Galeria de fotos e descrições especiais sobre a história do Corinthians

Galeria de fotos e descrições especiais sobre a história do Corinthians

Por João Pedro Izzo

7.7 mil visualizações 44 comentários Comunicar erro

Último título conquistado pelo Corinthians foi o Campeonato Paulista de 2018, diante do Palmeiras

Último título conquistado pelo Corinthians foi o Campeonato Paulista de 2018, diante do Palmeiras

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Para comemorar o aniversário de 108 anos do Corinthians, o Meu Timão preparou uma galeria de imagens especiais que representam a história alvinegra, retratada de maneira diferente: de corinthiano para corinthiano.

Da fundação do clube por um grupo de operários no bairro do Bom Retiro, em São Paulo, no dia 1º de setembro de 1910 aos momentos atuais da rica história do Corinthians, a galeria de imagens vai aproximar toda a Fiel dos momentos vividos pelo Timão ao longo desses 108 anos. Sente-se, leia, relembre e celebre as 12 imagens selecionadas especificamente para a Fiel, o 12º jogador alvinegro!

Fundação corinthiana

14 dias após sua fundação, o Corinthians conquistou sua primeira vitória

13 dias após sua fundação, o Corinthians fez seu primeiro treino!

Divulgação/Corinthians

Em 1 de setembro de 1910, um grupo de cinco operários (Joaquim Ambrósio, Antônio Pereira, Rafael Perrone, Anselmo Correa e Carlos Silva) do bairro paulistano Bom Retiro, sob a luz de um lampião, às 20h30, decidiram criar um novo time de futebol.

A ideia surgiu depois de assistirem à atuação do Corinthian FC, equipe inglesa de futebol fundada em 1882, que excursionava pelo Brasil. O presidente escolhido por eles foi o alfaiate Miguel Battaglia, que logo afirmou: "O Corinthians vai ser o time do povo e o povo é quem vai fazer o time".

Da primeira arrecadação de recursos à compra da primeira bola de futebol do clube apenas uma semana se passou. Um terreno alugado na Rua José Paulino virou campo e já no dia 14 de setembro, o primeiro treino foi realizado.

Primeiros anos de glória

Entre 1920 e 1940, o Corinthians venceu nove vezes o Paulista

Entre 1920 e 1940, o Corinthians venceu nove vezes o Paulista

Divulgação/Corinthians

No período de 1920 entre 1940, o Corinthians já se estabelecia como uma das maiores equipes do futebol paulista. Neste tempo, o Timão venceu o Campeonato Paulista por nove vezes, sendo três deles conquistados de maneira seguida (1928/29/30), feito jamais alcançado por outro clube do estado de São Paulo.

Neco, Rato, Grané, Teleco e Brandão foram alguns dos nomes que despontaram como grandes ídolos do clube no período.

Retomada com títulos

Depois de tempos sem muito brilho, o Corinthians voltou a conquistar títulos na década de 1950

Depois de tempos sem muito brilho, o Corinthians voltou a conquistar títulos na década de 1950

Divulgação/Corinthians

Após anos sem muito brilhantismo e protagonismo, o Corinthians renovou sua equipe para a década de 1950. Jovens formados nas chamadas "categorias de base" do Timão, como Luizinho, Cabeção e Idário juntaram-se à atletas como Baltazar, Cláudio e Gilmar, formando um dos melhores times que a Fiel e o Brasil já pôde ver.

Tal time conquistou dois títulos paulistas, três torneios Rio-São Paulo e a Pequena Taça do Mundo. No final desta década, assumiu a presidência do clube por voto direto dos associados Vicente Matheus, uma das maiores figuras que já comandaram o Corinthians, por oito mandatos.

Fim de jejum incômodo

Basílio comemorando o gol que deu fim ao jejum de títulos do Corinthians

Basílio comemorando o gol que deu fim ao jejum de títulos do Corinthians

Reprodução

Depois da conquista do Paulista de 1954, o Corinthians viveu incômodos 23 anos na fila para conquistar outro torneio. Porém, antes do épico gol de Basílio, o alvinegro paulista passou por algumas situações para tentar levantar canecos novamente.

Em 1961, o clube apostou na contratação de craques que chegavam ao Parque São Jorge como "salvadores da pátria", mas que não vingaram no time, como Almir Pernambuquinho em 1960 e Mané Garrincha em 1966. Ainda no final da década de 60, o Corinthians venceria o Santos após quase 11 anos sem vitórias sobre a equipe de Pelé em edições do Campeonato Paulista.

Além da interminável fila, o Corinthians também não conseguia chegar, com frequência, em finais de grandes torneios. Ficou de 1957 a 1974 sem decidir o Campeonato Paulista, por exemplo. Em 1974, grande embate em final estadual diante do maior rival, o Palmeiras, porém, o adversário acabou vencendo os corintianos.

Somente em 1977, o Timão viveria uma de suas noites mais inesquecíveis. No 13 de outubro, com a conquista do Campeonato Paulista, que se tornou um dos títulos mais importantes da história corinthiana, já que representava o fim de quase 23 anos sem ganhar competições oficiais. Na última das três partidas, contra a Ponte Preta, o título veio com o gol de Basílio, no segundo tempo.

Invasão no Maracanã e Democracia Corinthiana

Ídolo do Timão, Sócrates foi um dos pilares da Democracia Corinthiana

Ídolo do Timão, Sócrates foi um dos pilares da Democracia Corinthiana

Divulgação

Antes mesmo do fim do jejum em 1977, Corinthians e Rivellino se encontraram na semifinal do Campeonato Brasileiro de 1976, contra o Fluminense, em 5 de dezembro, naquela que é uma das partidas mais marcantes da história corinthiana.

Em alguns registros, estima-se que mais de 70 mil corinthianos viajaram para o Rio de Janeiro para assistir o duelo no Estádio do Maracanã, que acabou dividido entre as duas torcidas. Aquele momento acabou conhecido como A Invasão Corinthiana ao Maracanã.

A consagração daquele dia para os corinthianos veio com a vitória sobre o clube carioca nos pênaltis, após empate de 1–1 no tempo regulamentar. Na decisão do Brasileiro, entretanto, o Timão foi derrotado pelo Internacional em Porto Alegre.

Os resultados ruins em campo já na década de 1980 levaram à mudanças na diretoria com a saída de Vicente Matheus, assim, os jogadores passaram a ter papel ativo nas decisões do clube. Tudo era resolvido pelo voto, sejam de contratações ao local de concentração. O período ficou marcado como a Democracia Corinthiana.

As mudanças surtiram efeito. Em 1982, já com a liderança dos ídolos Sócrates, Wladimir, Casagrande, Biro-Biro e Zenon, o clube conquistou o Campeonato Paulista em cima do São Paulo, que tentava o tricampeonato na competição. Em 1983, o Corinthians repetiria a final contra o rival e uma vez mais conquistaria o torneio. Ainda naquele ano, o Corinthians aplicou a maior goleada da história do Campeonato Brasileiro, um arrebatador 10–1 sobre o Tiradentes, do Piauí, com quatro gols de Sócrates.

Estrelas da base e primeiro título brasileiro

Neto foi um dos grandes responsáveis pelo primeiro título brasileiro do Corinthians

Neto teve papel fundamental no primeiro título brasileiro do Timão

Divulgação / Corinthians

Já no fim da década de 1980, o Corinthians teve grande renovação com um elenco de jogadores como o volante Wilson Mano e o zagueiro Marcelo, além da aposta em jogadores formados nas categorias de base corinthiana, como o goleiro Ronaldo Giovanelli, o arqueiro que mais vestiu a camisa do Timão, o volante Márcio Bittencourt e o atacante Viola. Assim, o Corinthians voltaria a conquistar o Campeonato Paulista.

Em 1990, o Corinthians conquistaria um dos títulos mais importantes de sua história. Com uma equipe comandada pelo técnico Nelsinho e liderada em campo por Neto, que virou um dos grandes ídolos da história alvinegra, o clube faturou seu primeiro Campeonato Brasileiro, vencendo na decisão o São Paulo.

Em janeiro de 1991, o Corinthians ganhou a Supercopa do Brasil ao enfrentar o Flamengo, vencedor da Copa do Brasil de 1990, ganhando por 1 a 0, gol de Neto. No final de 1991, Vicente Matheus deixou a presidência corintiana e sua esposa, Marlene Matheus, assumiu o clube e ficou no cargo até 1993.

A era dourada

Em era dourada, Corinthians conquistou o Mundial de Clubes em 2000

Em era dourada, Corinthians conquistou o Mundial de Clubes em 2000

Divulgação / Corinthians

Já com o ex-presidente Alberto Dualib, o Corinthians viveu grande época no fim da última década do século passado. Em 1995, o clube conquistou o Campeonato Paulista e a sua primeira Copa do Brasil de forma invicta. O meia Marcelinho Carioca foi um dos grandes destaques dessas conquistas e iniciou sua incrível trajetória no Timão. A partir dali, o jogador virou ídolo e é tido com um dos maiores da história alvinegra.

Com parcerias com grupos privados, como o Banco Excel, Hicks, Muse, Tate & Furst Incorporated e MSI, que levaram muitos recursos financeiros ao clube, conquistas e polêmicas, o Corinthians continuou trilhando seu caminho entre os títulos.

O Timão conquistou mais três Campeonatos Brasileiro (1998, 1999 e 2005), quatro Campeonatos Paulistas (1997, 1999, 2001 e 2003), uma Copa do Brasil (em 2002), além do primeiro Campeonato Mundial de Clubes (em 2000), o maior caneco desse período. Primeiro torneio do gênero organizado pela FIFA, o Corinthians venceu a final contra o Vasco da Gama, na disputa por penais, sagrando-se o primeiro campeão mundial pela FIFA.

Volta por cima após rebaixamento

Após rebaixamento, Corinthians venceu Série B e se reestruturou para os anos seguintes

Após rebaixamento, Corinthians venceu Série B e se reestruturou para os anos seguintes

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Em período de instabilidade em 2006, com a saída de grandes jogadores contratados pela gestão MSI, como Tevez, Mascherano, Roger e Gustavo Nery, além da saída de Alberto Dualib, que ocupava o cargo de presidente havia mais de dez anos, o Corinthians teve dificuldades em se ajustar e viveu o pior momento da história do clube ao ser rebaixado para a segunda divisão em 2007.

Entretanto, com investimentos em projetos de marketing, reformulação da equipe de futebol e comissão técnica (comandada por Mano Menezes), o Corinthians deu a volta por cima com o vice-campeonato da Copa do Brasil e o título da Série B, o que garantiu a volta para a primeira divisão do Brasileiro.

Ronaldo Fenômeno e busca por títulos

Ronaldo foi contratado no fim de 2008; Fenômeno foi marco de mudança do clube

Ronaldo foi contratado no fim de 2008; Fenômeno foi marco de mudança do clube

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Com a contratação de Ronaldo Fenômeno, craque mundial, que já havia conquistado a Copa do Mundo com a Seleção Brasileira, o Corinthians iniciava uma mudança de patamar. Antes rebaixado, o Corinthians procurou aderir uma política de manutenção da comissão técnica, dando sequência de trabalho aos treinadores e também formando base de elencos para dar continuidade aos jogadores.

Reflexo disso foi a conquista do Paulista e Copa do Brasil já em 2009, com Ronaldo brilhando nas duas conquistas. O Corinthians não conquistou títulos no seu centenário, em 2010, tampouco iniciou bem em 2011, com eliminação para o Tolima, na Pré-Libertadores, o que resultou na aposentadoria de Ronaldo e saída de Roberto Carlos, também craque mundial.

Era Tite e principais títulos do Timão

Corinthians conquistou a Libertadores em 2012 de forma invicta

Corinthians conquistou a Libertadores em 2012 de forma invicta

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Entretanto, já em 2011, Tite marcou época no Timão. O treinador, fortemente contestado após um início de ano conturbado, foi mantido no cargo pelo presidente Andrés Sanchez e o resultado não demorou a acontecer.

Em 2011, o Timão bate na trave ao ser vice-campeão paulista, mas, embora com um elenco desacreditado, acabou conquistando o Brasileiro de 2011, levantando o troféu justamente no dia do falecimento do ídolo alvinegro Sócrates.

Para 2012, a base foi mantida e o Corinthians conseguiu, depois de muitos anos na busca, conquistar a sonhada Libertadores. E o melhor: de maneira invicta após 14 jogos disputados.

Corinthians conquistou Mundial no fim de 2012 pela segunda vez

Corinthians conquistou Mundial no fim de 2012 pela segunda vez

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Além disso, depois de cinco meses da conquista continental, o Timão viajou o mundo e, no Japão, encarou o inglês Chelsea na grande final do Mundial de Clubes daquele ano. Com gol de Guerrero, o Corinthians superou o time europeu e conquistou o troféu pela segunda vez na história.

O Corinthians é o único time brasileiro o Mundial da FIFA a conquistar por duas vezes. O feito não foi alcançado por nenhum time brasileiro até o momento.

A casa alvinegra: Arena Corinthians

Noite de sábado vai ser de festa na Arena Corinthians; clube completa 108 anos

Noite de sábado vai ser de festa na Arena Corinthians; clube completa 108 anos

Divulgação/Arena Corinthians

Em 2014, após alguns anos de construção e de muita espera por parte da Fiel, que sonhava com um estádio próprio, a Arena Corinthians finalmente ganhava forma e corpo. A Casa do Povo foi erguida para a disputa da Copa do Mundo no Brasil e também serviria de templo para o Timão!

Mesmo depois de quatro anos no estádio, a torcida alvinegra já presenciou alguns títulos: o Campeonato Brasileiro de 2015 e 2017, além do Paulista de 2017.

Parabéns, Corinthians!

Neste sábado, às 21h, o Corinthians enfrenta mais um desafio no estádio, desta vez diante do Atlético-MG. No dia do aniversário de 108 anos do Timão, que o sentimento da Fiel presente na Arena e ao redor do mundo seja único: amor e apoio ao clube, pois "eu nunca vou te abandonar, porque eu te amo! Eu sou... Corinthians!".

Veja mais em: Especiais do Meu Timão, História do Corinthians, Torcida do Corinthians e Títulos do Corinthians.

Veja Mais:

  • Jair conta com Romero para surpreender Cruzeiro fora de casa; time viaja à noite

    Jair preserva titulares, e Corinthians não tem treino tático antes de pegar Cruzeiro

    ver detalhes
  • Livre de incômodo, Douglas deve ser novidade no time titular do Corinthians

    Com retorno de volante, Corinthians relaciona 22 para viagem a Belo Horizonte

    ver detalhes
  • Andrés (à dir.) ao lado do diretor de futebol Duílio Monteiro

    Presidente do Corinthians viaja à Europa em busca de contratações

    ver detalhes
  • Corinthians passou a levar mais torcedores na Arena após diminuição dos valores

    Corinthians diminui valor de ingresso e vê médias de público e renda aumentarem no Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes