Dentro de nossos corações: Sheik fez seu último jogo oficial pelo Corinthians; relembre trajetória

Dentro de nossos corações: Sheik fez seu último jogo oficial pelo Corinthians; relembre trajetória

Por Thaina Barros e Andrew Sousa

14 mil visualizações 64 comentários Comunicar erro

Sheik fez seu último jogo pelo Corinthians no último domingo, contra Chapecoense

Sheik fez seu último jogo pelo Corinthians no último domingo, contra Chapecoense

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians ainda tem um jogo a fazer antes do término da temporada, mas a Fiel não verá mais Emerson Sheik em campo com a camisa alvinegra. Por um cartão amarelo recebido neste domingo, no empate por 0 a 0 contra a Chapecoense, o atacante cumpre suspensão na última rodada. O duelo contra os catarinenses, então, marcou mais do que sua despedida da Arena. Foi o ponto final de sua vitoriosa carreira.

Herói do título da Libertadores de 2012, Emerson acumulou três passagens pelo Timão: entre 2011 e 2014; 2015 e 2018. Ao todo, foram 196 jogos disputados e 28 gols marcados. Os mais importantes, é claro, na histórica final contra o Boca Juniors, no estádio do Pacaembu.

Contratado nesta temporada para atuar durante o Paulistão, agradou a comissão técnica de Fábio Carille e renovou até o final do ano. Para celebrar a carreira vitoriosa, vale lembrar, realizará um jogo beneficente na Arena Corinthians no dia 7 de dezembro, às 21h.

Leia também:
Sheik evita clima de adeus ao Corinthians após último jogo: 'Vou estar perto'
Sheik entra no final e se despede da Arena Corinthians neste domingo; relembre momentos marcantes

Relembre a trajetória de Emerson Sheik no Corinthians

Recém-chegado 'pé quente'

Sheik foi apresentado como jogador do Corinthians em maio de 2011

Sheik foi apresentado como jogador do Corinthians em maio de 2011

Daniel Augusto Jr./Fotoarena

A história entre Emerson Sheik e Corinthians teve início - oficialmente - no dia 24 de maio de 2011. Aos 32 anos de idade, o atacante vestiu a camisa alvinegra pela primeira vez, ao lado do então presidente Roberto de Andrade. Além de dois títulos brasileiros, conquistados pelo Flamengo e Fluminense, o futuro ídolo alvinegro trouxe uma bagagem recheada de altas expectativas para o CT Joaquim Grava.

"Sou pé quente. Sou otimista para tudo o que faço. Sou um sonhador também, acredito sempre. Trabalhando com honestidade, dedicação, respeitando as pessoas, acredito no sucesso", disse Emerson Sheik em sua primeira entrevista como jogador do Corinthians. Seu primeiro contrato foi válido até dezembro de 2013.

O otimismo, de fato, se mostrou verdadeiro pouco tempo depois.

Ainda em seu ano de estreia pelo Corinthians, Sheik levantou sua primeira taça pelo clube: a do Campeonato Brasileiro de 2011. O atacante foi um dos protagonistas do pentacampeonato alvinegro, com seis gols marcados em 28 jogos disputados. De quebra, ainda se tornou o primeiro jogador da história a conquistar três títulos nacionais seguidos com três clubes diferentes.

Heroísmo na Libertadores de 2012

Sheik viu seu nome ser marcado na história do Corinthians em 2012

Sheik viu seu nome ser marcado na história do Corinthians em 2012

Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Se 2011 foi bom, a temporada de 2012 de Emerson Sheik no Corinthians foi inesquecível. Mantendo um alto rendimento pelo Timão, o atacante foi titular absoluto durante a conquista do título inédito na Libertadores da América de 2012. Foram 13 partidas disputadas na competição, com oito vitórias e cinco empates, além de cinco gols marcados. Entre os tentos, três tiveram um sabor mais do que especial.

Sheik mostrou estrela ao fazer um golaço na vitória de 1 a 0 do Corinthians sobre o Santos, nas semifinais da Libertadores, em plena Vila Belmiro. A jogada teve início com Alex, que arrancou pelo meio-campo e mandou para Paulinho. A bola chegou no atacante livre na esquerda e seguiu no ângulo do goleiro Rafael, que não teve chances para defesa. O gol abriu espaço para a classificação do Corinthians, ainda inédita, na decisão do torneio continental.

E a consagração máxima do então camisa 11 veio justamente na final. Na partida de ida, Emerson Sheik deu uma assistência histórica para Romarinho no empate de 1 a 1 no estádio da Bombonera, na Argentina. Já na volta, no Pacaembu, o atacante marcou os dois gols na vitória do Corinthians sobre o Boca Juniors. A atuação ainda contou com a inesquecível "mordida" na mão de um dos argentinos, em resposta a uma provocação.

No último mês de julho, no aniversário de seis anos do título Libertadores, Sheik relembrou os fatos mais marcantes da conquista ao lado do camisa 10 Jadson. O atacante participou de um quiz com o meio-campista, e você pode conferir a resenha abaixo:

Colecionador de títulos e despedidas

Primeiro gol da Arena Corinthians em Libertadores foi de... Sheik!

A história de Sheik no Corinthians foi marcada por vitórias e despedidas

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Com dois anos e duas taças somadas pelo Corinthians, Sheik manteve sua trajetória vitoriosa no clube. Ainda em 2012, meses após a conquista da Libertadores, o atacante participou do bicampeonato da equipe no Mundial de Clubes. Ele esteve em campo na vitória de 1 a 0 sobre o inglês Chelsea, no Japão, quando o Paolo Guerrero acertou a rede e garantiu o título alvinegro.

A temporada seguinte começou bem, com títulos na Recopa Sul-Americana sobre o São Paulo e o Campeonato Paulista. Mas a maré não se manteve acima. Emerson Sheik caiu de rendimento e acumulou polêmicas extra-campo, sendo figurinha carimbada no banco de reservas. Com a chegada de Mano Menezes, foi ainda menos aproveitado e acabou emprestado ao Botafogo em 2014.

A passagem pelo time carioca não rendeu frutos e Sheik teve seu contrato rescindido. A volta ao Corinthians foi selada na temporada de 2015, com o técnico Tite novamente sob o comando do time. A estadia no Parque São Jorge não durou muito e ele seguiu ao Flamengo ainda no mesmo ano.

A rescisão com o Timão contou com uma discreta despedida na Arena Corinthians. O atacante recebeu homenagens antes do duelo contra o Internacional, no dia 13 de junho. O que não sabíamos até então era que o adeus não era definitivo.

Novo capítulo e aposentadoria em 2018

Vestindo o número 47, Sheik voltou ao Corinthians em 2018

Vestindo o número 47, Sheik voltou ao Corinthians em 2018

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O que muitos pensaram ser impossível, se tornou realidade em 2018. Emerson Sheik voltou a vestir a camisa do Corinthians, inicialmente, com um contrato de apenas seis meses com o clube. E mesmo não tendo o protagonismo de anos atrás, o atacante teve a chance de levantar seu bicampeonato paulista com a equipe alvinegra neste ano.

Integrando o banco de reservas na maior parte da temporada, Sheik se tornou o jogador mais velho a defender o Corinthians aos 40 anos de idade. Em julho, o camisa 47 renovou seu vínculo com o Timão até o final da temporada acompanhado de outro anúncio: a aposentadoria. Logo após a assinatura, o atacante afirmou que aquele era seu último contrato como jogador profissional.

O período chegou ao fim no último domingo, no empate contra Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro. Sheik deixa o Corinthians somando 39 jogos na temporada de 2018, tendo 13 vitórias, 11 empates e 15 derrotas na sua conta. O veterano e ídolo da Fiel ainda marcou dois gols durante o ano. A despedida foi selada com uma mensagem de agradecimento à Fiel, em uma publicação em seu perfil no Instagram - veja abaixo.

Os números de Emerson Sheik com a camisa do Corinthians

  • Jogos disputados: 196
  • Vitórias: 90
  • Empates: 62
  • Derrotas: 44
  • Aproveitamento: 56.46%
  • Gols: 28
  • Títulos pelo Corinthians: Campeonato Brasileiro de 2011, Libertadores da América e Mundial de Clubes em 2012, Recopa Sul-Americana em 2013 e Campeonato Paulista de 2013 e 2018.

Ano a ano: a história de Emerson Sheik no Corinthians

  • 2011: Contratado pelo Corinthians vindo do Fluminense
  • 2014: Emprestado pelo Corinthians ao Botafogo
  • 2015: De volta ao Corinthians vindo do Botafogo
  • 2015: Saída do Corinthians rumo ao Flamengo
  • 2018: Retorno ao Corinthians (estava sem clube) e aposentadoria

Veja mais em: Emerson Sheik, Ídolos do Corinthians, Títulos do Corinthians e Especiais do Meu Timão.

Veja Mais:

  • Junior Urso está relacionado para seu primeiro jogo pelo Corinthians

    Primeira vez de Junior Urso! Corinthians relaciona 23 jogadores para clássico contra São Paulo

    ver detalhes
  • Forte chuva caiu no Parque Ecológico durante treino do Corinthians deste sábado

    Corinthians finaliza preparação para Majestoso; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Arena Corinthians é a casa do Timão desde maio de 2014

    Fundo da Arena Corinthians abate R$ 260 milhões de dívida com Odebrecht

    ver detalhes
  • Torcedor do Corinthians tem 'compromisso majestoso' na noite deste domingo em Itaquera

    Fiel garante 39 mil ingressos para Corinthians x São Paulo; resta um setor disponível

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes