Loss admite problemas na defesa e recuo excessivo do Corinthians após gol: 'Precisamos corrigir'

Loss admite problemas na defesa e recuo excessivo do Corinthians após gol: 'Precisamos corrigir'

Por Nuno Tibiriçá e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

3.8 mil visualizações 152 comentários Comunicar erro

Osmar Loss admitiu que time recuou demais após abrir o placar contra o Santos

Osmar Loss admitiu que time recuou demais após abrir o placar contra o Santos

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Após seu quinto jogo no comando do Corinthians, o técnico Osmar Loss teve muito o que explicar em sua coletiva. Depois de mais uma atuação abaixo da média no empate em 1 a 1 contra o Santos, em Itaquera, o treinador admitiu que sua equipe recuou mais do que deveria após Roger abrir o placar no início da segunda etapa.

"Até abrir o placar, o Santos apostou na transição ofensiva, com capacidade para isso, com atletas velozes, e até o gol controlamos bem. Quando fizemos o gol, eles se lançaram mais, a gente se retraiu, até mais que eu gostaria. Acabamos sofrendo o gol de empate", analisou o comandante alvinegro.

"Existe até uma teoria, que o ser humano arrisca quando tá perdendo e não arrisca quando tá ganhando. O próprio Fábio (Carille), a gente falava isso ano passado, às vezes a gente fazia um gol e acabava dando mais espaço para o outro time. Temos que corrigir isso no treinamento, evitar dar esse campo ao adversário", complementou Loss.

Leia também:
Loss beira nota zero e Pedrinho supera Roger e é eleito o craque do Corinthians
Loss explica substituição de Pedrinho e fala de pressão no Corinthians
Empate no clássico e saída de Pedrinho geram irritação da Fiel com Loss; veja tuítes

O treinador alvinegro também foi questionado sobre a quantidade de bolas alçadas na área do rival durante o jogo. Só no primeiro tempo, foram 11 levantamentos na área santista, nenhum com muito perigo à meta de Vanderlei.

"A estratégia era ter a bola no chão, para construir ataques como fizemos o gol, com triangulações pelo lado, onde construímos, mas é natural que pela forma que o Santos s e posicionou, com duas linhas de quatro, isso deixe o ataque impaciente, acaba gerando muitos cruzamentos. Concordo que tivemos um pouco demais na primeira etapa...", admitiu.

Por fim, Osmar Loss reconheceu que a defesa alvinegra, principal pilar da equipe nos últimos dez anos, passa por um período de um pouco mais de fragilidade. Segundo o treinador, um sistema defensivo sólido demora para se ajeitar, e os erros tem sido notados pela comissão técnica desde o início da temporada: a equipe não contava mais com Pablo e Guilherme Arana, bem adaptados ao estilo de jogo do Timão, e agora ainda tem as ausências de Cássio e Fagner.

"A gente vem, com nossa estrutura, vídeo, etc, mostrando pros atletas o que está acontecendo. Mas isso fica dentro do vestiário, até porque se abrir podemos expor fragilidades, mas temos cuidado, temos nos preocupado. Desde o começo da temporada estamos vendo isso, são três jogadores da linha de defesa, mais o Cássio, diferentes do ano passado. Isso gera dificuldades, até pela falta de treinamento que o calendário não deixa", explicou Loss.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro, Osmar Loss e Corinthians x Santos.

Veja Mais:

  • Fiel aprova negociações com trio que pode chegar ao Timão para o ano que vem

    Fiel opina sobre jogadores que ainda podem chegar ao Corinthians para 2019

    ver detalhes
  • Em 2017, Timão caiu nas oitavas da Sul-Americana para mesmo o Racing

    Conmebol sorteia primeira fase da Copa Sul-Americana, e Corinthians revê Racing

    ver detalhes
  • Sornoza deve jogar no Corinthians a partir de 2019

    Sornoza, Luan e Uendel: Alessandro atualiza situação do Corinthians no mercado da bola

    ver detalhes
  • Medina faturou seu segundo título mundial de surfe

    Corinthiano Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes