Corinthians e estafe de Romero não chegam a acordo; nova tentativa de renovação fica para 2019

Corinthians e estafe de Romero não chegam a acordo; nova tentativa de renovação fica para 2019

34 mil visualizações 719 comentários Comunicar erro

Romero foi titular do Corinthians ao longo de toda a temporada

Romero foi titular do Corinthians ao longo de toda a temporada

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Não há nenhuma reunião marcada para os últimos dias deste ano entre a diretoria do Corinthians e o estafe de Ángel Romero (no caso, a empresa OTB). Isso significa que a intenção dos dirigentes de antecipar a renovação de seu contrato ficará mesmo para 2019 - vínculo do paraguaio com o Timão acaba em julho do próximo ano.

Neste momento, há um temor no Parque São Jorge de que a situação se torne a mesma de Balbuena que, por meio de seus agentes, enrolou o quanto pôde a renovação do contrato para conseguir multa rescisória baixa já que o período de vínculo ficava cada vez mais curto.

No caso do camisa 11, em fevereiro do próximo ano já será possível assinar um pré-contrato com outro clube. A diferença entre os paraguaios é o dinheiro. No caso do zagueiro, o Corinthians fixou em € 4 milhões (cerca de R$ 17 milhões) e recebeu esse valor do West Hum, da Inglaterra. No caso do atacante, o Timão ainda terá de pagar caso o mesmo não renove seu atual vínculo.

A situação é a seguinte: o clube terá de fazer uma composição financeira com as pessoas que o bancaram há quatro anos. Na ocasião, um grupo liderado pelo empresário Beto Rappa desembolsou US$ 3 milhões (R$ 6,6 milhões na cotação da época) para tirá-lo do clube paraguaio.

Pelo acordo, feito pelo presidente Mário Gobbi, o Corinthians pagaria uma quantia não revelada para ficar com 20% dos seus direitos econômicos, permanecendo os outros 80% com Rappa e seus colegas. Caso Romero não seja vendido até o fim do contrato - julho de 2019 -, o Corinthians teria de reembolsar os investidores, com correção monetária. O valor, atualmente, giraria na casa dos R$ 10 milhões.

Ou seja, agora para renovar seu vínculo, será necessário quitar o valor (ou ao menos parte dele) diante dos investidores. Se não conseguir a extensão, a mesma coisa.

No clube desde 2014, Romero já disputou 222 jogos no Timão, com 38 gols. Foram quatro conquistas no período: Paulistas 2017 e 2018 e Brasileiros 2015 e 2017. O paraguaio se tornou ainda o estrangeiro com mais jogos com a camisa do Corinthians. O camisa 11 também segue como principal artilheiro da Arena Corinthians, com 27 gols.

Veja mais em: Balbuena, Romero, Diretoria do Corinthians e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Resta apenas o acerto dos jogadores com seus novos clubes para selar o negócio

    Corinthians e Atlético-MG se acertam por troca de atacantes; jogadores aceitam conversar

    ver detalhes
  • Uendel pode acertar retorno para o Corinthians em breve

    Empresário confirma que Corinthians deve acertar retorno de Uendel em janeiro

    ver detalhes
  • Ramiro assinou com o Corinthians nesta quinta-feira e é o quinto reforço para 2019

    Novo reforço do Corinthians, Ramiro se aproxima de Jadson e Luan em estatísticas do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians jogou boa parte da temporada sem estampa no espaço principal do uniforme

    Otimismo do Corinthians com patrocínio contrasta com fracasso inédito desde era Kalunga

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes