Romero é ausência novamente no CT do Corinthians; diretoria se diz tranquila devido a acordo

Romero é ausência novamente no CT do Corinthians; diretoria se diz tranquila devido a acordo

30 mil visualizações 126 comentários Comunicar erro

Romero segue sem se apresentar no Corinthians após a folga

Romero segue sem se apresentar no Corinthians após a folga

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Romero não apareceu na apresentação do elenco do Corinthians nesta segunda-feira e também já é ausência confirmada nesta terça-feira, no segundo dia de atividades do elenco alvinegro durante a parada da Copa do Mundo. A informação da assessoria de imprensa do clube é de que o atacante está liberado para resolver questões pessoais.

Em contato rápido com os jornalistas, durante a apresentação de Danilo Avelar, o diretor de futebol Duílio Monteiro Alves minimizou a ausência do paraguaio. De acordo com o dirigente, esses dois dias de atraso em relação aos demais já estava previamente combinado e acertado entre as partes.

Leia também:
Empresário de Balbuena volta atrás e muda o tom sobre possível saída do Corinthians
Transferência de Maycon 'rebaixa' Corinthians na lista dos 'mais valiosos' do Brasil

Essa ausência do camisa 11 na volta aos trabalhos acontece quase simultaneamente à assinatura de contrato com a OTB Sports que, a partir de agora, será responsável pelo gerenciamento de sua carreira. A empresa, do empresários Bruno Paiva e Marcelo Goldfarb, é a mesma de Zeca, Gustavo Scarpa e Guerrero.

Além disso, de acordo com o portal UOL Esportes, uma oferta da Real Sociedad (ESP) deve ser encaminhada de forma oficial ao Corinthians que, por meio de seus dirigentes, segue informando que nenhum jogador do elenco recebeu oferta.

O Corinthians já demonstrou interesse na permanência de Romero, inclusive, com intenção de aumentar seu vínculo contratual, que termina em julho de 2019. A renovação de contrato de Romero, porém, não passa por um simples acerto financeiro com o jogador e agentes.

O Timão também terá de fazer uma composição financeira com as pessoas que o trouxeram há quatro anos. Na ocasião, um grupo liderado pelo empresário Beto Rappa desembolsou US$ 3 milhões (R$ 6,6 milhões na cotação da época) para tirá-lo do Cerro Porteño (PAR).

Pelo acordo, feito pelo presidente Mário Gobbi, o Corinthians pagaria uma quantia não revelada para ficar com 20% dos seus direitos econômicos, permanecendo os outros 80% com Rappa e seus colegas. Caso Romero não seja vendido até o fim do contrato - julho de 2019 -, o Corinthians teria de reembolsar esses investidores, com correção monetária.

O valor, atualmente, giraria na casa dos R$ 12 milhões.

Veja mais em: Romero, Mercado da bola, CT Joaquim Grava e Treino do Corinthians.

Veja Mais:

  • Romero selou vitória sobre Botafogo na Arena Corinthians, em Itaquera

    Corinthians sobe posições e se aproxima do G6; veja tabela atualizada

    ver detalhes
  • Capixaba deve acertar com o Grêmio, rival do Timão no Brasileiro

    Grêmio topa pagar salários, e Corinthians encaminha empréstimo de Capixaba

    ver detalhes
  • Douglas foi anunciado oficialmente nesta quinta-feira no Corinthians

    Corinthians anuncia contratação de Douglas

    ver detalhes
  • Neto participa da campanha do Meu Timão e diz o Corinthians que ele quer

    VÍDEO: Neto participa da campanha do Meu Timão e diz o Corinthians que ele quer

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes