Dia Mundial contra Homofobia: a discriminação (não) estampada por trás da camisa 24

Dia Mundial contra Homofobia: a discriminação (não) estampada por trás da camisa 24

38 mil visualizações 441 comentários Comunicar erro

Cássio vestiu a camisa 24 em seus primeiros meses de Corinthians, em 2012

Cássio vestiu a camisa 24 em seus primeiros meses de Corinthians, em 2012

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Nesta quinta-feira, 17 de maio, é festejado o Dia Internacional contra a Homofobia. A discriminação contra gays, lésbicas e também bissexuais e transexuais está presente no universo do futebol – também do Corinthians, portanto. E talvez um dos mais sutis (e infantis) exemplos disso seja o mito ainda existente por trás da camisa de número 24.

Tratando-se de um portal segmentado de notícias do Corinthians, o Meu Timão traz o panorama do ponto de vista alvinegro: o último jogador da equipe do Parque São Jorge a utilizar a camisa 24 em competições que não obrigam numeração fixa foi Cássio, em 2012.

Ele ficou com a famigerada camisa porque estreou pelo clube na Libertadores, competição que exige numeração de 1 a 30 para os jogadores inscritos por cada agremiação. Na sequência, engatando titularidade no Campeonato Brasileiro daquela temporada, continuou a utilizar o número por inércia. Assim que Alex foi negociado e deixou a 12 vaga, o goleiro pediu à diretoria para trocar e vestir a camisa que mantém até os dias atuais.

"Isso daí já está com os dias contados, o número 24 vai mudar já", disse Cássio, ao CQC, em julho de 2012, após ser "zoado" pelo repórter e humorista Felipe Andreoli.

A discriminação diz respeito ao significado do número no jogo do bicho. A tradicional (e ilegal) bolsa de apostas liga o 24 ao veado, animal popularmente associado a homossexuais. Por conta disso, tal camisa fica vaga nos clubes de futebol brasileiros sempre que possível.

"O número remete ao preconceito de uma maneira chula. A atitude de um jogador ao vestir o número 24 seria de uma boa repercussão e um ato de coragem. Num país que está numa fase em que a intolerância está forte, é necessário um ato como esse", disse Jorge Monteiro, colaborador do Respeito Futebol Clube, coletivo contra preconceito no futebol, em entrevista concedida ao Meu Timão.

Filipe, quarto goleiro do Corinthians, é o camisa 24 da equipe na Libertadores

Filipe, quarto goleiro do Timão, é o camisa 24 da equipe na Libertadores

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A numerologia também ajuda a entender o porquê de o 24 ser associado quase que folcloricamente à homossexualidade. Segundo estudiosos dos números, o 2 tem forte ligação com mulheres; o 4, por sua vez, com a ideia de construção. De tal forma, a junção dos dois algarismos faz uma espécie de menção à construção da figura feminina.

"O ambiente do futebol é completamente machista e preconceituoso", sintetizou um funcionário do Corinthians em conversa informal com a reportagem do Meu Timão.

24 é só 1

O mito por trás da camisa 24 é só um dos muitos exemplos de práticas homofóbicas no futebol. Outros são: a utilização do termo "bambi" como ofensa, gritos de "bicha" contra goleiros adversários, expulsão de gays de torcidas organizadas, etc...

Na visão de quem luta pela causa LGBT, um caminho para fortalecer o combate ao preconceito (seja no futebol ou fora dele) é a punição legal contra aqueles que discriminam, em ação similar ao que já ocorre nos casos de crimes de injúria racial e racismo.

"A ofensa da torcida contra goleiros com a palavra bicha é tão sem sentido que nos revolta, porque parece ser um crime ser homossexual, uma doença. E o combate contra isso é a conscientização geral do público e leis que punam esse crime de uma maneira exemplar. Só assim poderíamos sonhar com tais barbaridades sendo sanadas", explicou Monteiro.

Que num breve 17 de maio não precisemos mais discutir práticas homofóbicas no futebol. Que torcedores e jogadores abracem essa luta. Que a camisa 24 um dia deixe de ser tabu.

Veja mais em: História do Corinthians e Cássio.

Veja Mais:

  • Thiaguinho deve ser titular do Corinthians neste sábado

    Sem Jadson, provável escalação do Corinthians tem três mudanças para encarar Vasco

    ver detalhes
  • Cerca de 300 torcedores na porta do CT Joaquim Grava na tarde desta sexta-feira

    Organizada do Corinthians grita contra Andrés e se reúne com jogadores, diretoria e Jair

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez volta da Europa neste domingo, com chegada ao Brasil no dia seguinte

    Presidente do Corinthians já tem data para retorno da Europa; otimismo por reforços na bagagem

    ver detalhes
  • Cássio é homem de confiança do técnico Jair Ventura

    Corinthians não cai, Cássio? Capitão se posiciona sobre declaração de Jair Ventura

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Melhores comentários

    Foto do perfil de Rodriane

    Ranking: 30ª

    Rodriane 1187 comentários

    por @rodriane.dl

    Coisa que mais me envergonha em um jogo do Corinthians é esse grito de "bicha" no tiro de meta. Vamos melhorar como pessoa? Empatia não dói e é dignificante, o contrário é atraso e comportamento medieval.

  • Foto do perfil de "ALE"

    Ranking: 58º

    "ale" 7301 comentários

    por @alexandre.sccp1

    Preconceito seja lá em qualquer área é ruim.
    Seja ele de pele, raça, gênero, ou seja tudo.
    É um Preconceito daquilo que não se conhece e julga apenas o que se vê.
    Temos sim que acabar com isso.
    Mas dentro de cada um, de cada ser humano, fazer uma auto analise e se perguntar. Porque sou preconceituoso com essa situação.?
    Talvez se cada um se fizesse essa pergunta, talvez o mundo e principalmente o mundo do futebol seria um lugar muito melhor do que é hoje.

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Leco

    Ranking: 354º

    Leco 2124 comentários

    441º. por @leco.da.silva

    Isso tá na cabeça de quem acha que tudo é preconceito, tem gente que nem se ofende pela brincadeira, quando é entre amigos que tem intimidade pra mim é normal, o problema é você querer brincar com quem não conhece, mas tá de boa man, se você não gosta e e acha ofensa eu respeito sua opinião,

    Foto do perfil de Danilo

    Danilo 95 comentários

    22/05/2018 às 12h36 por @maktuiu

    Não, cara.

    Falar para um hétero 'isso é coisa de viado' em tom pejorativo é tão preconceituoso quanto falar para uma pessoa branca 'isso é coisa de preto'.

    No caso, só muda o preconceito, de racismo para homofobia.

  • Foto do perfil de Diogo

    Ranking: 752º

    Diogo 1177 comentários

    440º. por @diogo.figueira

    Todo pecado é abominavel aos olhos de Deus...

    Foto do perfil de Pedro

    Pedro 444 comentários

    22/05/2018 às 21h40 por @pedro.henrique.dias3

    Eu também sou evangélico, você falou, falou e falou a mesma coisa que eu. Você deve se lembrar que os pecados não são iguais, pois a palavra de Deus fala que pecar contra o Espírito Santo é irreversível, então, pecar com práticas homossexuais é abominável aos olhos do Senhor!

  • Foto do perfil de Pedro

    Ranking: 2297º

    Pedro 444 comentários

    439º. por @pedro.henrique.dias3

    Eu também sou evangélico, você falou, falou e falou a mesma coisa que eu. Você deve se lembrar que os pecados não são iguais, pois a palavra de Deus fala que pecar contra o Espírito Santo é irreversível, então, pecar com práticas homossexuais é abominável aos olhos do Senhor!

    Foto do perfil de Diogo

    Diogo 1177 comentários

    18/05/2018 às 10h25 por @diogo.figueira

    Sou evangélico, casado e tenho 1 filho, cara não querendo misturar com religião mas até Deus nos deu opção de escolher acreditar nele ou não, nos deu opção de seguir seus mandamentos ou não, na própria Biblía diz que o amor de Deus se da base do livre arbitrio.

    Eu não concordo com a pratica homosexual, por isso não a pratico e vida que segue, na biblia o homosexualismo é tratado com pecado, assim como toda desobediência a lei de Deus, portanto o homosexual segundo a biblia é igual a todos as outras pessoas, pois todos somos pecadores...

    E no mundo religioso o que mais vemos são pessoas tratando homosexuais como seres inferiores e com certeza Deus também repudia atitudes como essa.

    Por favor quero deixar claro que não estou respondendo contra sua opinião, apenas expressei meu ponto de vista, respeito sua opinião e sei que cada um tem uma forma de ver as situações da vida.

  • Foto do perfil de Danilo

    Ranking: 7703º

    Danilo 95 comentários

    438º. por @maktuiu

    Não, cara.

    Falar para um hétero 'isso é coisa de viado' em tom pejorativo é tão preconceituoso quanto falar para uma pessoa branca 'isso é coisa de preto'.

    No caso, só muda o preconceito, de racismo para homofobia.

    Foto do perfil de Leco

    Leco 2124 comentários

    17/05/2018 às 18h04 por @leco.da.silva

    Em nenhum momento eu falei que não existe os preconceitos não, só falei que as pessoas tem saber e entender quando é pra preconceito ou é só uma brincadeira, por exemplo : chamar os são Paulino de bambis é preconceito? Pra mim é zoação, mas é muita frescuragem hoje em dia, criou se um coitadismo em cima de tudo

  • Foto do perfil de Breyner

    Ranking: 5912º

    Breyner 139 comentários

    437º. por @breyner.resende

    Amigo, eu estou exemplificando uma situação! Não estou dizendo exatamente que foi você que disse...só interpretar direito!

    Foto do perfil de Kleber

    Kleber 319 comentários

    20/05/2018 às 17h58 por @kleberhawk

    Quando você me viu xingando alguém de bicha ou dizendo que xinguei? Nunca viu isso, então não afirme isso. Na questão do gay ser escolha ou opção sei lá isso de gay não interesso saber.

  • Foto do perfil de Kleber

    Ranking: 3091º

    Kleber 319 comentários

    436º. por @kleberhawk

    Quando você me viu xingando alguém de bicha ou dizendo que xinguei? Nunca viu isso, então não afirme isso. Na questão do gay ser escolha ou opção sei lá isso de gay não interesso saber.

    Foto do perfil de Breyner

    Breyner 139 comentários

    19/05/2018 às 07h01 por @breyner.resende

    De fato meu amigo, cada um tem o direito de PENSAR como quiser e essa não é a questão! A questão é que você querendo ou não, ser homossexual é uma CONDIÇÃO é não uma escolha...nos meus 30 anos de vida eu tive e tenho amigos gays e sei que isso é algo imutável, e isso não é questão de opinião. Então, se você usa a condição do outro de forma pejorativa "bicha", e para diminui-lo em alto e bom som, como se fosse um defeito, você está discriminando e sendo preconceituoso com os homossexuais sim...porque você acaba inferiorizando essas pessoas e não o goleiro!

  • Foto do perfil de Gabriel

    Ranking: 2555º

    Gabriel 398 comentários

    435º. por @gabriel1910.2014
  • Foto do perfil de Gabriel

    Ranking: 2555º

    Gabriel 398 comentários

    434º. por @gabriel1910.2014

    Te falta interpretação, nem vou comentar mais

    Foto do perfil de Breyner

    Breyner 139 comentários

    18/05/2018 às 00h05 por @breyner.resende

    Então você tem algo contra sim! Você não pode dizer que não é preconceituoso e não tem nada contra se você não dá a eles os mesmos direitos que você daria a um casal hétero! E Ainda por cima insinua que eles podem ser humilhados se se beijarem em público, por exemplo.

  • Foto do perfil de Ramon

    Ranking: 20º

    Ramon 16726 comentários

    433º. por @ramon.felipe1

    Só tem que diferenciar preconceito de zoação, muito mimimi nesse século.

  • Foto do perfil de Breyner

    Ranking: 5912º

    Breyner 139 comentários

    432º. por @breyner.resende

    De fato meu amigo, cada um tem o direito de PENSAR como quiser e essa não é a questão! A questão é que você querendo ou não, ser homossexual é uma CONDIÇÃO é não uma escolha...nos meus 30 anos de vida eu tive e tenho amigos gays e sei que isso é algo imutável, e isso não é questão de opinião. Então, se você usa a condição do outro de forma pejorativa "bicha", e para diminui-lo em alto e bom som, como se fosse um defeito, você está discriminando e sendo preconceituoso com os homossexuais sim...porque você acaba inferiorizando essas pessoas e não o goleiro!

    Foto do perfil de Kleber

    Kleber 319 comentários

    18/05/2018 às 09h16 por @kleberhawk

    Cara, se liga, chamar um homem hetero de bicha é humilhante pra ele, somente se ele for hetero, se ele for gay não interfere. Isso é uma questão de honra pra um homem hetero, e não adianta tentar mudar a cabeça das pessoas, elas pensam assim, essa ideia de querer impor o pensamento e a opinião é um mal das novas gerações, respeite o que o outro pensa também, isso é DIREITO de cada um. Respeito sua opinião, somente não concordo, mas não tente me obrigar a aceitar a sua, nunca!