Irmã de Pedrinho relembra infância em Alagoas e dificuldades no começo da carreira

Irmã de Pedrinho relembra infância em Alagoas e dificuldades no começo da carreira

Por Meu Timão

6.8 mil visualizações 37 comentários Comunicar erro

Luana (esquerda) revelou as dificuldades enfrentadas por Pedrinho e sua família no início da carreira

Luana (esquerda) revelou as dificuldades enfrentadas por Pedrinho e sua família no início da carreira

Arquivo pessoal

Mesmo integrado no elenco profissional do Corinthians há três anos, Pedrinho segue sendo uma das grandes promessas do clube. Com grande parte da vida dedicada exclusivamente ao futebol, a sua irmã relembrou as dificuldades enfrentadas pela família durante o período em que ele se aventurava em São Paulo.

O garoto saiu de casa ainda aos 13 anos, vindo para a capital paulista para fazer um teste no São Paulo. Reprovado, uma oportunidade no Corinthians acabou aparecendo e desde então ele defende a camisa do clube alvinegro. Mesmo perdendo o contato com o irmão relativamente cedo, as memórias da Luana a respeito da infância, ainda em Alagoas, são as melhores possíveis.

“Eu só tinha 11 anos quando ele foi embora. Não passamos muito tempo juntos, mas, o tempo que passamos trouxe os melhores momentos da minha vida. Sempre brincávamos em casa, ele me ensinando a jogar bola e eu tentando aprender. Ele sempre me incentivava, dizia para chutar de um jeito, como correr, fazer exercício. E sempre disse que tudo daria certo. Mandava vídeos, fotos, lembranças. Meu irmão nunca me abandonou”, disse a irmã do jogador em entrevista ao Yahoo! Esportes.

Leia também: Pedrinho e Vital comemoram título pela Seleção e até ex-clube dá parabéns nas redes sociais

“De início, ficávamos vendo ele de seis em seis meses, que era o tempo que ele ia para Maceió, quando estava em Maceió. Não tínhamos condições de visitá-lo. Teve uma vez que fomos lá em Salvador, acho que em setembro ou outubro, e visitamos ele, para ver como era lá. Era meio complicado irmos visitar. Quando ele foi para o Corinthians, de início, a gente ia visitar ele uma vez e ele vinha para cá no meio e no fim do ano. Então, nos víamos mais ou menos três vezes. Já depois, no ano passado e retrasado, viemos para São Paulo mais vezes - duas ou três vezes. Aos poucos, foi melhorando, e daí a gente teve mais como visitar ele aqui e ele ir a Maceió”, completou.

Luana ainda considera Pedrinho como um verdadeiro ídolo. Com o sucesso no Corinthians, o garoto teve a possibilidade de mudar toda a vida da família, mas a idolatria da irmã vem de muito antes de qualquer sucesso, do período em que ele apenas sonhava em se tornar um jogador de futebol.

“A carreira que ele está construindo serve, sim, como inspiração para mim no futebol. Como eu sempre falei: ele é uma das pessoas que eu me espelho. Ele é meu ídolo. É o que eu sempre digo a qualquer pessoa quando perguntam quem é meu ídolo. Sempre respondo: "É meu irmão". Meu irmão, a Marta, Formiga, Cristiane, Andressa Alves, e tenho sempre como espelhos. Como eu soube cada trajetória que ele passou, conheço todas, as dificuldades, com certeza ele é uma inspiração para mim. A gente quebrava coisas dentro de casa jogando bola. Ele é um irmão que muitos queriam ter. Porque, se eu precisar de algo, ele vai lá e me diz para fazer. Ele nunca deixou de ser a pessoa que era. Ele nunca mudou o jeito de ser”, finalizou Luana.

Após disputar e vencer o Torneio de Toulon com a Seleção Brasileira na França, a expectativa é de que Pedrinho se torne ainda mais influente no Corinthians. O jogador fez grandes partidas atuando pelo meio campo e pode apresentar uma nova proposta ao Timão, deixando de jogar pelas laterais.

Veja mais em: Pedrinho.

Veja Mais:

  • Avelar durante confronto contra o Flamengo

    Saiba como assistir ao duelo entre Corinthians e Flamengo pelo Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians e Flamengo se enfrentam pela terceira vez nesta temporada

    Corinthians recebe o Flamengo de olho no pelotão de cima do Brasileirão; saiba tudo

    ver detalhes
  • Everaldo, Janderson, Jesus... Chegou a hora de testar, professor

    [Vitor Chicarolli] Everaldo, Janderson, Jesus... Chegou a hora de testar, professor

    ver detalhes
  • Araos voltou a ser relacionado pelo técnico Fábio Carille

    Corinthians encerra preparação e confirma relacionados para jogo contra o Flamengo com novidades

    ver detalhes

Comente a notícia: