Após quase dois anos sofrendo com lesões, zagueira do Corinthians celebra primeiro jogo como titular

2.4 mil visualizações 19 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

A zagueira Alline Calandrini foi titular na goleada de 6 a 0 do Corinthians sobre a Portuguesa

A zagueira Alline Calandrini foi titular na goleada de 6 a 0 do Corinthians sobre a Portuguesa

Divulgação / Corinthians

Alline Calandrini passou quase dois anos sem começar uma partida. A espera teve fim no último domingo, ao realizar sua primeira partida como titular na equipe feminina do Corinthians. A zagueira atuou na goleada de 6 a 0 sobre a Portuguesa, no estádio do Canindé, pelo Campeonato Paulista Feminino. Antes, a jogadora havia entrado durante outras duas oportunidades em jogos oficiais.

Sem esconder a emoção pelo retorno triunfante, Alline comparou a expectativa ao saber se seria titular no Timão a uma final de campeonato. “Sem dúvida alguma, por ser dois anos depois, eu fico muito contente com esse retorno. É um recomeço. Só eu sei o que senti quando fiquei sabendo que começaria uma partida", disse a zagueira.

"E nem se trata de ser titular ou reserva, mas sim de voltar a atuar 45 minutos, depois mais 45, algo que não aconteceu nesse período parada. Então, para mim foi um dia muito importante, parecia uma final de campeonato. O recomeço, vestir a camisa do Corinthians. Esse foi um grande passo e muito emocionante”, afirmou", completou.

Leia também: Corinthians volta a golear e emplaca sexta vitória seguida no Campeonato Paulista Feminino

Nos dois anos que passou longe dos gramados como jogadora titular, Alline passou por duas lesões no joelho que trouxeram dúvidas sobre a sequência de uma carreira promissora. Já recuperada e cheia de expectativas para o futuro, a camisa 6 ainda fez questão de agradecer a todas as suas companheiras de Corinthians pela ajuda neste retorno.

“Nosso time é de nível altíssimo. Todos os dias eu treino contra as melhores atacantes, tenho as melhores defensoras ao meu lado, as mais talentosas meio-campistas. Isso faz o futebol do Corinthians crescer e, automaticamente, o meu também. A competitividade é forte. Não poderia estar em um lugar melhor para toda a preparação dessa volta. A parte física e tática, as condições que temos, para mim é o melhor que há. Tenho tudo o que preciso para voltar a ser a jogadora que era antes”, concluiu.

Pelo Paulistão, o Corinthians volta a campo no dia 12 de maio, sábado, contra o Centro Olímpico. A partida, marcada para às 15h (de Brasília), será disputada no Canindé, mas com mando do Timão. Antes disso, as mulheres entram em campo pelo Campeonato Brasileiro, contra o Sport, em Recife, na quarta-feira, dia 9, às 15h.

Veja mais em: Futebol feminino.

Veja Mais:

  • Duílio voltou a bancar a permanência de Carille no Corinthians

    Carille tem multa regressiva e segue bancado no Corinthians mesmo em má fase

    ver detalhes
  • Sorteio de grupos do Paulistão 2020 aconteceu nessa terça-feira

    FPF sorteia, e Corinthians conhece seu grupo e adversários do Paulistão 2020; veja como ficaram

    ver detalhes
  • Manoel vive a expectativa de permanecer no Corinthians para 2020

    Davó e Manoel: diretor atualiza situação de chegadas e saídas no Corinthians

    ver detalhes
  • Dirigente acredita na classificação do Corinthians para a Libertadores

    Diretor confia em ida do Corinthians à Libertadores, mas não condiciona chegada de reforços à vaga

    ver detalhes
  • Corinthians de Fábio Carille pode voltar à Libertadores em 2020

    Veja pontuação histórica que Corinthians precisa para ir à Libertadores-2020

    ver detalhes
  • Conselho Técnico com os 16 clubes e a FPF definiu detalhes do Paulistão 2020

    Paulistão 2020 tem mudança no número de datas, mantém inscrições e terá VAR; veja detalhes

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: