Carille explica time misto e cita Boselli para criticar exagero do calendário brasileiro

4.4 mil visualizações 38 comentários

Por Rafael Bianco e Rodrigo Vessoni

Carille e sua equipe vêm enfrentando uma grande sequência de jogos no início do Brasileirão

Carille e sua equipe vêm enfrentando uma grande sequência de jogos no início do Brasileirão

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians segue na sua semana de preparação para enfrentar o Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro, no próximo sábado. Contando com o retorno de jogadores no último treino, o técnico Fábio Carille explicou o desempenho da equipe um pouco abaixo no início da competição, muito por conta da grande sequência que vem enfrentando.

"Eu quero deixar bem claro que muito se falou da minha estratégia. Mas aquilo não é estratégia nem aqui nem em lugar nenhum. Estratégia você tem o elenco todo na mão e decide. Aí sim é estratégia. Fagner com tendinite no adutor, Manoel com um pequeno edema na coxa. Jogadores que mostraram cansaço. O único jogador que eu optei por não colocar foi o Sornoza. Isso não é estratégia. Eu tenho uma sequência pesada, mas eu já venho de uma sequência pesada. É algo que a gente tem que lidar", disse Carille em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

Leia também:
Carille analisa dupla de reforços do Corinthians e se anima: 'Passo a sonhar com várias coisas'
Sem contar Arena, Corinthians tem dívida menor que 'ricos' Palmeiras e Flamengo; veja ranking

Para esclarecer a situação, Carille explicou os números de jogos de Mauro Boselli, por exemplo. Enquanto no México o atacante atuava por não mais de 40 jogos por ano, a marca já é atingida pelo calendário brasileiro apenas na primeira metade, antes da parada para a Copa América.

"Fiz questão de buscar os números do Boselli no México. Ele em seis anos fez 220 jogos. 36, 37 por ano. Até a nossa parada para a Copa América vai dar 39 jogos. Esse mês eu tenho dez jogos. Não consigo fazer planejamento nem estratégia, vou vendo o que os departamentos me passam e vou para o jogo. Quando você tem seis no DM e dois com alto risco de lesão, eu prefiro ficar sem eles um jogo do que perder por quatro, cinco. Contra a Chape foi uma estratégia porque eu sabia da minha força em casa", completou o treinador.

Tentando aproveitar ao máximo a semana livre para treinamentos, o Corinthians de Fábio Carille enfrenta o Grêmio já neste sábado, na Arena, em Itaquera. O jogo é válido pela quinta rodada do Brasileirão de 2019 e começa a partir das 19h.

Veja mais em: Fábio Carille e Mauro Boselli.

Veja Mais:

  • Vagner Mancini mira estreia do Corinthians na Copa do Brasil

    Mancini 'alerta' elenco do Corinthians sobre Copa do Brasil e relembra sucesso pessoal no torneio

    ver detalhes
  • Lucas Piton volta a trabalhar sem restrições no CT Joaquim Grava

    Com Lucas Piton, Corinthians faz treino tático de olho na Copa do Brasil; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Mancini conquistou duas vitórias importantes em três jogos pelo Corinthians

    Corinthians vê risco de queda no Brasileiro cair em 17% após chegada de Mancini; veja probabilidades

    ver detalhes
  • Guilherme chegou ao América-MG em agosto e, até agora, disputou sete jogos; foram quatro anos de vínculo com o Corinthians

    Corinthians reencontra meia do América-MG que custou R$ 30 milhões em quatro anos de contrato

    ver detalhes
  • Mandatário fez promessa de bomba e a Fiel não esqueceu

    Torcida do Corinthians cobra bombas prometidas por Andrés para o mês de outubro; veja tuítes

    ver detalhes
  • Junior Sornoza deve retornar ao Corinthians no fim deste ano

    Sornoza tem casa assaltada no Equador; meia deve retornar ao Corinthians em janeiro

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: