Dona Márcia vai muito além de um vídeo viral de velhinhos corinthianos comemorando no metrô

Dona Márcia vai muito além de um vídeo viral de velhinhos corinthianos comemorando no metrô

17 mil visualizações 63 comentários Comunicar erro

Dona Márcia e Seu Severino marcam presença constantemente na Arena Corinthians

Dona Márcia e Seu Severino marcam presença constantemente na Arena Corinthians

Arquivo pessoal

É provável que você leitor do Meu Timão não conheça Dona Márcia pessoalmente nem associe nome a pessoa. É também muito provável, porém, que há menos de duas semanas tenha assistido a um vídeo da exemplar torcedora do Corinthians de 69 anos de idade.

Viralizaram nas redes sociais, na madrugada da quinta-feira seguinte à classificação alvinegra às finais da Copa do Brasil, as imagens de um casal de velhinhos vibrando e cantando em alto e bom som na Linha Vermelha do metrô de São Paulo, devidamente uniformizados com vestimentas corinthianas e chamando atenção dos outros torcedores presentes no vagão. O próprio clube compartilharia o vídeo no Facebook, obtendo mais de 75 mil visualizações.

Às vésperas da primeira das duas finais contra o Cruzeiro pela Copa do Brasil, o Meu Timão achou Dona Márcia. Numa animada conversa por telefone com a reportagem, a fanática corinthiana falou sobre o famoso vídeo; a vitória "mais que especial" sobre o Flamengo; o alvinegro casamento de mais de cinco décadas com Severino, de 75 anos de idade – que também aparece nas imagens virais; o corinthianismo passado de geração para geração – tem quatro filhos e cinco netos, todos "louquinhos do bando"; e muito mais!

Vídeo viral

"Você não acredita o que já fui filmada e fotografada!"

Dona Márcia e Seu Severino serem filmados e/ou assediados (no melhor sentido da palavra) não é novidade. Gente de Maringá (PR), Curitiba (PR) e Porto Velho (RO), conforme listou a senhora de quase sete décadas de vida, já parou para tietar o casal na Arena.

"Eu acho que elas acham curioso, a gente na nossa idade, ali, vibrando. Creio que seja isso. Porque todos eles falam 'ai, que casal lindo!'", relatou, entre risos, Dona Márcia.

Com relação ao vídeo viral, porém, Márcia e Severino nem mesmo sabiam que estavam sendo filmados. O rapaz que aparece nos fim das imagens dizendo ser neto deles é na verdade um desconhecido que causou até ciúmes nos verdadeiros netos do citado casal.

"Não são seus avós não. São meus!", retrucou um dos netos após a família descobrir o vídeo que já se espalhava pelas redes sociais, conforme contou Dona Márcia.

Cabe destacar que até mesmo o interesse de outros corinthianos pelo casal no metrô não é novidade. Recentemente, a reação de um pequeno torcedor do Timão, também na Linha Vermelha, chamou atenção de Márcia: "um menino apontou para a gente e falou 'olha, mãe! o casal de velhinhos do Corinthians'. Um barato!", lembrou a corinthiana.

Presente de aniversário

"Foi uma noite maravilhosa, um espetáculo."

A vitória de 2 a 1 sobre o Flamengo foi especial demais para Dona Márcia. Além da classificação às finais da Copa do Brasil, aquele triunfo significou também um presentão de aniversário para a corinthiana de, agora, 69 anos de idade. E olha que por pouco seus filhos e netos a impediram de passar a noite comemorativa em Itaquera.

"Os meninos queriam que eu ficasse em casa. Falei: 'Não. Vou comemorar na Arena. Lá é meu lugar'. Fui com meu marido", disse.

"Foi um dia especial para mim por ser meu aniversário e ele ainda ganhar por mim. Gostei demais. O Corinthians é minha vida. Eu amo o Corinthians desde que nasci. Minha família, minha mãe, meu pai... Tudo corinthiano. Meus netos, filhos... Sou Corinthians até morrer", completou, em meio a ainda outros suspiros de amor ao clube do Parque São Jorge.

Corinthianismo

"Nem sei falar o porquê de eu ter esse amor tão grande pelo Corinthians."

Dona Márcia é corinthiana desde que se entende por gente. E olha que, quando jovem, tinha de enfrentar o machismo dominante na sociedade das décadas de 50, 60 e 70 – ainda mais explícito que o de hoje em dia. "Tinha discriminação contra a mulher no estádio. Hoje em dia já é mais liberal, graças a Deus", apontou.

É possível dizer que o casamento com Severino, que já passou as bodas de ouro e hoje se estende por mais de 52 anos, também só foi realizado por conta do corinthianismo do marido. Torcer para o Timão, no fundo, era quase um pré-requisito para quem quisesse conquistá-la.

"Ele é meu grande companheiro de arquibancada, mesmo sendo mais calmo do que eu. Eu sou mais eufórica. É o jeito dele, mais tranquilo. Eu já xingo, grito, berro... Mas ele também canta, vibra, assiste mil e uma vezes ao replay, aos programas esportivos", descreveu.

Avó e avô corinthianos... Não podia dar outra: a família toda hoje torce pelo Timão! E até quem não é parente acaba se convertendo ao lado alvinegro da força pelo simples fato de conviver com Dona Márcia e Seu Severino. É o caso do filho de um casal de amigos são-paulinos. Hoje marmanjo torcedor corinthiano, ele era tricolor quando criança. Era...

"Quando ainda criança, veio ver um jogo aqui em casa comigo. Era jogo do Corinthians. Esse menino virou corinthiano na hora, por ver minha empolgação. Ele é corinthiano até hoje. A gente grita, chora... Teve um ano em que o Corinthians foi campeão, fui para a rua com bandeira e esse menino lá junto comigo. Virou corinthiano o danado!", contou aos risos.

Dona Márcia e Seu Severino se orgulham dos descendentes corinthianos

Dona Márcia e Seu Severino se orgulham dos descendentes corinthianos

Arquivo pessoal

O corinthianismo do casal que juntos somam 144 anos de muita história para contar vai além de filhos, netos e amigos da família. Chega indiretamente ao elenco e ao estádio do Timão.

"Corinthians é isso, é um amor que a gente tem. Os jogadores para mim são como filhos. Eu sinto como se fosse filho, de tanto que gosto. E a Arena como se fosse uma casa. Esse passeio que tem na Arena (o tour Casa do Povo) já fui três vezes. Vou com um, cato outro e vou. Primeiro fui eu, meu marido e meus netos. Depois fui com uma amiga e depois com outra amiga. Fico doida, é muito lindo, choro, fico empolgada", afirmou, cheia de orgulho.

Mas até em família quase estritamente corinthiana tem exceção, né, Dona Márcia?

"Tenho um genro palmeirense. Um italianão. Ele é palmeirense. Quando vou assistir aos jogos na casa dele e vai passar jogo do Corinthians, falo: 'Some daqui, você é péssimo!'"

Lembranças marcantes

"Deus está chorando porque meu Corinthians perdeu."

Olha que muita coisa poderia ter vindo à tona. Desde invasões da torcida em todos os cantos do Brasil e do mundo aos principais e históricos títulos do clube. Dona Márcia viveu um pouco de quase tudo da história corinthiana. Mas, ao ser questionada sobre a mais agradável memória que o Timão lhe traz, o recente heptacampeonato brasileiro é que foi citado.

"A melhor (lembrança) é cada nova vitória que ele (Corinthians) tem. É maravilhoso sempre. Ano passado assisti a todos os jogos, fui lá na Arena quando receberam a taça. Foi muito lindo, sabe? E o pior... É quando perde. Tem muitas datas que não me recordo, mas acho que a pior foi quando foi rebaixado. Espero que esse ano não seja rebaixado de novo", discorreu entre risos um tanto quanto nervosos – equipe está a cinco pontos do Z4 do Brasileirão.

Dona Márcia e seu maior parceiro de aventuras corinthianas, Seu Severino

Dona Márcia e seu maior parceiro de aventuras alvinegras, Seu Severino

Arquivo pessoal

Papo vai, papo vem, e Dona Márcia ainda destacou uma outra recente memória sobre o Timão. Ou melhor, sobre o Timãozinho! Foi o dia em que, lá em janeiro de 2016, ela jura de pé junto ter testemunhado o choro de Deus por conta da derrota do Corinthians na Copinha.

"Teve a final do Sub-20, que perdeu para o Flamengo, na Copinha. Fui lá no Pacaembu. Foi triste, viu? Aquele ali foi muito triste para mim. Estavam ganhando, deixaram empatar, foi para os pênaltis e ali perderam. Saí de lá brava, com chuva... No caminho a pé até o metrô, debaixo de chuva sem guarda-chuva nem nada, eu falava 'Deus está chorando porque meu Corinthians perdeu, Deus é corinthiano'. E não é?!", indagou.

Rumo ao tetra da Copa do Brasil

"Essa aí vai ser nossa!"

Por fim, mas não menos importante, se Dona Márcia se tornou ainda mais conhecida entre torcedores do Corinthians depois da classificação da equipe à decisão da Copa do Brasil, nada mais justo do que saber a opinião da experiente alvinegra sobre as finais. Em meio a críticas a respeito do desmanche recém-sofrido pelo elenco e elogios ao atacante paraguaio de quem é fã incondicional, ela está crente no tetracampeonato do Timão!

"Eu estou confiante. Quem diria que eles iriam eliminar o Flamengo? Ninguém achava. Porque acabaram com nosso time, levaram todos os jogadores praticamente. E o que o Corinthians tem feito esse ano, sem jogador, sem centroavante... Ano passado era o Jô. Fazia gol, que é o que precisamos agora. Mas temos que ter paciência: o corinthiano sofre, sofre, sofre e não muda de time. É nossa vida boa, vida de sofrimento. Mas é bom demais. Só quem frequenta é que sente aquela emoção de jogo a jogo", descreveu.

"O Corinthians tem que ser uma equipe, um ajudar o outro. Eu amo de paixão o Romero, sou apaixonado por ele. Quando alguém fala alguma coisa dele, já fico revoltada. Além de ele não ser brasileiro, ele luta. Ele pode até não conseguir algumas vezes finalizar, porque tem sempre dois ou três em cima dele. Ele cai e já falam que está virando um Neymar da vida. Mas não. Ele luta pelo Corinthians, ele tem um amor muito grande pelo Corinthians. E gosto do Jadson também. Mas torço para que qualquer um faça gol pelo título", acrescentou.

E aqui não custa lembrar: o Corinthians visita o Cruzeiro na noite desta quarta-feira, no Mineirão, pelo jogo de ida das finais. A decisão acontece semana que vem, também quarta-feira, na Arena. Se na madrugada do dia 18 dois carismáticos velhinhos corinthianos forem flagrados deixando Itaquera em meio a comemorações no metrô, já sabemos que Dona Márcia estava certa: o Timão terá sim sido campeão da Copa do Brasil!

Veja mais em: Torcida do Corinthians, Arena Corinthians, Copa do Brasil e Especiais do Meu Timão.

Veja Mais:

  • Tem clássico! Timão e São Paulo decidem na terça vaga à semifinal da Copa RS

    Corinthians faz clássico contra São Paulo nas quartas da Copa RS

    ver detalhes
  • Rosenberg chamou Leila Pereira de 'imperadora' do Palmeiras e ironizou Allianz: 'Pneu deitado'

    Diretor do Corinthians ironiza Palmeiras e diz que 'Fiel não aceitaria imperadora'

    ver detalhes
  • Corinthians e Internacional se enfrentaram pela liderança do Grupo B da Copa RS

    Corinthians vai bem, mas cede empate para Internacional e deixa escapar liderança na Copa RS

    ver detalhes
  • 'Não sei por que fazem tanto romance em torno disso', declarou Rosenberg sobre dívida pela Arena

    Rosenberg atualiza dívida do Corinthians pela Arena: 'Na pior das hipóteses, deve R$ 650 milhões'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes