Seu Madruga e Real Madrid se uniram. E enfrentam Corinthians neste sábado em jogo histórico

30 mil visualizações 54 comentários Comunicar erro

Quem lembra esse episódio em que Seu Madruga treina o Real Madruga pra enfrentar o Corinthians?

Quem lembra esse episódio em que Seu Madruga treina o Real Madruga pra enfrentar o Corinthians?

Reprodução/TV Arte/Victor Gomes

O mais famoso personagem interpretado pelo ator mexicano Ramón Antonio Estebán Gómez de Valdés y Castillo.

Um dos maiores clubes de futebol do mundo.

A inusitadíssima união de Seu Madruga e Real Madrid estará frente a frente com o Corinthians no fim de tarde deste sábado, numa histórica partida de futsal. Equipe amadora de Araçatuba, o Real Madruga de presidente e muitos jogadores torcedores do Timão entra em quadra na Arena Sorocaba, às 17h, num duelo que vale vaga na Taça Brasil.

O duelo, cabe informar, acontece pois Corinthians é o atual campeão da Liga Paulista, e Seu Madruga, da Série A1 do Paulista (Campeonato Estadual Principal). O vencedor se classifica para a tradicional Taça Brasil.

"Um time que eu criei enfrentando o time que eu amo de coração, torço, todo mundo sabe que sou corinthiano. É uma coisa inexplicável. Muitos no time ali são corinthianos. É a massa, todo mundo, né? É difícil. Temos que tentar dar mais um passo para tentar profissionalizar o time. Esse jogo vai nos dar visibilidade. O time do Corinthians é o melhor time do país no momento, só tem craque, todo mundo do nosso time é fã demais dele, não sabem nem o que falar na hora do jogo, estão felizes demais por esse momento", relata Bruno Yoshyi, presidente e fundador do Real Madruga, em entrevista concedida ao Meu Timão.

Convidamos você leitor a conhecer abaixo a "história relâmpago" do Real Madruga, bem como a influência do galáctico Real Madrid e do consagrado personagem Seu Madruga na criação de uma improvável equipe de futsal do interior de São Paulo.

Bruno é torcedor do Corinthians e presidente do Real Madruga

Bruno é torcedor do Corinthians e presidente do Real Madruga

Arquivo pessoal

História relâmpago: da fundação à 'quase profissionalização'

O Real Madruga é muito (mas muito!) mais jovem que o Corinthians. Fundado em março de 2015 por um grupo de amigos de Guanabara, bairro de Araçatuba, no interior de São Paulo, o time tinha como intuito, àquela altura, reunir um pessoal para jogar bola semanalmente. E não tratava-se nem mesmo de uma equipe de futsal, mas sim de futebol de 7 (society).

O que eles não esperavam é que os tais amigos fossem bons de bola o suficiente para chamar atenção da cidade e depois da região norte do estado de São Paulo. Menos de quatro anos depois e estariam prestes a enfrentar o todo poderoso Corinthians...

  • nos primeiros meses, o Real Madruga se reunia para "brincar de bola", marcando amistosos com outros grupos de amigos;
  • em setembro de 2015, o Real Madruga entrou num torneio de futebol de 7 de Araçatuba, do qual foi campeão batendo times tradicionais da cidade;
  • em 2016, o Real Madruga foi convidado a participar da 38ª edição do Torneio de Cobras, em Penápolis, famosa competição da região;

"Foi nosso primeiro contato com futsal. Fui atrás, saí chamando pessoal. Aqui na cidade tinha muita gente que ou jogava no passado ou é molecada boa de bola. No primeiro jogo vencemos por 12 a 0, na base da amizade. E tem time lá que investia R$ 40 mil pra jogar aquele torneio. A gente perdeu para o campeão na semifinal", lembra Yoshyi.

  • o bom desempenho em Penápolis rendeu convite da Secretaria de Esportes de Araçatuba para o Real Madruga representar a cidade na Copa TV Tem de Futsal, da Rede Globo. A equipe de Yoshyi alcançou o quinto lugar;
  • novamente representando Araçatuba, o Real Madruga foi campeão dos Jogos Regionais do Interior de 2016, tirando a cidade de uma fila de 20 anos.

A partir daí, estava mais do que consolidado o time de futsal do Real Madruga, que seria campeão da Séria A1 do Campeonato Paulista do ano passado.

Real Madruga foi campeão da Série A1 do Campeonato Paulista de 2018

Real Madruga foi campeão da Série A1 do Campeonato Paulista de 2018

Divulgação

Engana-se, contudo, quem pensa que o Real Madruga seja um time profissional. Apesar de estar jogando com o Corinthians, atual campeão da Liga Paulista, a equipe de Araçatuba é formada por amigos que não recebem salário nem têm obrigação de treinar regularmente.

"A maioria dos caras ali joga porque gosta muito de mim. Ninguém recebe R$ 1 para jogar. Claro, dou todo o suporte, se precisa de um tênis, se machuca. Quando consigo, ajudo no combustível pra quem é de cidade vizinha. Esse ano conseguimos bolsas de estudo para três atletas nossos que começaram a fazer faculdade. Consegui uma casa aqui para eles morarem. Mas por enquanto é isso só", relata Yoshyi.

Um primeiro passo rumo à profissionalização é a regularização de todos os jogadores, que precisaram se tornar federados para disputar a Série A1. Agora o presidente planeja conseguir um patrocínio para, então, começar a planejar um elenco assalariado.

"Sempre foi na raça e na coragem, por amor ao time, à camisa, ao futsal. Todos aqui têm seus serviços, quem trabalha de sábado pediu uma folga para esse jogo contra o Corinthians", relata Yoshyi

Da Vila do Chaves para as quadras paulistas

A vingança nunca é plena. Mata a alma e a envenena.

Somente um idiota responde uma pergunta com outra pergunta.

As pessoas boas devem amar seu inimigos.

Difícil achar algum torcedor do Corinthians (ou de qualquer outro clube brasileiro), independente da idade, que não reconheça as frases de Seu Madruga por ter passado ao menos algumas horas de vida sintonizado no SBT assistindo aos repetidos (e mesmo assim sempre engraçados) episódios de Chaves. O seriado mexicano fez (e ainda faz) sucesso no Brasil há 35 anos. Não seria diferente na casa de Bruno Yoshyi, não é mesmo?

Seu Madruga é um dos principais personagens de Chaves

Seu Madruga é um dos principais personagens de Chaves

Reprodução/TV

"É um personagem que cresci assistindo. Até hoje quando passa Chaves e a gente tem tempo de assistir a alguma coisa... Significa demais", relata o presidente do Real Madruga, antes de se referir especificamente ao pai de Chiquinha, vizinho de Florinda, crush de Clotilde, inquilino de Seu Barriga e talvez mais icônico personagem da Vila do Chaves.

"Todo mundo sempre gostou muito. Aquelas frases... As camisas que fazem... Todos gostam muito do Seu Madruga. E o nome casou direitinho com o Real Madrid. É uma sátira, né?", fala Yoshyi, explicando que a escolha do Real Madrid se deu também pelo momento de sucesso do clube merengue, atual tricampeão da Liga dos Campeões.

Uma pena para os torcedores que comparecerão à Arena Sorocaba neste sábado é o fato de o Real Madruga ter trocado o escudo da equipe nas últimas semanas, conforme explicado por Yoshi: "A gente tirou ele (Seu Madruga). Como o time está crescendo, preferi prevenir do que remediar, com dor no coração. É uma imagem protegida, tem direitos autorais e tal. E olha o nível que a gente chegou, né? Disputando um jogo contra o Corinthians... Aí pode dar problema pra gente estar lá o rosto do Ramón Valdés. Mas é uma eterna homenagem."

Corinthians e Seu Madruga. Eternamente dentro dos nossos corações.

Veja mais em: Futsal do Corinthians e Especiais do Meu Timão.

Veja Mais:

  • Equipe teve atuação muito ruim no Morumbi e pouco conseguiu criar

    Corinthians tem nova atuação ruim e perde clássico para o São Paulo no Morumbi

    ver detalhes
  • Carille admitiu a temporada ruim do Timão e, consequentemente, o risco de demissão

    Carille admite risco de demissão e faz crítica ao ano do Corinthians: 'Não fizemos dez bons jogos'

    ver detalhes
  • Boselli se salvou em noite de críticas gerais por parte da Fiel

    Fiel poupa Boselli em noite de média geral baixíssima do Corinthians; Carille beira o zero

    ver detalhes
  • Mesmo com derrota para o Sâo Paulo, o Corinthians se manteve na quarta colocação do Brasileiro

    Corinthians mantém posição, mas vê rivais se aproximarem na briga pelo G4 do Brasileiro; veja tabela

    ver detalhes
  • Clayson foi um dos mais criticados pela Fiel após a partida

    Torcida do Corinthians detona Carille e jogadores após derrota para o São Paulo; veja tuítes

    ver detalhes
  • Corinthians teve nova atuação de pouca criatividade longe da Arena

    Como visitante, Corinthians tem os piores índices ofensivos do Brasileirão; Carille comenta postura

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: