'Ex-primeiro volante' cresce com Barroca e se iguala a Oya na artilharia do Timão na Copinha

'Ex-primeiro volante' cresce com Barroca e se iguala a Oya na artilharia do Timão na Copinha

2.7 mil visualizações 27 comentários Comunicar erro

Volante Roni celebra um de seus quatro gols (até agora) na Copa São Paulo

Volante Roni celebra um de seus quatro gols (até agora) na Copa São Paulo

Rodrigo Gazannel/Ag. Corinthians

Quem vê Roni sendo decisivo a favor do Corinthians com gols nesta Copa São Paulo de Futebol Júnior nem imagina que ir às redes adversárias não estava entre as principais atribuições do volante até pouco tempo atrás. E isso se deve a uma mudança crucial proposta pelo técnico Eduardo Barroca ao jovem meio-campista, de 19 anos de idade.

Roni teve uma conversa com o treinador sobre a possibilidade de atuar como segundo volante na Copinha, e não como primeiro homem de marcação, função que vinha desempenhando nos últimos anos de Sub-20.

A troca, ao menos no quesito ofensivo, fez (muito) bem ao jogador, que já acumula quatro gols em quatro compromissos da Copa São Paulo. Para efeito de comparação, Roni marcou um único tento em 29 partidas disputadas ao longo de 2018.

Em entrevista concedida durante o intervalo da goleada por 6 a 0 sobre o Porto-PE, na noite desse sábado, Roni foi questionado sobre a fase artilheira e revelou que muito de seu momento de destaque passa pela sensibilidade tática de Barroca, no clube desde julho do ano passado.

“É porque eu jogava de primeiro volante, então não saía muito, ficava mais na marcação. O professor Barroca me colocou nessa posição, procurei fazer meu melhor e estou pisando mais na área. Graças a Deus consegui fazer o gol”, disse o camisa 8 corinthiano.

Roni, assim como Fabricio Oya, é responsável por 26,6% dos gols do Timão no torneio. Eles são seguidos pelos centroavantes Nathan, que tem três, e João Celeri, dois. Completam a artilharia alvinegra os meias Gustavo Mantuan e Rafael Bilu, ambos com um.

O Corinthians volta a campo já nesta segunda-feira, diante do Red Bull Brasil, às 20h, valendo vaga nas oitavas de final. O duelo eliminatório acontece no próprio Estádio Novelli Júnior, em Itu, interior de São Paulo.

Quem é Roni

Roni vai ao alambrado comemorar tento anotado sobre o Sinop-MT

Roni vai ao alambrado comemorar tento anotado sobre o Sinop-MT

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Roni Medeiros de Moura nasceu em São Paulo no dia 15 de abril de 1999. Ele está no Corinthians desde 2004, quando ingressou nas categorias de base do futsal do clube. Dos onze aos 13 anos, se dividiu entre futebol de salão e de campo, onde jogava como atacante – mais tarde, passaria a jogar como meia e, depois, volante.

Em 2017, Roni fez parte do elenco decacampeão da Copinha, sendo reserva de Renan Areias, primeiro volante titular de Osmar Loss. Atualmente, é um dos homens de confiança de Barroca, titular absoluto e segundo capitão da equipe, vestindo a braçadeira na ausência do zagueiro Ronald.

Veja mais em: Base do Corinthians, Copinha, Corinthians Sub-20 e Eduardo Barroca.

Veja Mais:

  • Avelar comemorando o seu gol contra o Avenida, pela Copa do Brasil

    Gols importantes viram marca de Danilo Avelar no Corinthians

    ver detalhes
  • Romero durante treino do Corinthians. Jogador segue sem atuar pela equipe

    Rosenberg não vê solução para caso Romero no Corinthians, mas defende jogador

    ver detalhes
  • Gustavo comemora seu gol contra o Avenida durante a vitória pela Copa do Brasil

    Gustavo confirma renovação com o Corinthians até 2022

    ver detalhes
  • Henrique marcou gol pelo Corinthians contra o Avenida, mas viu o Timão levar dois

    Carille muda o tom sobre zaga do Corinthians e alerta em caso de novas falhas: 'A gente repensa'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes