Feliz por 'DNA do Corinthians', Carille valoriza concentração para anular rival e vencer Majestoso

Feliz por 'DNA do Corinthians', Carille valoriza concentração para anular rival e vencer Majestoso

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

9.0 mil visualizações 144 comentários Comunicar erro

Carille deixou a Arena satisfeito com o espírito de luta demonstrado por seus comandados

Carille deixou a Arena satisfeito com o espírito de luta demonstrado por seus comandados

Danilo Fernandes/ Meu Timão

Mesmo com o título do Campeonato Paulista na bagagem, Fábio Carille não esconde que ainda busca seu Corinthians nesta temporada. Mais do que parte tática e técnica, o treinador ainda passa aos inúmeros recém-chegados o que é vestir a camisa alvinegra. E na noite deste domingo, assim como a Fiel, o professor gostou do que viu na vitória por 1 a 0 contra o São Paulo.

"A gente está crescendo na ideia, naquilo que é o DNA do Corinthians. Do começo do ano até agora, são 25 jogadores novos trabalhando com essa comissão e estamos no processo ainda. Mas cresce e tem personalidade em momentos que mesmo quando não joga bem, a concentração é muito alta", pontuou, em coletiva após a partida.

"Essa questão das divididas, de ser firme, nós falamos que bola dividida não é de ninguém e tem que ser nossa. Isso é um DNA do Corinthians e a gente não pode perder isso. Foi isso que chamei atenção agora no final, e isso requer tempo em um grupo novo. Tenho certeza que isso não vai faltar", completou.

Leia também:
Guilherme Arana acompanha Majestoso na Arena e visita vestiário do Corinthians
Corinthians cola nos líderes do Brasileirão, mas ainda pode perder posição na rodada; veja tabela

Apesar da "pilha", os comandados de Carille não entraram em nenhuma confusão e conseguiram anular os jogadores adversários. Para a torcida, é claro, o fator principal foi a partida ruim de Alexandre Pato, que não encontrou espaços nos embates contra a marcação alvinegra.

"Eu tenho um grupo muito maduro, muito inteligente. As coisas que nós passamos do Pato como jogador, que gosta de flutuar e finaliza bem, são coisas normais e tenho preparado muito meu time para não ficar tomando cartão bobo, não entrar em provocação e nos comportamos muito bem. Soubemos anular as jogadas por dentro, principalmente com Vitor Bueno e Pato, depois com o Everton, mas tivemos uma concentração muito grande em cima de todo o elenco do São Paulo", explicou.

A evolução destacada por Carille tem sido traduzida em resultados. Com o triunfo deste domingo, o Timão chegou a três vitórias consecutivas: contra Athletico Paranaense, Deportivo Lara e agora São Paulo.

Veja mais em: Fábio Carille, Majestoso e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Camisas com patrocinadores em preto e branco já estão à venda

    Com opção acima de 500 reais, Corinthians inicia venda de camisas com patrocínios em preto e branco

    ver detalhes
  • Contra o Vasco, mês passado, Richard foi titular do Corinthians

    Vasco insiste, e Corinthians deve negociar Richard de volta ao Rio de Janeiro

    ver detalhes
  • Ídolo Zenon será um dos 'sêniors' em campo no amistoso em Caruaru-PE

    Amistoso do Corinthians terá ídolos de até 65 anos de idade em campo em Caruaru-PE

    ver detalhes
  • Walmir Cruz (à dir.) explicou planejamento do Corinthians a respeito de Cássio e Fagner

    Saiba o planejamento de intertemporada do Corinthians para quarteto da Seleção Brasileira

    ver detalhes

Comente a notícia: