Gil visita CT do Corinthians e, horas depois, emite nota oficial sobre retorno à China

Gil visita CT do Corinthians e, horas depois, emite nota oficial sobre retorno à China

45 mil visualizações 197 comentários Comunicar erro

Gil, durante visita ao CT do Corinthians dois anos atrás; o hábito é anual, sempre nas férias

Gil, durante visita ao CT do Corinthians dois anos atrás; o hábito é anual, sempre nas férias

Agência Corinthians

Uma visita de praxe sem divulgação por parte do Corinthians para que as conversas infrutíferas nos bastidores não se transformassem em confusão para o próprio jogador, que ainda tem mais um ano de contrato com o atual clube.

É assim que se pode resumir a visita do zagueiro Gil ao CT do Corinthians nesta quarta-feira. A reportagem do Meu Timão teve acesso a informação na manhã desta quinta-feira, na qual confirmou posteriormente com as assessorias do clube e do jogador.

A visita foi de rotina, como todas as outras que o defensor fez nas férias nos anos anteriores. Gil reencontrou funcionários e jogadores que trabalharam consigo entre janeiro de 2013 a janeiro de 2016, quando deixou o Brasil para atuar no Shandong Luneng, da China.

Dirigentes, jogador e estafe chegaram a conversar sobre a possibilidade de voltar ao Corinthians, como mostrou a reportagem do Meu Timão há cerca de 15 dias. Mas as cifras que são oferecidas a Gil pelos chineses não passam nem perto do orçamento alvinegro.

O defensor tem contrato até o fim deste ano. Horas depois de visitar o CT do Corinthians, Gil emitiu uma nota oficial sobre sua situação profissional. O defensor deixou claro que pretende cumprir seu vínculo na China até dezembro.

Confira a nota oficial na íntegra

"Diante das notícias publicadas nos últimos dias, decidi me manifestar. Primeiramente, agradeço o interesse de todos os clubes que procuraram saber da minha situação. Fico muito feliz e satisfeito, sinal de que o trabalho continua sendo bem feito. Mas eu tenho contrato com o Shandong Luneng, clube que investiu para minha contratação no início de 2016 e onde tenho jogado com frequência, sempre como titular, nos últimos anos.

Gostaria de deixar claro que, diferentemente de algumas publicações que vi, eu sigo na China não por conta de não abrir mão de valores - os quais gostaria de entender de onde tiram, pois ninguém da imprensa tem acesso ao meu contrato -, eu sigo, até segunda ordem, por ter contrato com o Shandong, clube que não mediu esforços e investimentos para me comprar do Corinthians. Uma venda onde pude deixar uma grande quantia ao clube que abriu as portas pra mim no meu retorno da Europa, onde fui muito feliz por três anos e ganhei títulos importantes. Mas sou profissional e tenho que cumprir meus contratos, respeitando todas as partes e deixando as portas abertas, como sempre foi na minha carreira.

Grande abraço a todos e obrigado pelo carinho de sempre aqui nas redes sociais."

Veja mais em: Mercado da bola e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Em noite abaixo tecnicamente, Timãozinho dá adeus à Copa São Paulo; Vasco fará final contra São Paulo

    Corinthians sucumbe nos pênaltis e cai na semifinal da Copinha 2019

    ver detalhes
  • Léo Santos está de volta ao time titular; Corinthians busca primeira vitória após volta de Carille

    Carille saca Marllon e define Corinthians para jogo contra Guarani

    ver detalhes
  • A saída de Romero do Corinthians | #113

    VÍDEO: A saída de Romero do Corinthians | #113

    ver detalhes
  • Gustagol estará outra vez no comando de ataque corinthiano; Carille leva 21 jogadores

    Sem Boselli e Manoel, Carille relaciona 21 jogadores para duelo com Guarani

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes