Corinthians terá patrocínio máster até o fim de 2018, afirma Luís Paulo Rosenberg

Corinthians terá patrocínio máster até o fim de 2018, afirma Luís Paulo Rosenberg

Por Lucas Faraldo e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

58 mil visualizações 415 comentários Comunicar erro

Espaço em branco no uniforme do Corinthians parece estar com dias (ou meses) contados

Espaço em branco no uniforme do Corinthians parece estar com dias (ou meses) contados

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Desde abril do ano passado em busca de uma empresa interessada em estampar sua marca no peito do uniforme alvinegro e também disposta a pagar o que o clube pede, o Corinthians tem planos de encerrar essa caça até o fim de 2018. E com final feliz para o Timão!

Ao menos essa é a promessa de Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing do clube desde fevereiro, quando assumiu o cargo ao lado do recém-empossado presidente Andrés Sanchez. Em evento realizado nesta terça-feira, na Arena, em Itaquera, o dirigente falou, sem entrar em detalhes, sobre as negociações do Corinthians por um patrocinador máster.

Leia também:
Rosenberg explica foto na Mercedes, mas refuta patrocínio ao Corinthians
Corinthians anuncia parceria com a Spott para aumentar interatividade nas plataformas digitais
Diretor de marketing do Corinthians anuncia nova política da venda de ingressos na Arena

Ao ser questionado se imaginava tanta dificuldade para fechar tal contrato, Rosenberg minimizou a demora e disse não "fixar prazo" nas tratativas. Logo em seguida, porém, ao responder se o patrocínio máster será definido até o fim do ano, ele foi assertivo na resposta:

"Nunca imaginei, não. Você não tem como fixar prazo em negociação, você dá o melhor de si, abre frentes e tenho certeza que vamos chegar lá. Tenho certeza que teremos um patrocínio ímpar. (Esse ano ainda?) Com certeza", afirmou o dirigente.

Fato é que o Corinthians vem há 14 meses tentando encontrar um parceiro que substitua o papel exercido pela Caixa Econômica Federal entre dezembro de 2012 e abril de 2017. O próprio banco estatal chegou a retomar conversas com o Timão nos últimos meses. O que se sabe por ora, no entanto, é que a diretoria alvinegra já admite ter de vender jogadores para suprir a falta de receita causada, entre outros fatores, pela falta um patrocinador máster.

Veja mais em: Patrocinador do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg e Ações de marketing.

Veja Mais:

  • Corinthians e Grêmio se enfrentam neste sábado, na Arena em Itaquera

    Saiba aonde assistir ao jogo entre Corinthians e Grêmio pela televisão

    ver detalhes
  • Corinthians encara Grêmio neste sábado

    'Entre céu e inferno', Corinthians recebe Grêmio na despedida do primeiro turno do Brasileirão

    ver detalhes
  • Badauí, do CPM22: 'Sou obrigado a ouvir que sou torcedor de Arena' | #76

    VÍDEO: Badauí, do CPM22: 'Sou obrigado a ouvir que sou torcedor de Arena' | #76

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel deixa Corinthians pouco mais de dois anos após ser contratado

    Marquinhos Gabriel deixa Corinthians como terceiro pior jogador do elenco em 2018; veja ranking

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes