Após quase dois anos sofrendo com lesões, zagueira do Corinthians celebra primeiro jogo como titular

Após quase dois anos sofrendo com lesões, zagueira do Corinthians celebra primeiro jogo como titular

Por Meu Timão

2.4 mil visualizações 19 comentários Comunicar erro

A zagueira Alline Calandrini foi titular na goleada de 6 a 0 do Corinthians sobre a Portuguesa

A zagueira Alline Calandrini foi titular na goleada de 6 a 0 do Corinthians sobre a Portuguesa

Foto: Divulgação / Corinthians

Alline Calandrini passou quase dois anos sem começar uma partida. A espera teve fim no último domingo, ao realizar sua primeira partida como titular na equipe feminina do Corinthians. A zagueira atuou na goleada de 6 a 0 sobre a Portuguesa, no estádio do Canindé, pelo Campeonato Paulista Feminino. Antes, a jogadora havia entrado durante outras duas oportunidades em jogos oficiais.

Sem esconder a emoção pelo retorno triunfante, Alline comparou a expectativa ao saber se seria titular no Timão a uma final de campeonato. “Sem dúvida alguma, por ser dois anos depois, eu fico muito contente com esse retorno. É um recomeço. Só eu sei o que senti quando fiquei sabendo que começaria uma partida", disse a zagueira.

"E nem se trata de ser titular ou reserva, mas sim de voltar a atuar 45 minutos, depois mais 45, algo que não aconteceu nesse período parada. Então, para mim foi um dia muito importante, parecia uma final de campeonato. O recomeço, vestir a camisa do Corinthians. Esse foi um grande passo e muito emocionante”, afirmou", completou.

Leia também: Corinthians volta a golear e emplaca sexta vitória seguida no Campeonato Paulista Feminino

Nos dois anos que passou longe dos gramados como jogadora titular, Alline passou por duas lesões no joelho que trouxeram dúvidas sobre a sequência de uma carreira promissora. Já recuperada e cheia de expectativas para o futuro, a camisa 6 ainda fez questão de agradecer a todas as suas companheiras de Corinthians pela ajuda neste retorno.

“Nosso time é de nível altíssimo. Todos os dias eu treino contra as melhores atacantes, tenho as melhores defensoras ao meu lado, as mais talentosas meio-campistas. Isso faz o futebol do Corinthians crescer e, automaticamente, o meu também. A competitividade é forte. Não poderia estar em um lugar melhor para toda a preparação dessa volta. A parte física e tática, as condições que temos, para mim é o melhor que há. Tenho tudo o que preciso para voltar a ser a jogadora que era antes”, concluiu.

Pelo Paulistão, o Corinthians volta a campo no dia 12 de maio, sábado, contra o Centro Olímpico. A partida, marcada para às 15h (de Brasília), será disputada no Canindé, mas com mando do Timão. Antes disso, as mulheres entram em campo pelo Campeonato Brasileiro, contra o Sport, em Recife, na quarta-feira, dia 9, às 15h.

Veja mais em: Futebol feminino.

Veja Mais:

  • Matheus Matias soma três atuações pelo Corinthians: uma no Brasileiro e duas em amistosos

    Loss sugere que peso da camisa do Corinthians interfere no zelo com Matheus Matias

    ver detalhes
  • Em noite ruim, Timão pouco incomodou Grêmio e foi superado pelo placar mínimo

    Veja a posição do Corinthians ao fim do primeiro turno do Brasileirão-2018

    ver detalhes
  • Maxwell (à dir.) assinou com Corinthians por duas temporadas

    Corinthians acerta com meia ex-Santos para categoria Sub-20

    ver detalhes
  • Basquete do Corinthians chegou à terceira vitória em oito jogos no Estadual

    Corinthians embala no fim, bate São José e chega à terceira vitória no Paulista de Basquete

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes