1 em 30 milhões: Cássio 'da vida real' já tomou até multa por excesso de... corinthianismo!

1 em 30 milhões: Cássio 'da vida real' já tomou até multa por excesso de... corinthianismo!

18 mil visualizações 82 comentários Comunicar erro

Cássio da vida real é um dos corinthianos mais corinthianos da história do Corinthians

Cássio da vida real é um dos corinthianos mais corinthianos da história do Corinthians

Montagem/Meu Timão/Otávio Ariano

Entre os 30 milhões de torcedores do Corinthians, Marcos Paulo Cabral de Lima é com certeza um dos mais fanáticos ao longo dos mais de 108 anos de história do clube. E quis o destino que se tornasse sósia... de um dos maiores ídolos de todos os tempos do Timão.

Marcos de nascença sempre foi conhecido como Marquito na família e Kitão entre os amigos. Hoje o difícil é alguém não chamá-lo pelo outro apelido. Ou melhor, identidade: Cássio!

"100% do tempo eu vivo Corinthians. Meu apelido está sendo esquecido até... Porque agora todo lugar que eu vou é Cássio, Cássio, Cássio...", disse Marcos, em entrevista concedida ao Meu Timão.

Nasce uma estrela Nascem duas estrelas

Não estamos falando do filme da Lady Gaga. Mas as histórias são dignas de estatuetas do Oscar. Enquanto o ainda pouco conhecido Cássio dava seus primeiros passos como jogador do Corinthians e já conquistava a Fiel com importantes defesas e protagonismo em dois dos mais importantes títulos da história alvinegra logo em seu primeiro ano de clube, Kitão aceitava com bom humor as comparações que amigos faziam com o ainda recém-chegado goleiro. Como a história do atleta você leitor do Meu Timão certamente já conhece, contaremos aqui a outra: nascia ali o sócia do camisa 12 (então camisa 24) do Timão.

Sempre bem humorado, o corinthiano, hoje de 45 anos de idade, não demorou para se fantasiar. Nas primeiras temporadas de Cássio no clube, Kitão usava uma peruca para brincar de imitá-lo. De 2017 pra cá, a brincadeira ficou séria: deixou o cabelo crescer e incorporou para valer o personagem. Vendedor ambulante nas proximidades da Arena Corinthians em dias de jogos do Timão, passou a ser conhecido como "Cássio do Farol".

"Muita gente já me confundiu com o Cássio. Um monte de lugar. Às vezes o pessoal acredita, criança principalmente. É legal ser um sósia do Cássio, não tem palavras", descreveu.

A fama foi tanta que Kitão se candidatou a deputado estadual de São Paulo nas últimas eleições, pelo PRP. Quem digitava seu número nas urnas encontrava o candidato Kitão Cássio do Farol na tela eletrônica. Com apenas 328 votos, não foi eleito.

Kitáo candidato

Reprodução

"Tem que ter base, dinheiro, assessores... Mas vou continuar insistindo, vou tentar sair vereador para encher o saco, fazer um trabalho legal para a comunidade. Vou tentar de novo, quero trabalhar na área da saúde, esportes. Vamos ver o que vai dar", comentou.

Corinthians na pele, na moto, no carro, no apartamento, nos cachorros, no cavalo...

Se você leitor pensou, por um instante que seja, "Hmm... Esse cara tá querendo usar o Corinthians pra ganhar na vida", trate de se retratar. Marcos, Marquito, Kitão ou Cássio do Farol. Chame como quiser, mas saiba que este homem venceu ao se tornar corinthiano.

"O Corinthians pra mim é tudo, né? Sem o Corinthians eu não viveria. Tudo o que eu tenho eu devo ao Corinthians. Tenho as vigas do estádio, parafuso, semente, umas 600 camisas do Corinthians, tatuagem do Sócrates, Seninha, taça da Libertadores de 2012. Minha vida é o Corinthians. A bagunça que eu faço, tudo gira em torno do Corinthians", contou.

Não é só no guarda-roupa com sua coleção de camisas ou na pele com as tatuagens que Kitão estampa seu amor pelo Corinthians. O carro que o diga! Há um bom tempo, antes de Cássio se tornar sua referência, ele era conhecido por alguns torcedores como Kitão do Fusca, justamente por conta da lataria única personalizada de seu automóvel.

Kitão Fusca

Arquivo pessoal

O mesmo pode ser dito, em menor proporção, de sua moto com placa do Corinthians. E, aí sim em maior proporção, de seu apartamento. Não bastasse enfeitar a porta e praticamente toda a área interna com pintura e itens do Timão, Kitão decidiu sem mais nem menos pintar as paredes externas do prédio com desenhos alusivos ao clube de coração. A brincadeira rendeu muita reclamação dos vizinhos e uma multa de R$ 5 mil da Prefeitura.

"Tomei até multa! É brincadeira... Mas não paguei nem vou pagar", relatou, aos risos.

Tite, Sócrates e, claro, Cássio estampados no prédio onde Kitão mora

Tite, Sócrates e, claro, Cássio estampados no prédio onde Kitão mora

Arquivo pessoal

Se a força da lei é incapaz de frear o corinthianismo de Kitão, nem cavalo seria páreo (com o perdão do trocadilho). O ilustre torcedor guarda com carinho fotos de seus cachorros com roupinhas do Timão (um deles se chama Ronaldo, inclusive, em referência ao Fenômeno) e até uma na qual aparece montado num cavalo enrolado na bandeira alvinegra. É mole?!

"É diferente. Ser corinthiano é diferente. A bagunça que a gente faz é diferente. Todo corinthiano é diferente. Porta da minha casa é do Corinthians, janela, cortina, banheiro, cachorros, o Ronaldo e a Nina. Ronaldo é por causa do Ronaldo mesmo. Um maloqueiro".

Contrato vitalício, por favor!

Kitão já teve a honra de encontrar Cássio num evento no Parque São Jorge, no qual o goleiro estava atendendo a imprensa e fãs. Na ocasião, sem precisar falar nada, ele já chamou a atenção do goleiro: "o Cássio chegou, vou levantar pra ir embora. Ele que vai dar autógrafo agora", disse o camisa 12 na ocasião. "Foi uma bagunça danada", sintetizou Kitão.

Kitão vai aos jogos do Corinthians também vestido como Cássio

Kitão vai aos jogos do Corinthians também vestido como Cássio

Arquivo pessoal

Mas Kitão não é fã de Cássio apenas pela semelhança ou pela própria de carinho entre os dois no episódio acima relatado. O torcedor reconhece a grandeza do goleiro em termos futebolísticos. E gostaria até de um contrato vitalício ao arqueiro. Mas aí o motivo é outro...

"Penso que o Cássio é um supergoleiro. E tenho medo de ele ir embora do Corinthians, porque vou perder meu emprego, a bagunça que eu faço. Me tornei um sósia... Não sei se oficial. Mas me considero assim um dos sósias oficiais. Vou pra todo lado de Cássio, todo mundo tira foto no metrô, mó bagunça, entendeu?"

E como entendemos, Cássio! Digo, Kitão!

Sua vez!

Caro leitor, tem um causo marcante no qual o Corinthians seja protagonista? Já fez alguma loucura pelo Timão? Então entre em contato com a gente e envie sua história! Quem sabe você não se torna o próximo personagem do quadro 1 em 30 milhões aqui do Meu Timão?

Veja mais em: Cássio, 1 em 30 milhões, Torcida do Corinthians, Arena Corinthians e Especiais do Meu Timão.

Veja Mais:

  • Danilo Avelar foi convidado do programa Bem, Amigos!, do SporTV, nesta segunda-feira

    Avelar explica 'renascimento' no Corinthians e lembra: 'Crianças de dez anos vinham criticar'

    ver detalhes
  • Jogadores reservas e garotos da base foram a campo, enquanto titulares ficaram na parte interna

    Corinthians inicia preparação contra a Ferroviária sem Cássio e Boselli

    ver detalhes
  • Cássio deixou a Fonte Luminosa na última noite sentindo dores

    Exame descarta lesão, mas Cássio é dúvida para jogo de quarta; médico do Corinthians explica

    ver detalhes
  • Thiaguinho fica sem contrato no próximo dia 31 de maio; jogador está emprestado pelo Nacional-SP

    Thiaguinho fica sem contrato em dois meses; saiba o que pensa a diretoria do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes