Trimão: Carille e outros sete jogadores se tornam tricampeões paulista pelo Corinthians

5.2 mil visualizações 42 comentários Comunicar erro

Os oito tricampeões do atual elenco do Corinthians

Os oito tricampeões do atual elenco do Corinthians

Otávio Ariano/Meu Timão

Na tarde desse domingo, o Corinthians se sagrou campeão do Campeonato Paulista ao bater o São Paulo, na Arena. Mais do que levantar o título, a equipe garantiu o tricampeonato do torneio estadual - venceu em 2017 e 2018 também. Com a nova conquista, oito integrantes do elenco se tornaram tricampeões paulista.

Pela quarta vez na história, o clube alvinegro consegue emendar três conquistas seguidas - o feito não acontecia há 80 anos. As outras três vezes foram conquistadas nos anos de 1922/1923/1924, 1928/1929/1930 e 1937/1938/1939.

Junto do time, então, oito membros do elenco ganharam suas medalhas pelo terceiro ano consecutivo. Quer saber quem são eles? O Meu Timão listou todos e contou um pouco da história de cada um.

Confira os oito tricampeões do Corinthians

Carille

Carille comandou o Corinthians nos últimos três títulos do Paulista

Carille comandou o Corinthians nos últimos três títulos do Paulista

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O técnico chegou ao Corinthians em 2009 como auxiliar e acompanhou os trabalhos de Cristóvão Borges, Adilson Batista, Mano Menezes e Tite. Após a saída de Tite e o fracasso de seus sucessores, a diretoria decidiu anunciar Carille como técnico para a temporada de 2017. Muito desacreditado pela imprensa, Fábio conquistou dois títulos em sua primeira temporada: o Paulista e o Brasileiro (no qual se manteve invicto durante todo o primeiro turno).

Em 2018, viria um “até logo” do treinador. Antes de deixar o Corinthians e seguir para o futebol árabe, em maio, Carille comandou a equipe no triunfo do Paulista 2018. Ao final do mesmo ano, o técnico acertou sua volta ao comando alvinegro para a temporada de 2019. Quando retornou ao clube, Carille encontrou um elenco diferente do que tinha deixando em 2018, com peças novas, e enfrentou dificuldades para encontrar seu “time ideal”. Mesmo com atuações irregulares, o comandante conseguiu garantir o título do Paulistão.

Cássio

Cássio com a taça do Brasileirão 2017

Cássio com a taça do Brasileirão 2017

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

O gigante chegou ao clube em 2011 para ficar no banco, mas logo mudou esse cenário, após sua estreia no Paulista. Na temporada seguinte, Cássio foi muito importante para as conquistas do clube e fez ótimas atuações que ficarão guardadas para sempre na lembrança da Fiel. Afinal, quem não lembra daquela defesa no chute de Diego Souza contra o Vasco, pela Libertadores? E de todos os seus feitos milagrosos contra o Chelsea, pelo Mundial de Clubes?

Cássio conquistou a titularidade na equipe, mas teve também seu momento de baixa. Em 2016, com atuações que deixaram a desejar, o goleiro perdeu o posto para Walter e cogitou até deixar a equipe, mas acabou ficando no clube. Desde então, o camisa 12 retomou a titularidade da equipe e ajudou nas conquistas do Brasileiro (2017) e Paulista (2017, 2018 e 2019).

Walter

Walter atuou poucas vezes nos três últimos Paulistas

Walter atuou poucas vezes nos três últimos Paulistas

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O goleiro chegou ao elenco após se destacar pelo União Barbarense na disputa do Paulista, em 2013. Walter chegou para ser reserva de Cássio, que vivia bom momento no clube. O camisa 27 foi titular apenas por um período em 2016, quando Cássio estava em baixa, mas logo voltou a ser opção no banco.

Durante as seis temporadas no clube do Parque São Jorge, Walter fez boas atuações sempre que foi exigido. Apesar de raríssimas atuações nas três temporadas, o arqueiro conquistou o tricampeonato junto do time neste domingo.

Gabriel

Gabriel pode ser muito participativo nesse Paulista por conta de lesão

Gabriel pôde ser muito participativo nesse Paulista por conta de lesão

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

O volante chegou ao Corinthians após se destacar no Campeonato Brasileiro pelo rival Palmeiras. No início de 2017, Gabriel assinou contrato de quatro anos com o clube do Parque São Jorge. Assim que chegou, o jogador fez boas atuações, conquistou a titularidade do time de Carille e ajudou na conquista do Brasileiro (2017) e do Paulista (2017, 2018 e 2019).

Em seu primeiro jogo contra o ex-clube, na Arena Corinthians, Gabriel foi um dos protagonistas de uma situação curiosa: foi expulso de campo, enquanto Maycon deveria ter sido advertido com o cartão vermelho. Atualmente, Gabriel está afastado por um problema no tendão da perna direita, mas chegou a ser inscrito e entrou em campo no início do Paulistão.

Pedro Henrique

Pedro Henrique segue sendo boa opção no banco de reservas

Pedro Henrique é reserva do Corinthians

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Jovem vindo da base, o zagueiro foi promovido ao time titular por Mano Menezes. Em 2015, viajou com o elenco para a disputa da Florida Cup após o titular da posição, Anderson Martins, ter que voltar ao seu clube no Catar.

Pedro Henrique fez sua estreia em jogo oficial do Corinthians no profissional pelo Brasileiro de 2016, mas até o momento não conseguiu se firmar como titular. O atual camisa 34 iniciou algumas partidas do Paulista nesse temporada quando Carille decidiu jogar com o time misto, mas segue sendo boa opção no banco de reservas alvinegro.

Fagner

Fagner com a taça do Brasileirão 2017

Fagner com a taça de campeão Brasileiro de 2017

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O lateral foi revelado pelas categorias de base do Corinthians. Após compor o elenco da Seleção Brasileira campeão da Sul-Americana Sub-20, no entanto, Fagner não rendeu o esperado e foi negociado com o PSV. Mesmo que não atuasse pelo Corinthians em 2012, Fagner pode dizer que sentiu a emoção do jogo entre Corinthians e Vasco pela Libertadores daquele ano: o jogador era titular do Vasco.

Em 2014, Fagner retornou ao Corinthians com contrato de uma temporada, mas assumiu a posição de titular e prolongou tal contrato. No ano seguinte, o lateral ajudou na conquista do Brasileiro e suas boas atuações renderam convocações para a Seleção Brasileira.

Jadson

Jadson é peça fundamental do esquema tático corinthiano nos últimos anos

Jadson é peça fundamental do esquema tático corinthiano nos últimos anos

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

O meia chegou ao clube alvinegro após uma negociação com o São Paulo envolvendo Alexandre Pato, em 2014. Nesse ano, em junho, marcou o primeiro gol corinthiano na Arena.

Na temporada de 2015, Jadson foi essencial para a conquista do título Brasileiro, sendo vice-artilheiro da equipe e líder de assistências. Sua boa atuação o levou para o futebol chinês, em 2016, mas na temporada seguinte Jadson voltou a compor o elenco corinthiano. Desde então, tem sido presença mais que constante no time titular do Timão.

Pedrinho

Pedrinho é peça constantemente usada por Carille

Pedrinho é peça constantemente usada por Carille

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O meia-atacante chegou no Corinthians em 2013 nas categorias de base. Essencial durante as semifinais da Copinha em 2016, foi inscrito no Paulista de 2017 pelo profissional após lesão de Vilson.

Promovido para a equipe principal, Pedrinho fez sua estreia em março e caiu nas graças da Fiel. Desde então, iniciou algumas partidas como titular, mas na maioria das vezes entra como fôlego novo ao longo dos jogos. Neste domingo, contra o São Paulo, iniciou o duelo entre os 11.

O jogador foi protagonista de uma jogada que ainda mexe com muitos Fiéis, pela final da Copa do Brasil em 2018. Na ocasião, o meia fez um belo gol após chute de fora da área e levou a Fiel à loucura, mas logo toda a felicidade corinthiana foi interrompida pelo VAR, que anulou o gol.

O quase tricampeão

Além do técnico Fábio Carille e os sete jogadores que se tornaram tricampeões, mais um membro do Corinthians poderia ter alcançado tal feito: Ángel Romero.

O paraguaio chegou ao clube alvinegro para reforçar o elenco na disputa do Brasileirão, em 2014. Participou dos títulos do Brasileiro (2015) e Paulista (2017 e 2018). Por questões contratuais, Romero não atuou no Paulista esse ano. O contrato do atacante acaba no meio de 2019 e por desentendimentos entre ele e a diretoria corinthiana durante uma tentativa de renovação, o jogador está afastado.

Veja mais em: Campeonato Paulista, Cássio, Walter, Fábio Carille, Jadson, Pedro Henrique, Pedrinho, Gabriel, Fagner e Especiais do Meu Timão.

Veja Mais:

  • Corinthians conseguiu empate no final do jogo contra o Goiás

    Corinthians toma a virada, mas marca de pênalti no fim e empata com o Goiás

    ver detalhes
  • Garoto foi quem mais agradou Fiel na noite desta quarta-feira

    Fiel elege Janderson como craque do Corinthians em empate contra o Goiás; lateral é o pior

    ver detalhes
  • Méndez foi um dos jovens que agradou a Fiel no Serra Dourada

    Opiniões divididas sobre Carille e elogios para jovens titulares: Fiel repercute empate do Timão

    ver detalhes
  • Cássio e Gil não poderão atuar contra o Cruzeiro no sábado

    Corinthians perde dupla titular absoluta para a próxima rodada do Brasileiro

    ver detalhes
  • Empate manteve o Corinthians na quarta colocação do Brasileiro

    Com empate em Goiás e derrotas de concorrentes, Corinthians se mantém no G4 do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians teve novidades e mostrou coisas boas no Serra Dourada

    Análise: Corinthians 'perde' melhor defesa, mas mostra que sabe jogar sem medo

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: