Se mantido por Tite, Fagner marcará belga vítima do Corinthians em 2012

Se mantido por Tite, Fagner marcará belga vítima do Corinthians em 2012

25 mil visualizações 56 comentários Comunicar erro

Alessandro, Tite & cia. venceram Chelsea de Hazard no Mundial de Clubes de 2012

Alessandro, Tite & cia. venceram Chelsea de Hazard no Mundial de Clubes de 2012

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Fagner deu início a sua atual passagem pelo Corinthians em 2014. Assim, o lateral-direito não teve chance de defender o Timão na épica final de Mundial de Clubes contra o Chelsea, da Inglaterra. Na próxima sexta-feira, porém, o camisa 22 canarinho deve ficar frente a frente com um belga vítima daquele esquadrão alvinegro em dezembro de 2012: Eden Hazard.

A perspectiva do embate "Fagner vs Hazard" se dá por conta do chaveamento da Copa do Mundo da Rússia: Brasil e Bélgica, que passaram nesta segunda-feira da fase oitavas de final, se enfrentam nas quartas às 15h (de Brasília) de sexta. O lateral brasileiro atua pela direita, setor por onde o meia-atacante belga joga quando sobe ao ataque.

Quem sabe muito bem disso é Alessandro Nunes, hoje gerente de futebol do Corinthians. O ex-lateral-direito era titular da equipe comandada por Tite naquela final de Mundial. Consequentemente, cabia ao ex-camisa-2 a função de marcar Hazard. E nas poucas vezes em que superou o defensor corinthiano, o belga foi parado pelo goleiro Cássio - que faz parte também da delegação da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Rússia.

Cabe destacar que Fagner ainda não tem presença confirmada por Tite na equipe titular para o duelo entre Brasil e Bélgica. Dono da lateral direita canarinha no início do Mundial da Rússia, Danilo está recuperado de lesão no quadril e deve disputar a posição com o corinthiano nos próximos dias, que antecedem o embate decisivo de quartas de final.

Repeteco - o possível duelo entre Fagner e Hazard não será a primeira "grande batalha" do lateral corinthiano nesta Copa do Mundo. No último jogo do Brasil na fase de grupos, contra a Sérvia, coube ao camisa 22 marcar o também lateral Aleksandar Kolarov. Ídolo da Roma, o jogador era tido como uma das armas principais dos sérvios diante da Seleção Brasileira. No fim das contas, o baixinho da Fiel teve atuação segura e ajudou a equipe verde-amarela a sair de campo com a vitória de 2 a 0 e a classificação ao mata-mata do Mundial.

Veja mais em: Títulos do Corinthians, Jogos Históricos, Fagner, Alessandro e Corinthianos na Seleção.

Veja Mais:

  • Torcida do Corinthians fez bela festa no Mineirão na primeira final da Copa do Brasil

    TV Globo transmite jogo entre Corinthians e Cruzeiro para três estados e DF; ex-Timão comentam

    ver detalhes
  • Pedrinho deve jogar aberto nesta noite; meia tem quatro gols em 52 jogos em 2018

    Com novidades na escalação, pressionado Corinthians revê Cruzeiro no Mineirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians promete comparecer em grande número na Fazendinha

    Corinthians anuncia ingressos esgotados para final sub-20 contra Palmeiras na Fazendinha

    ver detalhes
  • Livre de incômodo, Douglas deve ser novidade no time titular do Corinthians

    Com retorno de volante, Corinthians relaciona 22 para viagem a Belo Horizonte

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes