Carlinhos, destaque da Copa São Paulo em 2017. O centroavante, no entanto, teve apenas uma oportunidade entre os profissionais e foi emprestado ao Oeste, em fevereiro.

Atualmente, vale destacar, Fábio Carille conta com Júnior Dutra, Kazim e Matheus Matias para a posição. Com os dois últimos sem oportunidades, o treinador tem alternado entre Dutra e Emerson Sheik, que faz uma função diferente, dando mais movimentação ao ataque do Timão.

Veja mais em: Andrés Sanchez e Base do Corinthians.

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: