Rivais nesta quarta, Corinthians e Bahia travaram seis negociações na última janela; relembre

Rivais nesta quarta, Corinthians e Bahia travaram seis negociações na última janela; relembre

Por Meu Timão

8.3 mil visualizações 34 comentários Comunicar erro

Juninho Capixaba foi uma das contratações do Corinthians para 2018

Juninho Capixaba foi uma das contratações do Corinthians para 2018

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Corinthians e Bahia se encontram pela primeira vez desde a janela de transferências dos últimos meses de dezembro e janeiro. E a relação entre os clubes se estreitou nesse período ao menos no que diz respeito ao mercado da bola. Isso porque seis negociações foram travadas entre as diretorias visando a montagem dos elencos de 2018.

O Meu Timão lembra abaixo quais foram os jogadores envolvidos e os desfechos!

Em tempo: a bola rola para o duelo entre Corinthians e Bahia às 21h45 desta quarta, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Juninho Capixaba

Talvez a mais repercutida negociação entre Corinthians e Bahia tenha sido a contratação de Juninho Capixaba. O Timão desembolsou R$ 6 milhões por 70% dos direitos econômicos do jovem lateral-esquerdo. Ademais, cedeu o goleiro Douglas em definitivo (leia mais abaixo).

Douglas

Envolvido na negociação de Juninho Capixaba como moeda de troca, Douglas foi cedido em definitivo ao Bahia. O goleiro, que disputou apenas uma partida com a camisa do Corinthians, segue com 40% dos direitos econômicos ligados ao Timão (30% à equipe de Salvador, 20% ao Capivariano e ainda 10% ao Bragantino).

Renê Júnior

Renê Júnior pertencia à Ponte Preta mas jogava por empréstimo no Bahia em 2017. Nos últimos meses do ano, o Corinthians chegou a conversar com o clube de Salvador sobre o planejamento da equipe para o volante. No fim das contas, o jogador chegou ao Timão para 2018 com custo aproximado de R$ 5 milhões (entre luvas e comissões).

Zé Rafael

Um tentativa falha do Corinthians em negociações com o Bahia envolveu o meia Zé Rafael. O jogador, que segue na equipe tricolor em 2018, interessava ao Timão na última janela de transferências. O então presidente Roberto de Andrade tentou envolver Mendoza e Moisés no negócio, mas recebeu uma recusa dos baianos, que pediam compensação financeira.

Mendoza

Stiven Mendoza, a exemplo do que aconteceu com Moisés (leia mais abaixo), foi um caso curioso: nem Corinthians nem Bahia queriam o atacante colombiano, que mesmo assim chegou a entrar em pauta nas negociações. A intenção do Timão era usá-lo como moeda de troca, já que o jogador estava ambientado ao clube onde atuou por empréstimo em 2017. No fim das contas, o gringo foi vendido ao Amiens, da França.

Moisés

Hoje emprestado ao Botafogo, Moisés foi jogado de canto tanto por Corinthians quanto por Bahia. Num primeiro momento, a ideia do lateral como moeda de troca não agradava o clube de Salvador, por onde atuou em 2016. Depois foi o próprio jogador quem dificultou a ida à equipe tricolor nos bastidores do Parque São Jorge.

Veja mais em: Mercado da bola, Campeonato Brasileiro, Juninho Capixaba, Renê Júnior, Douglas Friedrich, Moisés e Mendoza.

Veja Mais:

  • Pedrinho (à frente) será titular nesta quarta-feira; Jonathas, opção no banco

    Loss define escalação do Corinthians para decisão contra Chapecoense, mas pode ter baixa

    ver detalhes
  • Ricardo Fischer foi o cestinha da partida com 29 pontos anotados

    Corinthians se impõe no Parque São Jorge e vence a primeira no Paulista de basquete

    ver detalhes
  • Daniel Marcos assinou seu primeiro contrato profissional com o Corinthians

    Ex-Palmeiras, lateral-direito de 16 anos assina contrato profissional com o Corinthians

    ver detalhes
  • Fiel aproveitou o tuíte do Atlético-MG para zoar o time de Minas Gerais

    Torcedores corinthianos veem plágio e zoam Atlético-MG em rede social

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes