Alessandro brinca sobre 'perfil Romarinho' e destaca concentração no Corinthians pela Copa do Brasil

Alessandro brinca sobre 'perfil Romarinho' e destaca concentração no Corinthians pela Copa do Brasil

Por Meu Timão

3.1 mil visualizações 24 comentários Comunicar erro

Alessandro e Romarinho foram colegas de equipe no Corinthians em 2012 e 2013

Alessandro e Romarinho foram colegas de equipe no Corinthians em 2012 e 2013

Foto: Daniel Augusto Jr./Fotoarena

Corinthians e Cruzeiro. Mineirão. Jogo de ida da final. Romarinho, frio e calculista, se infiltra na grande área e encobre Fábio com um leve toque na bola para balançar as redes.

A projeção acima obviamente não se realizará na noite desta quarta-feira, na primeira das duas finais da Copa do Brasil, afinal de contas o xodó Romarinho encontra-se no Al-Ittihad, da Arábia Saudita. E, no que depender do "perfil avoado" do ex-corinthiano, nenhum outro jogador tende a repetir o feito - ao menos com tamanha tranquilidade.

Leia também:
Luís Roberto narra final entre Corinthians e Cruzeiro no Mineirão; veja as três opções na TV
Rival do Cruzeiro, Elias visita delegação do Corinthians em BH antes da final
Reforço, Fagner nunca foi tão importante ao Corinthians como em 2018; confira em números

A brincadeira acima é referência a uma declaração do ex-lateral e hoje gerente de futebol do Corinthians Alessandro Nunes. Em entrevista concedida à Rádio Transamérica na manhã desta quarta-feira, o dirigente falou num tom bem humorado sobre a ausência de um jogador com características extracampo como as de Romarinho, com quem jogou em 2012 e 2013.

"Não destacaria hoje no atual elenco um perfil parecido com o do Romarinho. O Romarinho era assim, né. Estávamos todos ansiosos para aquele jogo importante e ele ali como se estivesse passando um fim de dia com os amigos. O Romarinho era de um perfil que chamava muito a atenção", relatou o ex-capitão corinthiano. "Hoje há perfis diferentes (no atual elenco), mas nenhum muito parecido com o Romarinho", acrescentou.

Brincadeiras à parte, Alessandro torce para que algum corinthiano, na final desta quarta-feira, incorpore ao menos o espírito decisivo que marcou a passagem de Romarinho pelo Timão. "Desejo que dentro de campo a gente possa ter alguém que chegue aos resultados que o Romarinho conseguiu, principalmente naquele gol contra o Boca lá", afirmou.

Alessandro comemora com Romarinho gol do Timão na Bombonera

Alessandro comemora com Romarinho gol do Timão na Bombonera

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Diferentemente do estereótipo que acompanhou Romarinho em seus mais de dois anos de Corinthians, os jogadores do atual elenco estão "concentradíssimos" para as finais desta e da próxima quartas-feiras. É o que garante Alessandro, sugerindo até mesmo um relaxamento natural no Campeonato Brasileiro, torneio no qual a equipe amarga a 11ª posição.

"Num Brasileiro, você joga quarta, domingo, quinta, sábado... Por vezes baixa um pouquinho sua concentração, seu nível de rendimento. Copa do Brasil você sabe que restam dois jogos. Você totaliza toda sua concentração e sua capacidade para esses jogos. É uma concentração diferente, porque você não olha mais para frente. Você só olha para os dias 10 e 17. A concentração para a Copa do Brasil é altíssima", explicou o gerente.

Veja mais em: Alessandro, Ex-jogadores do Corinthians, Elenco do Corinthians e Copa do Brasil.

Veja Mais:

  • Jadson é o artilheiro do elenco em 2018, com 15 gols; é o que mais fez com Jair Ventura

    Jadson se torna artilheiro da era Jair Ventura; meia participou de 12 dos últimos 20 gols do Timão

    ver detalhes
  • Roger entrou aos 13 minutos do segundo tempo e conseguiu fazer um dos gols do Timão em Salvador

    Roger é o atacante do Corinthians que precisa de menos tempo em campo para fazer um gol

    ver detalhes
  • Corinthians foi da água ao vinho: campeão em 2017 e candidato ao rebaixamento em 2018

    Corinthians luta contra reviravolta jamais vista no Brasil e raríssima no futebol mundial

    ver detalhes
  • Duelo ganhou ares dramáticos com prorrogação, mas terminou em alívio e comemoração dos corinthianos

    Em jogo dramático, pivô faz três, Corinthians segura empate na prorrogação e vai às quartas da LNF

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes