Caio Ribeiro não vê 'tanta falha' de Cássio no segundo gol da Chapecoense

Caio Ribeiro não vê 'tanta falha' de Cássio no segundo gol da Chapecoense

Por Meu Timão

2.3 mil visualizações 76 comentários Comunicar erro

Cássio viveu tarde ruim na Arena Condá nesse domingo

Cássio viveu tarde ruim na Arena Condá nesse domingo

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Comentarista de futebol da TV Globo, Caio Ribeiro analisou os dois gols sofridos pelo Corinthians na derrota de virada para a Chapecoense, nesse domingo, em Chapecó, pelo Brasileiro. Para o ex-jogador, o goleiro Cássio não pode ser considerado o único culpado pelos tentos de Diego Torres e Doffo.

Especificamente sobre o gol marcado por Doffo, Caio Ribeiro disse não ter visto erro crasso de Cássio, que apenas resvalou na bola e entregou no pé esquerdo do ala argentino.

“Nessa (segundo gol da Chapecoense) eu achei que ele dá continuidade à trajetória da bola, ele não rebate para frente, não é tanta falha”, iniciou o comentarista.

“A questão é que alguém bobeou também na marcação, porque o jogador (Doffo) chega sozinho no rebote. Pelo nível do Cássio, a gente questiona, fala: ‘Pô, goleiro de Seleção Brasileira, que tem crédito de sobra, que pega muito, talvez fosse uma bola defensável’. Mas acho que essa não vai pra conta dele, não. O primeiro lance, sim”.

Reveja os melhores momentos da derrota do Timão

Já o gol que abriu caminho para a vitória da Chapecoense surgiu aos 22 minutos do segundo tempo. Cássio optou por deixar a área para interceptar lançamento, foi enganado pelo quique da bola e fez a defesa na tentativa de consertar o lance, posteriormente recebendo cartão amarelo – atletas e treinador do time da casa reivindicaram, sem sucesso, a expulsão do camisa 12.

Escalado para a cobrança da falta, Diego Torres bateu por cima da barreira do Corinthians e marcou, não dando chances a Cássio, estático debaixo das traves. Na visão do comentarista global, porém, o zagueiro Marllon e o lateral-esquerdo Carlos deveriam ter saltado como os demais:

“Essa falta muito próxima do gol dificilmente tem espaço para a bola passar por cima da barreira e cair. Por quê? Porque a barreira pula. Por isso o Gabriel se abaixa ali atrás, porque é justamente para os jogadores pularem e, se a bola vier rasteira, o Gabriel interceptá-la”, discorreu.

Leia também:
Cássio fala do lance polêmico e dá recado
Dois corinthianos levam notas ainda piores que Cássio na derrota do Corinthians

“E o Cássio reclama justamente por isso. Volto a dizer, essa falta muito próxima normalmente é batida no canto do goleiro, porque a barreira pula e você coloca um homem atrás da barreira caso ela venha rasteira. Houve uma falha e por isso o Corinthians acabou perdendo”, finalizou.

A derrota em Chapecó manteve a equipe de Osmar Loss na sétima colocação do Brasileiro, com 26 pontos. O Timão volta a campo na quarta-feira, diante da mesma Chapecoense, às 21h45, desta vez valendo vaga às semifinais da Copa do Brasil.

Veja mais em: Cássio e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Jair viu Corinthians ser presa fácil na Arena da Baixada e sofrer nova derrota sob seu comando

    Cássio tem grande noite, mas Corinthians perde mais uma com Jair Ventura

    ver detalhes
  • Aberto pela direita, Pedrinho foi pouco efetivo em revés para Atlético-PR

    Cássio, Pedrinho, Jair: as avaliações da derrota do Corinthians na Arena da Baixada

    ver detalhes
  • Em Curitiba, Fiel viu Timão ser presa fácil mais uma vez em 2018

    Diretoria, elenco, Jair: Fiel aponta culpados por 'segundo semestre de rebaixado'

    ver detalhes
  • Com Jair, Corinthians tem oito derrotas em 17 partidas; clube assume chance de ter Carille em 2019

    Jair Ventura se posiciona sobre possível volta de Carille ao Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes