Corinthians reage no fim, mas perde para o Brasília em primeiro jogo das oitavas do NBB

2.2 mil visualizações 25 comentários

Corinthians largou atrás nas oitavas de final do NBB

Corinthians largou atrás nas oitavas de final do NBB

Reprodução/Youtube

Brasília Basquete 87 X 78 Corinthians

NBB 2018
30 de março de 2019, 14:00
Brasília Basquete 87 x 78 Corinthians
Ginásio da ASCEB

Ninguém ainda confirmou que foi neste jogo.

Seja o primeio a marcar presença e faça novas amizades com quem também esteve por lá.

Corinthians e Brasília começaram neste sábado a sequência de melhor de três pelas oitavas de final do Novo Basquete Brasil (NBB). Como esperado, as duas equipes fizeram um grande jogo na capital do país. Com ótima atuação no segundo tempo, porém, o Timão acabou derrotado por 87 a 78, largando atrás na série.

Com melhor campanha que o adversário na primeira fase, o Timão tem a vantagem do mando nesta fase. Ou seja, os dois próximos jogos da melhor de três serão disputados no Ginásio Wlamir Marques - o primeiro deles na quinta-feira, às 20h, com entrada gratuita para a Fiel.

A exemplo do que aconteceu no último jogo, o Corinthians começou a partida com Fuller, Douglas Santos, Nano Parodi, Humberto e Teichmann - o destaque da partida, porém, foi Guilherme Giovannoni, que veio do banco.

Como foi o jogo

Os momentos iniciais da partida em Brasília foram de muito nervosismo para a equipe do Corinthians. Entre os grandes destaques da equipe alvinegra na temporada, o uruguaio Nano Parodi foi completamente neutralizado, errando bastante e dificultando a criação do Timão.

Com isso, os mandantes tomaram conta do jogo, aproveitando melhor as jogadas e abrindo vantagem no placar. No primeiro quarto, 22 a 14 para os donos da casa, com os comandados de Bruno Savignani acertando apenas quatro dos dez arremessos de dois pontos que tentou - de três, o aproveitamento foi ainda pior, com um acerto em oito tentativas.

Na volta para o segundo quarto, pouca coisa parecia ter mudado. Parodi, demonstrando certo nervosismo, seguiu errando muito, prejudicando o setor ofensivo da equipe alvinegra. As alterações feitas , porém, deram uma sobrevida ao time, equilibrando as ações na reta final do período.

Mesmo com a defesa mal, o ataque funcionou melhor, não deixando que o Brasília abrisse vantagem maior no placar. Resultado: 22 a 20 no quarto e placar em 44 a 34 ao fim do primeiro tempo.

Embalados pelo bom fim de segundo quarto, o Timão voltou com outra cara do intervalo. Com algumas trocas, como as entradas de Abner e Giovannoni, Bruno Savignani ajustou a defesa alvinegra e recolocou o Corinthians no jogo.

Dominante e se saindo melhor nos rebotes, o time alvinegro tomou conta do terceiro período e "colou" nos donos da casa, tirando incríveis sete pontos de desvantagem no marcador, indo para o quarto decisivo perdendo por 60 a 57.

Os últimos 10 minutos de jogo fizeram jus ao que as duas equipes produziram na primeira fase do NBB. Bem aberto, o duelo passou a ser de troca de pontos, com ataques aproveitando grande parte das chances criadas.

Nesse ritmo, o Corinthians chegou a empatar o jogo, mas não conseguiu passar a frente do placar. Com o relógio correndo, o Timão foi ficando nervoso e voltou a errar demais, permitindo que os donos da casa voltassem a abrir vantagem no marcador. Restando três minutos para o fim do jogo, o Brasília ficou a frente por nove pontos.

Chamando a responsabilidade para si, Guilherme Giovannoni acertou belo lançamento de três, recolocando os comandados de Savignani no jogo. Apesar disso, os mandantes seguiram pontuando e, no fim, garantiram a vitória por 87 a 78.

Gigante!

Cestinha do Corinthians na partida, com 22 pontos, o experiente Guilherme Giovannoni atingiu marca especial neste sábado. Com seus quatro primeiros pontos no jogo, o atleta se tornou o quarto maior pontuador da história do Novo Basquete Brasil.

Veja mais em: Basquete.

Quem Atuou

Jogadores

  • Kyle Alejandro Fuller

    Fuller

    Pontos: 15
    Rebotes: 0
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 37m46s

  • Luciano Parodi González

    Parodi

    Pontos: 8
    Rebotes: 0
    Assistências: 7
    Tempo em quadra: 29m23s

  • Guilherme Giovannoni

    Giovannoni

    Pontos: 22
    Rebotes: 6
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 27m08s

  • Humberto Luis Gomes da Silva

    Humberto

    Pontos: 6
    Rebotes: 5
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 22m57s

  • Guilherme Frantz Teichmann

    Teichmann

    Pontos: 8
    Rebotes: 6
    Assistências: 4
    Tempo em quadra: 17m24s

  • Abner Davi de Novais Moreira

    Abner

    Pontos: 4
    Rebotes: 7
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 15m30s

  • Guilherme Bento do Carmo

    Gui Bento

    Pontos: 6
    Rebotes: 3
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 14m05s

  • Gustavo Santos Pereira Lima

    Gustavinho

    Pontos: 2
    Rebotes: 0
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 10m37s

  • Douglas dos Santos Silva

    Douglas Santos

    Pontos: 6
    Rebotes: 2
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 10m29s

  • Mauricio Aguiar Barcelona

    Aguiar

    Pontos: 1
    Rebotes: 0
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 7m27s

  • Shilton Alessanco dos Santos

    Shilton

    Pontos: 0
    Rebotes: 2
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 7m14s

Comente a notícia: