Andrés Sanchez ataca presidente do Flamengo por assédio a Carille e Rodriguinho

Andrés Sanchez ataca presidente do Flamengo por assédio a Carille e Rodriguinho

Por Meu Timão

89 mil visualizações 346 comentários Comunicar erro

Andrés Sanchez fez duras críticas a Bandeira de Mello nesta terça-feira

Andrés Sanchez fez duras críticas a Bandeira de Mello nesta terça-feira

Foto: Rodrigo Vessoni/Meu Timão

Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez atacou publicamente o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, nesta terça-feira, após votação que elegeu Rogério Caboclo mandatário máximo da CBF. De acordo com o dirigente do Timão, Bandeira tentou contratar não só o técnico Fábio Carille como o meia Rodriguinho nas últimas semanas.

Andrés disse que, embora Corinthians e Flamengo tenham se posicionado de forma contrária à eleição de Caboclo (entenda mais abaixo), isso não significa que os clubes mantenham bom relacionamento. O cartola alvinegro ainda assegurou que não perderá nem Carille nem Rodriguinho para a equipe da Gávea.

“Não votamos no Caboclo, mas não estamos juntos. Eu venho aqui, me posiciono, cadê ele (Bandeira de Mello)? Deve estar lá sondando o Rodriguinho, querendo o Carille. Isso que ele fez”, questionou Andrés Sanchez em declaração repercutida pelo portal Uol, presente no evento.

Ainda segundo Sanchez, a diretoria do Flamengo acenou a Carille proposta salarial em torno de R$ 1 milhão. O treinador atual campeão brasileiro e bicampeão paulista, porém, permanecerá no Timão.

“Ofereceu R$ 1 milhão por mês para levar o Carille. Não vai levar. Tentou tirar o Rodriguinho. Não vai tirar. Dou 50% de desconto na multa do Rodriguinho e garanto que ele não leva. Gestão de nada. Ele vai sair e a conta vai chegar pro Flamengo”, bradou Andrés.

Também no Rio de Janeiro, mas na zona mista do estádio do Maracanã, onde o Flamengo realizou treino aberto nesta terça-feira, Eduardo Bandeira de Mello falou sobre o assunto. Segundo o mandatário nenhuma das propostas foi feita pela equipe carioca.

"Nunca foi feito proposta nem por Carille, nem Rodriguinho. Muito menos por esses valores. Tem alguém enganando alguém", disse Bandeira.

Mais cedo, Caboclo, atual diretor-executivo da Confederação Brasileira de Futebol, foi eleito o 20º presidente da história da entidade. Ele fora escolhido por Marco Polo Del Nero e comandará a CBF de abril de 2019 a abril de 2023.

Tal eleição ganhou ares de polêmica, já que Rogério “concorreu” como candidato único. Dos 40 clubes das Séries A e B, somente Atlético-PR, Corinthians e Flamengo não endossaram a candidatura do diretor-executivo.

Veja mais em: Andrés Sanchez, Fábio Carille, Rodriguinho e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Marcelo Aparecido de Souza foi pressionado por jogadores e torcedores no Allianz Parque

    STJD aceita pedido e vai julgar em outra sessão mérito que pode melar título paulista do Corinthians

    ver detalhes
  • Dupla voltou de Chapecó com problemas físicos e pode se tornar baixa

    Dupla será reavaliada e pode se juntar a Cássio como desfalque para Corinthians no sábado

    ver detalhes
  • Guilherme Castellani assinou com o Timão até o fim de 2020

    Goleiro da equipe Sub-20 assina primeiro contrato profissional com o Corinthians

    ver detalhes
  • Henrique quer Corinthians bem no Brasileirão até o embate pela Libertadores

    Em desembarque, Henrique fala em 'virar a chave' para se aproximar dos líderes no Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes