No futsal corinthiano, filho de Fagner ajuda pai a criar ainda mais raízes no clube

No futsal corinthiano, filho de Fagner ajuda pai a criar ainda mais raízes no clube

27 mil visualizações 45 comentários Comunicar erro

Filhos Henrique e Lucca se tornaram tatuagem na pele do pai Fagner, do Corinthians

Filhos Henrique e Lucca se tornaram tatuagem na pele do pai Fagner, do Corinthians

Foto: Lucas Faraldo / Meu Timão

Ao que tudo indica, a relação de Fagner com o Corinthians não tem perspectiva de chegar ao fim tão cedo. Além de seguir em evidência e assim esperançoso quanto a uma eventual convocação para a Copa do Mundo, Fagner também vê com cautela a possibilidade de deixar o Timão e, por exemplo, voltar ao futebol europeu muito em função de seu filho Henrique.

Não que o amor pelos demais membros da família seja menor, mas Henrique iniciou nestes primeiros meses de 2018 sua trajetória no futsal do Corinthians - é o destaque da equipe sub-8 no Parque São Jorge. Naturalmente, Fagner vem curtindo os passos iniciais de seu pequeno filho no mundo da bola. Se afastar do garoto, então, não faz parte dos planos.

"Sem dúvida (ajuda a plantar ainda mais raízes no Corinthians). Fico feliz de ele estar começando a trajetória. Ele é muito novo, mas fico feliz de ele estar começando onde eu comecei. Eu já tenho uma identificação muito grande por ter feito a base inteira, saído e depois voltado. Agora indo para meu quinto ano. Lógico que vou incentivá-lo, vou orientá-lo, mas se amanhã ele decidir não jogar mais eu vou apoiar da mesma forma", ponderou o lateral-direito de 28 anos de idade.

Pequeno Henrique é figurinha carimbada nos treinos do Corinthians

Pequeno Henrique é figurinha carimbada nos treinos do Corinthians

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

"Se ele tiver no clube no dia que eu me aposentar, vou continuar vivendo dentro do Corinthians. Então é um elo que vai se formando cada vez mais e isso fica para a vida", acrescentou, projetando um cenário em que as chuteiras (do pai) já estejam penduradas.

Ao falar especificamente sobre a possibilidade de receber propostas de outros clubes agora que conquistou mais um título com o Corinthians (bicampeão paulista e brasileiro), Fagner adotou o discurso de satisfação por estar escrevendo sua história no Timão.

"É difícil eu falar de outros clubes. Agora no meu quinto ano, presenciando isso, eu vejo como é importante. Os resultados comprovam e o ambiente de trabalho condiz com tudo isso. Tenho certeza que todo atleta que passar aqui vai falar isso, que está muito feliz de escrever sua história aqui", finalizou.

Fagner tem tatuagens em homenagem aos filhos

Fagner tem tatuagens em homenagem aos filhos

Lucas Faraldo / Meu Timão

Veja mais em: Fagner, Futsal do Corinthians e Parque São Jorge.

Veja Mais:

  • Corinthians e Chapecoense voltam a se enfrentar, desta vez pela Copa do Brasil

    TV Globo transmite para dois estados jogo decisivo entre Corinthians e Chapecoense

    ver detalhes
  • Placas publicitárias da Arena Corinthians renderão ao menos R$ 12 milhões por ano

    Corinthians fecha acordo independente de R$ 12 milhões pelas placas publicitárias da Arena

    ver detalhes
  • João Celeri assinou contrato com o Corinthians

    Após desistir de Juninho, Corinthians contrata atacante do Botafogo para Sub-20

    ver detalhes
  • Romero marcou o único gol da partida de ida; Timão tem vantagem mínima por vaga nas semifinais

    Corinthians tenta afastar crise e se classificar às semifinais da Copa do Brasil; saiba tudo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes