Corinthians começa bem, mas perde a segunda do Flamengo e se complica nas quartas de finais do NBB

Corinthians começa bem, mas perde a segunda do Flamengo e se complica nas quartas de finais do NBB

3.9 mil visualizações 51 comentários Comunicar erro

Corinthians voltou a perder para o Flamengo pelo NBB

Corinthians voltou a perder para o Flamengo pelo NBB

Marcelo Cortes/Flamengo

O Corinthians visitou o Flamengo na noite desta quarta-feira, no Tijuca Tênis Clube, em partida válida pela segunda rodada das quartas de final do Novo Basquete Brasil, e perdeu pelo placar de 79 a 60. O Timão até começou melhor o embate, mas viu a equipe carioca ser mais efetiva no segundo quarto e abrir uma larga vantagem no marcador.

Com a derrota, o Corinthians é obrigado a vencer o próximo jogo para se manter vivo na competição e trazer a série de volta para São Paulo. Como é um confronto melhor de cinco, o terceiro confronto será realizado com mando do Flamengo e, caso haja a necessidade, o quarto jogo acontece novamente no Parque São Jorge, enquanto o último volta para o Rio. O rival já venceu os dois primeiros.

Comandado pelo técnico Bruno Savignani, o Timão repetiu a escalação inicial da última partida com: Fuller, Teichmann, Giovannoni, Humberto e Parodi. O Flamengo, por sua vez, estava escalado por Gustavo De Conti com Balbi, Davi, Marquinhos, Olivinha e Anderson Varejão.

A equipe alvinegra chegou até as quartas de final após vencer o Brasília no mata-mata anterior. Dono da sétima melhor campanha, o Corinthians fica atrás do Flamengo, que terminou a primeira fase na segunda colocação. Sendo assim, os cariocas tem a vantagem no mando de quadra, podendo disputar possíveis três partidas em casa.

Como foi o jogo?

Primeiro quarto

O Corinthians começou a partida se defendendo e atacando bem, com muita determinação e segurança. Tanto que a equipe abriu 7 a 0 nos primeiros cinco minutos. Uma bela assistência de Parodi para uma enterrada sensacional de Teichmann foi a melhor jogada do quarto inicial.

Enquanto o Timão jogava muito bem, o Flamengo errava lances que o time não estava acostumado a desperdiçar. A defesa carioca, uma das melhores desta temporada do NBB, sofreu bastante com a alta intensidade alvinegra.

Mesmo assim, os mandantes conseguiram equilibrar a partida e restando um minuto para o fim do primeiro quarto diminuíram a diferença para dois pontos. A defesa corinthiana estava muito bem posicionada, agressiva e determinada. Porém, este quarto terminou empatado em 16 a 16.

Segundo quarto

Logo nos primeiros minutos, o Flamengo conseguiu a virada. A equipe de Gustavo de Conti voltou melhor postada e atacando mais a defesa corinthiana. Os primeiros pontos do Corinthians, por sua vez, vieram aos cinco minutos, quando Parodi fez um belo arremesso para três pontos.

O jogo ficou mais equilibrado e, com isso, o Timão diminuiu o ritmo acelerado e passou a oferecer alguns espaços para o ataque rival infiltrar com perigo. Contudo, conseguiu neutralizar muito bem os rebotes ofensivos da equipe carioca, marca tradicional rubro-negra.

A primeira etapa terminou com o Corinthians em desvantagem. Os anfitriões reverteram o resultado para 32 a 26, mas o destaque da partida seguia sendo o uruguaio Parodi.

Terceiro quarto

Em desvantagem, o Corinthians voltou para o segundo tempo mais em cima dos donos da casa. Giovannoni fez os primeiros três pontos com um belo arremesso.

O jogo melhorou ofensivamente neste terceiro quarto. Os dois times aceleraram mais o embate e armaram grandes contra-ataques. Consequentemente, o aproveitamento de arremessos também melhorou.

Mas o Timão passou a sofrer mais também. Mesmo com Fuller em ascensão, o demais jogadores não conseguiram acompanhar o gringo e viram o Flamengo abrir uma diferença de 14 pontos em determinado momento do duelo.

Algo que colaborou com a superioridade dos cariocas neste quarto foram os destaques individuais. Olivinha, Balbi e Marquinhos começaram a mostrar porque são um dos favoritos para o título do torneio.

Nos últimos minutos, a diferença técnica das equipes ficou ainda mais nítida. O alvinegro não conseguiu acompanhar e viu o Flamengo marcar 60 a 44 no placar.

Último quarto

Com a vitória praticamente assegurada, o Flamengo apenas manteve o ritmo do quarto anterior para sacramentar o triunfo sobre o Corinthians.

A bola do Timão parecia não querer entrar na cesta. Errando muitos lances e sofrendo com a intensidade carioca, o alvinegro foi acompanhando pouco a pouco o rival aumentar a vantagem no placar.

O destaque negativo neste último período foi o ataque corinthiano, que foi praticamente nulo, infiltrando muito pouco na bem postada defesa dos anfitriões. Erros incomuns, como estouro de pose de bola no cronômetro, passaram a ser vistos com mais frequência. O segundo tempo foi decepcionante, tendo em vista que precisa vencer para não se complicar na série.

Pontuação nos quartos

  • 1º Quarto: Corinthians 16 x 16 Flamengo
  • 2º Quarto: Corinthians 10 x 16 Flamengo
  • 3º Quarto: Corinthians 18 x 28 Flamengo
  • 4º Quarto: Corinthians 16 x 19 Flamengo
  • Pontuação final: 79 x 60

Destaques

  • Parodi, com 17 pontos e oito assistências;
  • Fuller, com 12 pontos e três rebotes.

Veja mais em: Basquete.

Veja Mais:

  • Everaldo foi apresentado e falou com a imprensa pela primeira vez no CT do Corinthians

    Everaldo se apresenta à Fiel e se encanta com estrutura do Corinthians: 'Já dormi no chão'

    ver detalhes
  • Everaldo, de 24 anos, foi apresentado pelo Corinthians no início da tarde desta sexta-feira e concedeu primeira entrevista coletiva

    Após visitar a Arena Corinthians, Everaldo elogia a Fiel e se coloca à disposição no Majestoso

    ver detalhes
  • Ralf no duelo contra o Deportivo Lara, pela Sul-Americana, na Arena Corinthians

    Corinthians e Ralf selam acordo financeiro para a renovação contratual; volante fará 35 anos

    ver detalhes
  • Rafael Bilu e Fabrício Oya foram emprestados pelo Corinthians até o fim da temporada

    Antes das saídas de Oya e Bilu, Carille falou ao Meu Timão sobre receio de emprestar jovens

    ver detalhes

Comente a notícia: