Títulos na base e evolução como auxiliar: conheça Osmar Loss, o novo técnico do Corinthians

Títulos na base e evolução como auxiliar: conheça Osmar Loss, o novo técnico do Corinthians

41 mil visualizações 243 comentários Comunicar erro

Estudioso, Loss começa sua trajetória como treinador do Corinthians nesta quinta-feira

Estudioso, Loss começa sua trajetória como treinador do Corinthians nesta quinta-feira

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A noite de terça-feira foi extremamente movimentada no Corinthians. Além de anunciar a saída de Carille, que aceitou proposta para assumir o Al-Wehda, a diretoria alvinegra já confirmou seu substituto: Osmar Loss, auxiliar técnico desde o início de 2017. O nome do novo comandante agrada a Fiel por seu trabalho nas categorias de base.

Técnico do Sub-20 do Corinthians entre 2013 e 2017, o gaúcho de 42 anos acumulou canecos. Ao todo, chegou em quatro finais da Copa São Paulo de Futebol Júnior, vencendo a competição em duas oportunidades. O tamanho da dominância alvinegra no torneio, o mais importante do calendário da base, fica claro nos números: foram 31 vitórias em 34 partidas do treinador.

Além da Copa São Paulo, Osmar também obteve êxito em outros campeonatos. Em 2014, foi campeão Brasileiro e Paulista. O bi estadual também veio no ano seguinte. No total, Loss esteve a frente do Timãozinho em 147 partidas e somou 95 vitórias, 28 empates e 24 derrotas.

E antes do Timão?

Treinador trabalhou no Internacional durante 15 anos

Treinador trabalhou no Internacional durante 15 anos

Divulgação/Internacional

Apesar de novo, Osmar Loss já tem uma longa trajetória no futebol. Antes do excelente trabalho na base alvinegra, o auxiliar chamava atenção nos times inferiores do Internacional. Formado em Educação Física, Loss permaneceu no clube gaúcho por 15 anos. Por lá, ajudou a revelar nomes como Alexandre Pato, Leandro Damião e Luiz Adriano.

Além da formação de atletas, Osmar também teve êxito em conquistas. Em 2013, ano que aceitou a proposta do Corinthians, conquistou o Brasileirão Sub-20 com o Internacional.

Experiências no profissional

Loss não repetiu sucesso da base com os profissionais do Bragantino

Loss não repetiu sucesso da base com os profissionais do Bragantino

Divulgação/Bragantino

Mesmo com o grande período de base, o cargo de treinador profissional não vai ser novidade para o ex-auxiliar. Sua primeira oportunidade surgiu em 2010, no Juventude, também do Rio Grande do Sul. A experiência pelo clube do interior não foi das melhores: venceu apenas duas partidas, empatou nove e perdeu 11.

De volta ao Internacional, Osmar Loss recebeu três oportunidades de trabalhar com a equipe principal do clube entre 2011 e 2012. De forma interina, comandou o time em nove partidas - venceu duas, empatou três e perdeu quatro.

Três anos depois e já funcionário do Corinthians, o novo comandante alvinegro teve sua última experiência com profissionais. "Emprestado" pelo Timão, assumiu o Bragantino, em 2015, e novamente não repetiu o sucesso conquistado na base. Foram quatro vitórias, um empate e sete derrotas antes de retornar ao Timão.

O que mudou?

Como auxiliar, pôde conviver diariamente com grupo de jogadores profissionais

Como auxiliar pôde conviver diariamente com grupo de jogadores profissionais

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Conforme revelou em entrevista recente ao Meu Timão, Osmar Loss quer mesmo ser técnico profissional. Com a saída de Carille, receberá a maior chance da carreira. E o que pode resultar em rendimento mais satisfatório do que nas últimas oportunidades é justamente sua experiência ao lado do ex-treinador alvinegro.

Em 2017, Loss teve a oportunidade de lidar com atletas profissionais no dia a dia, aprendendo mais da rotina de uma equipe principal e das peculiaridades do vestiário. Além disso, se manteve estudioso e concluiu recentemente a Licença A da CBF - segundo principal curso da entidade. Em seu ano de estreia no cargo de auxiliar, vale destacar, Loss já foi eleito o melhor do país na função pela CONAFUT.

Como joga

Solidez defensiva deve seguir sendo a cara do Corinthians

Solidez defensiva deve seguir sendo a cara do Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Importante na formação de nomes como Guilherme Arana, Mantuan e Maycon, Osmar Loss chega cercado de expectativa da Fiel por dois fatores. O primeiro, a utilização da base. Espera-se que o ex-comandante do time Sub-20 alvinegro aproveite ainda mais os garotos formados pelo clube. Além disso, parte da torcida acredita que verá um Timão mais ofensivo sob seu comando.

Se manter a linha de trabalho implantada na base, é bem possível que o desejo se concretize. Apesar disso, o setor defensivo deve continuar sendo sua prioridade - é da escola gaúcha, assim como Tite e Mano. Fã de Mourinho, Loss é adepto do 4-2-3-1 e venceu as Copinhas de 2015 e 2017 se utilizando da formação.

Nas campanhas, chama atenção o equilíbrio de um ataque eficiente com a defesa extremamente segura. Em 2015, foram 26 gols marcados e apenas quatro sofridos, em oito jogos. Já em 2017, o Timãozinho balançou as redes 30 vezes, sofrendo sete gols - em nove partidas.

A importância como auxiliar

Osmar Loss já deu dicas importantes para seu ex-companheiro de comissão

Osmar Loss já deu dicas importantes para seu ex-companheiro de comissão

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Em pouco mais de um ano como auxiliar técnico de Carille, Osmar Loss já chamou atenção algumas vezes pela influência direta dentro de campo. Assim que chegou, por exemplo, ganhou crédito do treinador alvinegro por uma alteração que ajudou o Corinthians a vencer o Audax por 1 a 0, no Paulistão de 2017. Na oportunidade, foi dele a ideia de escalar Maycon aberto pelo lado de campo.

Em embate mais recente, o trabalho de Loss foi valorizado por Mateus Vital. Depois de bela jogada que resultou em gol decisivo na final do Paulistão de 2018, contra o Palmeiras, o meia ressaltou os conselhos dados pelo auxiliar antes da bola rolar no Allianz Parque.

Veja mais em: Osmar Loss.

Veja Mais:

  • Desejado pelo Atlético-MG, Clayson quer ficar e retomar alto nível no Timão em 2019

    Clayson freia saída e faz Atlético-MG analisar outros corinthianos; acordo por Luan é mantido

    ver detalhes
  • Mantuan será jogador da Ponte Preta em 2019

    Corinthians empresta volante Guilherme Mantuan à Ponte Preta

    ver detalhes
  • Sornoza será jogador do Corinthians em 2019, salvo improvável problema médico

    Sornoza agenda exames e deve assinar com Corinthians nesta quarta

    ver detalhes
  • Marciel está fora dos planos da comissão técnica do Corinthians para 2019

    Sem aval de Carille, Marciel não retorna ao Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes