Final em 18 ou títulos em 17? Cássio elege campanha mais surpreendente e vibra com chance inédita

Final em 18 ou títulos em 17? Cássio elege campanha mais surpreendente e vibra com chance inédita

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

3.2 mil visualizações 40 comentários Comunicar erro

Cássio relembrou críticas recebidas pela equipe campeã brasileira em 2017

Cássio relembrou críticas recebidas pela equipe campeã brasileira em 2017

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Logo que soou o apito final que confirmou a classificação do Corinthians à decisão da Copa do Brasil, muitos alvinegros passaram a se lembrar da polêmica da "quarta força", muito comentada em 2017. Assim como no ano passado, a equipe alvinegra era colocada atrás de outros favoritos e acabou surpreendendo. Mesmo vendo sentido nas comparações, Cássio escolheu fácil qual foi, para ele, a maior volta por cima.

"Acho que, por todas as críticas, o ano passado foi mais surpreendente. Aquilo de quarta força, essas situações. Como esse ano o time vem trabalhando, tem uma união muito boa, uma rotina boa, um ambiente de trabalho muito legal, chegamos com total mérito", afirmou, na zona mista da Arena Corinthians após triunfo por 2 a 1 contra o Flamengo.

"Fomos muito criticados, mas continuamos. Muitas críticas nos fazem crescer, e as outras nós deixamos de lado e continuamos trabalhando", completou.

Leia também:
CBF sorteia, e Corinthians decide em Itaquera finalíssima da Copa do Brasil
Torcedores de outros clubes do Brasil se derretem pela Fiel nas redes sociais: 'Eles são f...'
82 mil simbólicos e maior público de 2018: Fiel dá show à parte na classificação corinthiana

As circunstâncias, as trocas de técnico e a descrença dos especialistas, no entanto, já ficaram para trás. Com finais marcadas para os dias 10 e 17 de outubro, Cássio vê o Corinthians muito mais forte para lutar pelo título, que seria inédito em sua passagem vitoriosa pelo clube.

"Feliz, independente do que aconteceu. Feliz por chegar em mais uma final. Lógico, é um título que não ganhei. Acredito que essa classificação nos deu muita força para crescer e seguir evoluindo", pontuou.

Em 2017, vale lembrar, o Corinthians venceu o título paulista e brasileiro. Nos dois, a equipe comandada por Fábio Carille era vista como azarão.

Veja mais em: Cássio e Copa do Brasil.

Veja Mais:

  • Ramiro está confirmado na equipe titular do técnico Fábio Carille

    Com seis reforços, Corinthians relaciona 21 jogadores para estreia no Paulistão; veja lista

    ver detalhes
  • Diretoria do Corinthians vem anunciando novidades na camisa alvinegra neste mês de janeiro

    Corinthians fecha patrocínio de dois anos para barra traseira da camisa

    ver detalhes
  • Grêmio é um dos interessados em contar com Douglas em 2019

    De olho em Ramires, Corinthians pode negociar Douglas com o Bahia; Grêmio também tem interesse

    ver detalhes
  • Fabricio Oya marcou outra vez pelo Corinthians e ajudou a garantir a vaga na semi

    Com gols de artilheiros, Corinthians despacha Grêmio e vai à semifinal da Copinha

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes