Entre muitos erros e poucos acertos: as principais estatísticas individuais do Corinthians no BR-18

Entre muitos erros e poucos acertos: as principais estatísticas individuais do Corinthians no BR-18

16 mil visualizações 239 comentários Comunicar erro

Avelar é um dos jogadores com mais erros de passe por partida no Brasileirão

Avelar é um dos jogadores com mais erros de passe por partida no Brasileirão

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

O desempenho coletivo do Corinthians tem passado bem longe de agradar a Fiel. Com deficiências na criação e dificuldades para marcar bolas aéreas adversárias, a equipe segue flertando com a zona de rebaixamento. O péssimo momento, é claro, tem direta influência do rendimento individual dos jogadores do plantel.

Embora não sirvam para dizer tudo, os números ilustram bastante quais são os problemas que refletem no baixo aproveitamento de pontos da equipe alvinegra. Pensando nisso, o Meu Timão fez um apanhado de estatísticas das peças do elenco nas 32 rodadas já disputadas pelo Brasileirão 2018.

Passes errados

Desorganizado e pouco criativo, o Corinthians é o terceiro time que mais erra passes na atual edição do Campeonato Brasileiro - são 1301 tentativas de toque sem sucesso. Olhando para dentro do elenco, os destaques negativos no quesito são Danilo Avelar, Romero e Pedrinho.

O lateral, embora tenha a vantagem de efetuar passes mais simples, sobretudo para zagueiros e volantes, tem média de 8,8 erros por jogo - a terceira pior entre todos os jogadores do torneio.

JogadorPasses totaisPasses erradosErros por jogo
Danilo Avelar8871418,8
Romero7421416,1
Pedrinho8251224,2

Perdas de posse

Como um erro de passe, as perdas de posse tem direta influência na falta de chances criadas pelo Corinthians no decorrer da partidas. E, assim como o índice anterior, o Timão é um dos destaques negativos do torneio na índice - só perde menos a bola que Santos e Internacional.

No total, foram 1150 bolas perdidas até aqui, com Pedrinho e Romero na liderança negativa do quesito. Com poucas oportunidades, também chama atenção os dados de Jonathas: são apenas sete partidas, mas 32 posses perdidas - média alta de 4,6 por partida.

JogadorJogosPerdas de posseMédia por jogo
Pedrinho291665,7
Romero231406,1
Clayson18935,2

Tá difícil cruzar...

Quando uma equipe não cria, o reflexo quase imediato são bolas alçadas na área sem qualquer preparo ou eficiência. No Corinthians não tem sido diferente. Mesmo sem um centroavante de ofício em grande parte dos jogos, o Timão é a quinta equipe que mais cruza no Brasileirão. E a quinta que mais erra!

São incríveis 514 erros em 649 tentativas. Entre os nomes da equipe, quem mais tentam são Jadson, Pedrinho e Fagner. Os números, porém, são péssimos nos três casos, sobretudo para o camisa 23.

JogadorCruzamentos certosCruzamentos errados
Jadson3453
Pedrinho1567
Fagner652

Finaliza pouco, erra muito

Como levantado nos outros dados, a eficiência tem sido artigo de luxo no Corinthians do Brasileirão de 2018. Assim como os cruzamentos, as finalizações alvinegras chamam atenção pelo baixo índice de aproveitamento dos jogadores.

Maior finalizador da equipe, Pedrinho erra duas vezes mais do que acerta as suas tentativas. Artilheiro da equipe, Jadson é exceção, com mais acerto do que erros no quesito - 11 chutes no gol e nove para fora.

JogadorFinalizaçõesCertasErradas
Pedrinho501634
Romero301218
Roger271017

Desarmes

Titular da função de primeiro volante, Ralf não vive grande ano na estatística que o credenciou ao posto de ídolo no Timão. Com 18 desarmes em 14 jogos, o camisa 15 tem média pouco superior a um por jogo.

O grande destaque no quesito é justamente Gabriel, principal concorrente do experiente jogador. Com 24 partidas, o volante registra 76 roubadas de bola. Romero, atacante, e Fagner, lateral, completam o top 3 no levantamento.

JogadorJogosDesarmesMédia por jogo
Gabriel24763,2
Romero23381,7
Fagner14322,3

Um prejudica o outro

Embora seja notório que a baixa eficiência na maioria dos critérios apontados tenha peso negativo no rendimento coletivo do Timão, é válido destacar que o contrário também acontece. Afinal, boa parte das perdas de posse podem ser justificadas pela falta de opções de passe dadas pela equipe.

Sem movimentações bem alinhadas, o número de passes certos também decai - aqui, é claro, não há como eximir erros bobos e recorrentes nas partidas do Corinthians. Por fim, faz-se necessário destacar que a falta de um centroavante também prejudica o índice de cruzamentos certos. Apesar disso, a observação gera ainda mais questionamentos na Fiel: se não há quem cabeceie, por que cruzar?

Observação: os dados citados acima foram retirados do Footstats.

Veja mais em: Pedrinho, Danilo Avelar, Fagner, Romero, Jadson, Campeonato Brasileiro, Gabriel e Clayson.

Veja Mais:

  • Sem espaço com Carille neste momento, André Luís segue a rotina de treinos fortes no Corinthians

    Sem Carille, Corinthians se reapresenta após o Majestoso; Boselli e Richard se estranham

    ver detalhes
  • Gustavo é a sensação do Corinthians nesse início de temporada

    Ator corinthiano se declara a Gustavo após gol em Majestoso: 'Eu te amo'; veja vídeo

    ver detalhes
  • Elenco do Timãozinho já sabe quando terá seu próximo compromisso em 2019

    Corinthians conhece primeiro adversário da Copa do Brasil Sub-20

    ver detalhes
  • Treinador Fábio Carille durante treino desta segunda-feira no CT Joaquim Grava

    Carille aumenta números monstruosos e reforça marca: é o rei dos clássicos no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes