Araos se destaca em posição diferente da definida pelo técnico do Corinthians; veja comparação

18 mil visualizações 146 comentários

Por João Pedro Izzo

Ángelo Araos jogou de meia e até ponta esquerda diante do Grêmio, no Brasileiro

Ángelo Araos jogou de meia e até ponta esquerda diante do Grêmio, no Brasileiro

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Embora Osmar Loss tenha definido Ángelo Araos como meia, o chileno obteve mais destaque atuando mais recuado, como segundo volante. De acordo com o portal Footstats, o jovem teve sua melhor atuação, segundo as estatísticas, no confronto diante da Chapecoense, em derrota corinthiana por 2 a 1.

Leia também:
Vital nega conversa com Loss sobre poucas oportunidades como titular no Corinthians
Loss explica opção por dois volantes e vê mérito de Araos contra Atlético-MG

O chileno ainda não teve muitas oportunidades e tampouco pôde desempenhar melhor o seu futebol até aqui. Entretanto, não obteve muito destaque em grande parte dos duelos que participou. Araos atuou em seis compromissos no Timão pelo Brasileiro, sendo que cinco deles jogou como meia ou até ponta esquerda.

Sua principal e primeira atuação ao ser escalado como titular, diante da Chapecoense, pôde mostrar um pouco mais dos dotes que o jovem tende a demonstrar em campo. A bola passou bastante pelos seus pés, sendo 49 passes certos e apenas quatro errados. O chileno ainda desarmou quatro vezes, justamente por estar posicionado em um setor do campo em que as roubadas de bola tendem a ocorrer. Araos ainda deu uma assistência para finalização ao aproximar-se da área adversária e também chutou uma bola em gol.

Diante de Grêmio e Atlético-MG, duelos em que o jogador foi escalado também desde o início, o desempenho foi mais tímido, sobretudo contra os mineiros. Somando os dois jogos, Araos acertou 81 passes e errou dez. Contudo, em nenhum dos duelos realizou assistências para finalização ou chutou ao gol. Também tentou quatro lançamentos, porém, errou todos. Vale destacar que o atleta de 21 anos atuou como meia nestes jogos e até de ponta esquerda (diante do Grêmio).

Em coletiva após o jogo diante do Atlético-MG, Osmar Loss disse que o chileno tem mais característica de meia, não um segundo volante de origem, não tendo função de organizar a equipe, como Jadson. Anteriormente, no programa Papo Reto, o treinador já havia dito que Araos é um jogador que pisava na área e tinha bom chute, mas só o utilizaria como segundo volante em momentos que precisasse tornar o Timão mais ofensivo.

"O Araos é um jogador que tem característica mais de meia. Pisa a área com bastante frequência, tem arremate como uma de suas principais características, que tem a mobilidade", disse ao programa Papo Reto.

“Eu fui muito claro todas as vezes que fui questionado sobre a função que ele (Araos) poderia desempenhar. Ele é um meia que chega na área, que finaliza e que pode ser usado como um segundo volante quando a gente quiser tornar o time muito ofensivo”. Então, acho que o Araos não é um segundo volante de origem, ele é um meia de fato, só que um meia de infiltração, não de característica de organização como é o Jadson”, analisou em coletiva após o jogo contra o Atlético-MG.

Veja números de Araos como segundo volante e como meia

Como segundo volante - diante da Chapecoense

  • 49 passes certos e 4 errados;
  • 1 lançamento certo;
  • 1 assistência para finalização;
  • 1 finalização certa;
  • 1 drible;
  • 4 desarmes;
  • 2 faltas recebidas e 3 cometidas.

Como meia - Média diante de Atlético-PR, Grêmio, Fluminense, Paraná e Atlético-MG

  • 19 passes certos e 3 errados por jogo;
  • 1 lançamentos errado por jogo;
  • 0,4 assistências para finalização por jogo;
  • 0,4 finalizações por jogo;
  • 0,2 dribles por jogo;
  • 2 desarmes por jogo;
  • 0,4 faltas recebidas e 0,8 cometidas por jogo.

Em tempo: Araos atuou 15 minutos diante do Atlético-PR, 94 minutos diante do Grêmio, 13 minutos diante do Fluminense, nove minutos diante do Paraná e 83 minutos diante do Atlético-MG.

Veja mais em: Osmar Loss, Ángelo Araos e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Jacinto Antônio Ribeiro, o "Jaça", conselheiro vitalício do clube, e pivô de conflito com Brazil nas últimas semanas; Márcio Bittencourt, ex-jogador e ex-treinador da base do clube

    Desentendimento na base do Corinthians separa Sub-23 das demais categorias; entenda

    ver detalhes
  • Sylvinho tem 16 jogos no comando do Corinthians, com mais derrotas (seis) do que vitórias (quatro), além de seis empates; saldo de gols também é negativo (12x16) e o aproveitamento é de 37,5%

    Pressão sobre Sylvinho aumenta no Corinthians; dois fatores jogam a favor do treinador

    ver detalhes
  • Renato Augusto fez primeiro treino com os companheiros de equipe nesta segunda-feira

    Corinthians se reapresenta e Renato Augusto faz primeiro treino com elenco no CT Joaquim Grava

    ver detalhes
  • Entre 2016 e 2018, Léo Príncipe esteve presente em 24 partidas no profissional e marcou um gol

    Corinthians faz acordo na Justiça e quitará dívida com Léo Príncipe em 12 parcelas; veja os detalhes

    ver detalhes
  • Bloqueio é referente a valores não pagos à Federação das Associações de Atletas Profissionais

    Corinthians tem quase R$ 2 milhões bloqueados pela Justiça por dívida com programa social

    ver detalhes
  • Giuliano e Renato Augusto estiveram na Neo Química Arena e viram in loco a derrota para o Flamengo, por 3 a 1; dupla ainda não tem condições legal e física para entrar em campo

    Corinthians pode não ter Renato Augusto contra o Santos; Giuliano tem mais chances de atuar

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x