Corinthians admite deficiência, mas projeta melhora das categorias de base em curto prazo

Corinthians admite deficiência, mas projeta melhora das categorias de base em curto prazo

Por Meu Timão

2.9 mil visualizações 51 comentários Comunicar erro

Andrés Sanchez recebeu Carlos Nujud no programa Papo Reto desta semana

Andrés Sanchez recebeu Carlos Nujud no programa Papo Reto desta semana

Reprodução/Corinthians TV

As categorias de base do Corinthians, ao menos em termos estruturais, ainda destoam das principais referências do Brasil. A análise foi feita pelo próprio diretor do departamento de futebol amador do Timão, Carlos Nujud, em entrevista concedida ao presidente Andrés Sanchez no quadro Papo Reto, da Corinthians TV, publicada nesta terça-feira.

Ainda assim, a projeção é de uma melhora do potencial corinthiano nas categorias de base muito em função da conclusão das obras do centro de treinamento anexo ao CT Joaquim Grava. Previsto inicialmente, ainda na gestão de Mário Gobbi, para ser entregue em 2015, o CT da base hoje tem conclusão especulada pela diretoria para abril do ano que vem.

"Nossa base não é a que mais investe o Brasil. Estamos concorrendo com outras estruturas que investem muito, que têm alojamento, que já estamos em vias de ter com o centro de treinamento em plena construção. Tenho certeza que em breve espaço de tempo estaremos lutando de igual para igual", analisou Nujud.

"E mesmo com essa deficiência, conseguimos suprir o profissional com algumas peças. E tenha certeza que daqui para frente será cada vez maior nossa participação da base no profissional", acrescentou o diretor das categorias de base.

Leia também:
Corinthians faz três sobre uruguaio Defensor e segue líder na Copa Internacional Sub-20
Ao Meu Timão, Barroca explica tendência no Corinthians Sub-20 e lista maiores rivais pré-Copinha

Em entrevista recente concedida ao Meu Timão, o próprio treinador do Sub-20 do Corinthians, Eduardo Barroca, listou São Paulo, Palmeiras e Flamengo como clubes "de nível de investimento muito alto, sequência de trabalho a médio e longo prazo, estrutura e captação de jogadores muito agressivas". Ainda assim, no entendimento de Carlos Nujud, o Timão faz um bom trabalho nos bastidores do "mundo da bolinha".

"Nós temos contratados um número perto de dez captadores. E temos os braços desses captadores que abrangem o Brasil todo. Quando se tem uma ONG, um movimento, algum projeto social, mandamos nossos captadores ou alguém indicado por nós para verificar, para fazer uma pré-seleção. Trazemos esse atleta para o Parque São Jorge, fazemos outra pré-seleção e então inserimos nas nossas categorias de base", esclareceu.

"Esse ano nossa captação arrebanhou 1800 atletas no Brasil todo. Federamos 18 desses para ter dois ou três destaques. A procura é muito grande, mas temos que qualificar ao invés de quantificar", concluiu.

Jogadores da base já vêm sendo integrados ao elenco do Corinthians para 2019

Veja mais em: Base do Corinthians e Andrés Sanchez.

Veja Mais:

  • Resta apenas o acerto dos jogadores com seus novos clubes para selar o negócio

    Corinthians e Atlético-MG se acertam por troca de atacantes; jogadores aceitam conversar

    ver detalhes
  • Uendel pode acertar retorno para o Corinthians em breve

    Empresário confirma que Corinthians deve acertar retorno de Uendel em janeiro

    ver detalhes
  • Ramiro assinou com o Corinthians nesta quinta-feira e é o quinto reforço para 2019

    Novo reforço do Corinthians, Ramiro se aproxima de Jadson e Luan em estatísticas do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians jogou boa parte da temporada sem estampa no espaço principal do uniforme

    Otimismo do Corinthians com patrocínio contrasta com fracasso inédito desde era Kalunga

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes