Jadson explica faro de gol 'mais apurado' e comenda saída de Rodriguinho: 'Éramos muito próximos'

3.4 mil visualizações 33 comentários

Por Meu Timão

Jadson e Rodriguinho atuavam lado a lado no meio de campo do Corinthians

Jadson e Rodriguinho atuavam lado a lado no meio de campo do Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Em alta no Corinthians e cada vez mais decisivo, Jadson mostra em 2018 que ainda tem lenha para queimar. Do alto de seus quase 35 anos de idade, o camisa 10 do Timão passou por ao menos uma mudança significativa da última para a atual temporada, resultando diretamente numa maior "apuração" em seu faro de gol. O próprio meia que o diga!

Em declaração concedida ao portal UOL, Jadson repercutiu os bons números que soma com a camisa do Corinthians. Com participação (gol ou assistência) em um tento a cada dois jogos, o veterano já desponta como quinto maior artilheiro do século no clube, bem como principal goleador da equipe na atual temporada - foi às redes no último domingo contra o Sport.

Em 2018, já são 13 gols. No ano passado, havia marcado dez. A maior eficiência em números ofensivos se justifica, na opinião do próprio meia, à mudança de seu posicionamento - agora vem jogando mais centralizado, ao contrário de 2017.

"Confesso que não penso muito nisso (chance de quebrar recordes). Claro que o gol é o principal objetivo do futebol e é o que todos nós buscamos, mas eu não tenho essa vaidade. Primeiramente, penso em colocar o meu companheiro em uma boa situação pra finalizar. Talvez, o fato de eu estar jogando mais centralizado neste ano, chegando mais dentro da área, esteja me ajudando a ter mais chances de fazer gols", argumentou.

Mudança significativa também enfrentou Jadson no que diz respeito ao elenco alvinegro. Seu principal colega de equipe, Rodriguinho, deixou o clube rumo ao Pyramids, do Egito, no último mês de julho, há quase dois meses. De lá pra cá, claro, a responsabilidade do camisa 10 aumentou. E ele reconheceu sentir falta do ex-colega, ainda que não tenha lamentado:

"Qualquer clube no mundo sentiria a falta do Rodriguinho. Ele é um cara acima da média e, além disso, éramos muito próximos. Mas é o futebol, uns saem e outros chegam. Não podemos lamentar a saída dele e nem de outro atleta. Precisamos dar valor aos que estão no clube e trabalhar cada dia mais pra conseguir as vitórias e ir em busca dos objetivos do clube", discorreu Jadson, cada vez mais se isolando como protagonista de linha do Timão.

Veja mais em: Jadson e Rodriguinho.

Veja Mais:

  • Léo Natel jogou emprestado no futebol do Chipre

    Léo Natel inicia bateria de exames e já tem data limite para ser anunciado pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Situação de Cantillo não preocupa o Corinthians

    Presidente do Corinthians garante pagamento no prazo e afasta chances de saída de Cantillo

    ver detalhes
  • Neto conversou com a reportagem do Meu Timão nesta segunda-feira

    Ao Meu Timão, Neto indica ponto positivo na gestão de Andrés e valoriza homenagens do Corinthians

    ver detalhes
  • O Corinthians é o time do povo, mas exatamente de que povo?

    [Mayara Munhoz] O Corinthians é o time do povo, mas exatamente de que povo?

    ver detalhes
  • Tiago Nunes e sua comissão técnica podem levar os atletas novamente à Arena Corinthians para treinamentos

    Comissão técnica do Corinthians prepara ações para minimizar estádios sem presença de público

    ver detalhes
  • Banco BMG deve mudar as cores de seu logo no novo uniforme do Corinthians

    Patrocinador desafia torcida do Corinthians e condiciona logotipo preto e branco a novas contas

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: