Corinthiano e palmeirenses são presos por briga que originou torcida única em clássicos

Corinthiano e palmeirenses são presos por briga que originou torcida única em clássicos

Por Meu Timão

2.8 mil visualizações 53 comentários Comunicar erro

Corinthianos e palmeirenses brigaram no metrô em abril de 2016

Corinthianos e palmeirenses brigaram no metrô em abril de 2016

Foto: Reprodução

Um torcedor do Corinthians e dois do Palmeiras foram presos preventivamente na última segunda-feira, conforme anunciado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Trata-se de Lucas Osório de Oliveira, da torcida organizada Pavilhão 9, e José Francisco de Lima e Noel Barros, da Mancha Verde.

Os três torcedores tiveram prisão decretada pelo juiz Ulisses Augusto Pascolati Júnior, do Juizado Anexo de Defesa do Torcedor. Um quarto elemento, Cristian Araúdo Benedito, da torcida uniformizada palmeirense, também foi citado no pedido de Pascolati, mas evitou o cárcere por meio de um recurso.

O pedido de prisão dessa segunda-feira tem relação com uma briga entre as duas torcidas organizadas em abril de 2016, nas estações de metrô Brás e Pedro II, em São Paulo, horas antes de um clássico entre Corinthians e Palmeiras. Além de danos às instalações de transporte público, a confusão generalizada colocou vidas em risco.

Vale aqui lembrar que foram as várias brigas que antecederam e sucederam a derrota do Corinthians por 1 a 0 para o Palmeiras no Paulistão daquele ano que resultaram na determinação de torcida única em clássicos paulistas. A medida, solicitada pelo Ministério Público e pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, perdura até os dias atuais, sem previsão de trégua.

Em tempo: Lucas Osório de Oliveira, José Francisco de Lima e Noel Barros tiveram prisão preventiva decretada sob justificativa de descumprimento de ordem judicial de afastamento de estádios - alternativa à privação de liberdade. Eles integram uma lista da Federação Paulista de Futebol com outros 19 nomes proibidos de assistir a jogos de futebol in loco.

Veja mais em: Torcidas organizadas, Violência no futebol e Dérbi.

Veja Mais:

  • Jadson é o artilheiro do elenco em 2018, com 15 gols; é o que mais fez com Jair Ventura

    Jadson se torna artilheiro da era Jair Ventura; meia participou de 12 dos últimos 20 gols do Timão

    ver detalhes
  • Roger entrou aos 13 minutos do segundo tempo e conseguiu fazer um dos gols do Timão em Salvador

    Roger é o atacante do Corinthians que precisa de menos tempo em campo para fazer um gol

    ver detalhes
  • Corinthians foi da água ao vinho: campeão em 2017 e candidato ao rebaixamento em 2018

    Corinthians luta contra reviravolta jamais vista no Brasil e raríssima no futebol mundial

    ver detalhes
  • Duelo ganhou ares dramáticos com prorrogação, mas terminou em alívio e comemoração dos corinthianos

    Em jogo dramático, pivô faz três, Corinthians segura empate na prorrogação e vai às quartas da LNF

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes