Triste por queda em jogo especial, Ralf se coloca à disposição para atuar na zaga caso necessário

Triste por queda em jogo especial, Ralf se coloca à disposição para atuar na zaga caso necessário

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

3.6 mil visualizações 72 comentários Comunicar erro

Ralf deixou Arena Corinthians feliz por marca, mas triste pela eliminação

Ralf deixou Arena Corinthians feliz por marca, mas triste pela eliminação

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Libertadores é com ele. Embora muitos jogadores sejam relacionados com essa frase, no Corinthians, Ralf é quem mais se encaixa na afirmativa. Nesta quarta-feira, no triunfo alvinegro frente o Colo-Colo, por 2 a 1, o volante completou seu 44º jogo pelo torneio, se isolando como jogador que mais vezes representou o Timão na competição continental.

A alegria pela marca, no entanto, durou pouco. Por conta do gol qualificado, a equipe alvinegra acabou eliminada mesmo com a vitória em Itaquera: "A marca, para mim, é de suma importância. Claro que não foi da forma que eu planejei, sendo desclassificado em casa, diante do nosso torcedor, mas a gente teve um placar adverso no Chile e foi difícil reverter aqui", disse Ralf, na zona mista da Arena.

"Mas agora é juntar o caco, pensar no Atlético Mineiro no sábado. É uma batalha difícil, estamos em uma posição incômoda na tabela e agora é lutar para reverter isso" completou, projetando a sequência da temporada de Osmar Loss e cia.

Leia também:
Léo Santos lamenta gol adversário, destaca aprendizados e critica arbitragem da Libertadores
Andrés Sanchez volta a bancar Loss no Corinthians e detona arbitragem e Conmebol
Só dupla se salva em eliminação do Corinthians; Avelar e Loss são os 'vilões'

No duelo destacado contra os mineiros, vale destacar, Ralf pode ter uma experiência diferente. Com Pedro Henrique e Henrique apresentando possíveis problemas físicos, o camisa 15 pode acabar tendo que atuar como zagueiro - assim como fez na reta final do embate contra os chilenos. Experiente, o atleta já se colocou à disposição do treinador.

"Caso precise, jogo sim. Não é minha função, mas estou aqui para ajudar. Estamos com poucos jogadores na zaga, se precisar, estou à disposição do professor. Se precisar no fim de semana, creio que o professor vai ver o que dá para fazer. Acho que dos que saíram por lesão o mais grave foi do Pedro Henrique, mas espero que não seja nada", concluiu.

Panorama atual

A necessidade de utilizar Ralf na zaga depende da avaliação de Pedro Henrique, que deixou o campo com um entorse no joelho e realizou exames de imagem na tarde desta quinta-feira. - Henrique, que levou pancada nas costas, treinou normalmente. Loss ainda tem como opção a dupla Léo Santos e Marllon, o último atuou poucas vezes com a camisa alvinegra. Além destes, Vilson, outra opção do elenco, ainda vive fase de transição por conta de lesão no joelho.

Veja mais em: Ralf e Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Thiago Neves desperta interesse no Corinthians

    Corinthians formaliza interesse em Thiago Neves e Sassá, relata Cruzeiro

    ver detalhes
  • Ramiro foi peça importantes nos últimos títulos do Grêmio

    Pai de Ramiro revela conversas adiantadas com o Corinthians e fala em acerto ainda nesta semana

    ver detalhes
  • Matias Ávila, diretor financeiro, e Roberto Gavioli, gerente financeiro, em coletiva nesta quarta-feira

    Corinthians confirma déficit em 2018, mas prevê explosão de receitas com TV e patrocínios

    ver detalhes
  • Meio campista está bem perto de se tornar novo reforço do Corinthians

    Diretor do Fluminense confirma 'sim' de M. Gabriel e Corinthians se aproxima de acerto por Sornoza

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes