Corinthians deve terminar 2018 com R$ 110 milhões em vendas de jogadores; veja orçamento de 2019

Corinthians deve terminar 2018 com R$ 110 milhões em vendas de jogadores; veja orçamento de 2019

29 mil visualizações 244 comentários Comunicar erro

Gestão de Andrés reassumiu Corinthians em fevereiro; orçamento de 2019 será votado na terça

Gestão de Andrés reassumiu Corinthians em fevereiro; orçamento de 2019 será votado na terça

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Campeão paulista e vice da Copa do Brasil, o Corinthians deve concluir a temporada de 2018 com R$ 110 milhões embolsados somente com vendas de jogadores. O número, maior que o dobro do orçado para o mesmo período (R$ 50,1 milhões), está no relatório ao qual o Meu Timão obteve acesso e que será colocado em votação no Parque São Jorge na próxima terça-feira (11), às 19h.

Desses R$ 110 milhões, o Timão estima fechar o ano com a renda líquida de R$ 70,7 milhões em repasses de direitos federativos. Já para 2019, a projeção é de R$ 54 milhões com vendas de atletas (receita bruta).

Nos últimos dias, membros dos Conselhos Fiscal e de Orientação do Corinthians receberam a previsão orçamentária do clube para o exercício financeiro de 2019. O envio do documento, feito antes da reunião do Conselho Deliberativo, gerou atrito entre diferentes alas de oposição.

A seguir, o Meu Timão exibe alguns números do Ciclo de Planejamento – 2019. O relatório possui 45 páginas e será detalhado aos conselheiros pela diretoria do Corinthians no encontro agendado para terça que vem.

O que é “orçamento ajustado”?

Representa o balancete financeiro do período de janeiro a setembro e uma projeção para os três últimos meses de 2018 – até 31 de dezembro, portanto. Em outras palavras, significa o provável valor final. Entenda mais abaixo.

Direitos de TV

  • Orçamento de 2018: R$ 163,5 milhões
  • Orçamento ajustado de 2018: R$ 197,7 milhões
  • Orçamento de 2019: R$ 240 milhões

Ao fim de 2018, o Corinthians tende a ter recebido quase R$ 200 milhões da TV Globo com direitos de transmissão. Para 2019, já sob a nova divisão de cotas, o clube espera receber em torno de R$ 240 milhões, meta que será batida em caso de:

  1. eventual sétima colocação no Campeonato Brasileiro;
  2. participação na Copa do Brasil até as oitavas de final;
  3. participação na Copa Sul-Americana até as oitavas de final.

Patrocínios (incluindo Nike)

  • Orçamento de 2018: R$ 87,2 milhões
  • Orçamento ajustado de 2018: R$ 38,7 milhões
  • Orçamento de 2019: R$ 64 milhões

O Timão esperava abocanhar algo próximo de R$ 90 milhões em patrocínios em 2018. Entretanto, sem parceiro máster fixo desde o primeiro semestre de 2017, quando o contrato com a Caixa Econômica Federal se encerrou, lucrou menos de R$ 40 milhões. O clube considera que a meta para 2019 “será atingida em função das negociações em curso (...)”.

Vendas de jogadores (bruto)

Rodriguinho e Balbuena foram negociados pelo Corinthians no meio da temporada

Rodriguinho e Balbuena foram negociados pelo Corinthians no meio da temporada

Agência Corinthians

  • Orçamento de 2018: R$ 50,1 milhões
  • Orçamento ajustado de 2018: R$ 110 milhões
  • Orçamento de 2019: R$ 54 milhões

Vendas de jogadores (líquido)

  • Orçamento de 2018: R$ 37,6 milhões
  • Orçamento ajustado de 2018: R$ 70,7 milhões
  • Orçamento de 2019: R$ 34,3 milhões

Folha salarial (futebol profissional)

  • Orçamento de 2018: R$ 184,9 milhões
  • Orçamento ajustado de 2018: R$ 210,9 milhões
  • Orçamento de 2019: R$ 190,5 milhões

Leia também:
Nova gestora da Arena Corinthians é definida um ano e meio após renúncia da BRL Trust
Corinthians e Caixa encaminham acordo temporário por parcela reduzida da Arena

Fiel Torcedor

Fiel Torcedor deve render menos de R$ 6 milhões ao Corinthians em 2018

Fiel Torcedor deve render menos de R$ 6 milhões ao Corinthians em 2018

Rodrigo Coca/Ag.Corinthians

  • Orçamento de 2018: R$ 9 milhões
  • Orçamento ajustado de 2018: R$ 5,6 milhões
  • Orçamento de 2019: R$ 6 milhões

Contribuições dos sócios (Parque São Jorge)

  • Orçamento de 2018: R$ 14,6 milhões
  • Orçamento ajustado de 2018: R$ 14,6 milhões
  • Orçamento de 2019: R$ 15,1 milhões

Receitas líquidas

  • Orçamento de 2018: R$ 285,6 milhões
  • Orçamento ajustado de 2018: R$ 318,8 milhões
  • Orçamento de 2019: R$ 399 milhões

Despesas líquidas

  • Orçamento de 2018: R$ 281,7 milhões
  • Orçamento ajustado de 2018: R$ 388,8 milhões
  • Orçamento de 2019: R$ 387,2 milhões

O planejamento inicial do Corinthians com despesas líquidas era de R$ 281 milhões, mas fechará 2018 mais de R$ 100 milhões acima do orçamento. A previsão para o ano que vem é bastante próxima à atual.

Superávit/déficit

  • Orçamento de 2018: superávit de 515 mil
  • Orçamento ajustado de 2018: déficit de R$ 26,3 milhões
  • Orçamento de 2019: superávit de 650 mil

Conforme o balancete de setembro já havia apontado, clube deve se despedir de 2018 com déficit na casa de R$ 26 milhões, realidade bastante distinta da prevista no fim de 2017. Curiosamente, a expectativa para a próxima temporada é semelhante: superávit de 650 mil.

Veja mais em: Especiais do Meu Timão, Diretoria do Corinthians, Parque São Jorge e Andrés Sanchez.

Veja Mais:

  • Resta apenas o acerto dos jogadores com seus novos clubes para selar o negócio

    Corinthians e Atlético-MG se acertam por troca de atacantes; jogadores aceitam conversar

    ver detalhes
  • Uendel pode acertar retorno para o Corinthians em breve

    Empresário confirma que Corinthians deve acertar retorno de Uendel em janeiro

    ver detalhes
  • Ramiro assinou com o Corinthians nesta quinta-feira e é o quinto reforço para 2019

    Novo reforço do Corinthians, Ramiro se aproxima de Jadson e Luan em estatísticas do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians jogou boa parte da temporada sem estampa no espaço principal do uniforme

    Otimismo do Corinthians com patrocínio contrasta com fracasso inédito desde era Kalunga

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes