Sheik critica calendário do futebol brasileiro e projeta últimos momentos com camisa do Corinthians

Sheik critica calendário do futebol brasileiro e projeta últimos momentos com camisa do Corinthians

Por Meu Timão

970 visualizações 21 comentários Comunicar erro

Emerson Sheik deve ganhar chances como titular diante do Santos

Emerson Sheik deve ganhar chances como titular diante do Santos

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Sincero e honesto como sempre, Emerson Sheik criticou veementemente o calendário do futebol brasileiro na entrevista coletiva da última sexta-feira no CT Joaquim Grava. Na opinião do atacante, é impossível que os atletas mantenham um alto nível em todas as competições. Vale lembrar que a CBF já divulgou as datas das competições em 2019.

"Parece que esse cenário se repete há muitos anos. Times chegando em finais de Libertadores, Copa do Brasil, ganhando regional, e tendo um desempenho abaixo no Brasileiro. Não criando polêmica, mas sabemos do nosso calendário. Talvez seja humanamente impossível ter alto nível em todas as competições que os clubes grandes disputam no Brasil, sem dizer o regional, que tem um desgaste no início da temporada. Talvez seja um dos motivos esse desequilíbrio: estar bem em uma competição e ficar no meio da tabela em outra competição", analisou.

"Existem outros fatores também. O clube prioriza uma competição, treinador prefere apostar numa competição mais curta, vendo que outra tá mais difícil, mais competitiva. Mas é um cenário que se repete há muitos anos no Brasil. Talvez uma mexida no calendário faça com que o nosso campeonato brasileiro, que é um dos mais disputados do mundo, se torne melhor. São muitos jogos ao longo do ano", concluiu sobre o assunto.

Leia também:
Emerson Sheik cobra atenção contra o Santos, pede otimismo da Fiel e fala do amor pelo Corinthians
Fiel libera corneta e critica dupla veterana antes de clássico deste sábado; Jair 'ouve'
Sheik cita três técnicos do Corinthians para rebater críticos e projeta 90 minutos contra Santos

O veterano jogador, de 40 anos, já projeta os últimos momentos com a camisa corinthiana. Ressaltando que vem tendo oportunidades para atuar, o camisa 47 valorizou o bom momento físico, que o privilegia para chegar "inteiro" aos últimos meses de carreira. Enquanto for atleta do clube do Parque São Jorge, Sheik garantiu comprometimento e diz que vai dar o seu melhor até o término do contrato, no fim de dezembro.

"Eu quero terminar a minha carreira diferente de muitos atletas. Eu quero ser útil no dia a dia, e o Corinthians paga o meu salário e em dia. Essa é a maneira de dizer 'obrigado'. Hoje eu chego cedo no clube (risos), agora eu venho de carro. Mas a maneira que eu posso agradecer ao esporte é me dedicar. Quando termina o treino, quando eu entro no vestiário, eu digo: 'é mais um dia e mais um dia bem feito'. Foi a maneira que eu encontrei de agradecer", argumentou.

Mas em relação à despedida, tô muito preparado para poder parar, mas por enquanto sou atleta do Corinthians, quero dar meu melhor ao final do meu contrato", encerrou de maneira honesta.

Veja mais em: Emerson Sheik e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Fiel deve comparecer em ótimo público à Arena neste sábado à noite

    Torcida abraça Corinthians, e Arena deve receber 30 mil em jogo diante do Vasco

    ver detalhes
  • Gustavo está entre os jogadores mais decisivos do país em 2018

    Emprestado pelo Corinthians, Gustavo brilha de novo e chega a 30 gols na temporada 2018

    ver detalhes
  • Richard foi apresentado ao lado de Robinho no Fluminense; ambos vieram do Atibaia-SP

    Contratado de graça pelo Fluminense, Richard pode custar R$ 8 milhões ao Corinthians

    ver detalhes
  • Caetano (à dir.) está relacionado para a partida ante o Vasco

    Sem Carlos, Jair recorre a titular do Sub-20 para 'final' contra o Vasco

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes