Clayson lamenta 'falta de capricho' e admite que centroavante ajudaria em algumas situações

3.2 mil visualizações 41 comentários

Por Meu Timão

Clayson voltou a jogar contra o Atlético-PR, na Arena Corinthians

Clayson voltou a jogar contra o Atlético-PR, na Arena Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Após engatar boa sequência de resultados e desempenhar bom futebol com um novo esquema tático, o Corinthians pisou no freio e saiu de Itaquera com empate sem gols diante do Atlético-PR, neste sábado. E para o atacante Clayson, que voltou ao time titular, os dois pontos perdidos tem ligação com dois fatores principais: o cansaço e os erros individuais.

"Não ficamos abaixo. Acho que o cansaço pode ter atrapalhado. Nós tentamos, eu, Pedrinho, Carlos, tentamos o drible, a parte individual. Faltou a gente caprichar um pouco mais. Jogamos bem e agora é focar no Colo-Colo", disse, na zona mista da Arena.

Leia também:
Cássio vira mais um zagueiro com os pés, agradece Taffarel mas pondera sobre novo estilo de jogo
Ralf passa por exame na segunda e pode reforçar Corinthians contra Colo-Colo
Só Cássio e mais dois são aprovados pela Fiel; Loss e Clayson não agradam em empate do Corinthians

E quando faltam gols, já há quem questione se vale realmente a pena jogar sem um camisa 9 de ofício. Sem entrar muito no assunto e deixando claro que é Loss quem sabe o que funciona melhor, Clayson admitiu que, em alguns momentos, um jogador com características de centroavante poderia ser útil, sobretudo em jogos de muita marcação, como deste sábado.

"É difícil falar. Para mim é diferente, nossa posição (ala) não muda muito. Claro, com o jogo um pouco truncado, às vezes pode fazer diferença ter um centroavante, ele pode trombar os zagueiros, quebrar linhas. É do jogo. O Loss vai saber o melhor para a equipe", pontuou.

Assim como nos últimos três jogos, vale lembrar, Ángel Romero foi quem atuou mais à frente. O paraguaio, no entanto, tem muita liberdade para cair pelos lados e trocar de posição com os pontas. Contra o Atlético-PR, o sistema ofensivo encontrou muitas dificuldades nessas transições.

Veja mais em: Clayson.

Veja Mais:

  • Caio Campos, superintendente de marketing do clube e gestor da Neo Química Arena, criticou volta do público nos estádios

    Responsável pela Neo Química Arena sobre público reduzido nos estádios: 'Prejuízo será maior'

    ver detalhes
  • Corinthians acerta contratação de atacante Diogo Vitor

    Corinthians contrata atacante para o Sub-23 que ficou marcado por inúmeras polêmicas em clube rival

    ver detalhes
  • VÍDEO: Novo lateral-direito| 'Se o Brasileirão fosse uma cadeia alimentar...'

    ver detalhes
  • Corinthians Feminino volta a entrar em campo no próximo sábado

    Corinthians assume liderança isolada do Brasileirão Feminino após derrota de rival

    ver detalhes
  • Corinthians começa sua trajetória na Copa do Brasil em outubro

    Corinthians conhece adversário das oitavas de final da Copa do Brasil na próxima quinta-feira

    ver detalhes
  • Timão tem cometido muitos pênaltis no Brasileirão

    Mão na bola faz o Corinthians ter três pênaltis marcados contra si nos últimos quatro jogos

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: