Corinthians fecha parceria com Immortals e volta a investir no mundo dos Esports

6.7 mil visualizações 48 comentários

Por Meu Timão

Depois de uma breve participação em 2018, o Corinthians volta a investir nos Esports

Depois de uma breve participação em 2018, o Corinthians volta a investir nos Esports

Divulgação

Depois de um pequeno investimento junto com a Red Canids, o Corinthians decidiu retornar ao mundo dos Esports e acertou uma parceria com uma das maiores organizações do cenário: a Immortals. Agora, o Timão volta a ter uma equipe depois de contar apenas com o jogador Felipe Mestre, que disputa campeonatos de Pro Evolution Soccer. A informação é da ESPN.com.br.

De acordo com a reportagem, o acordo entre as partes envolve a criação de dois novos times, no Counter Strike: Global Offensive e Free Fire, além da absorção da atual equipe de Rainbow Six, que disputa atualmente o Brasileirão e a Pro League.

Leia também: Após três meses, Corinthians anuncia fim da parceria com equipe de e-sports

Relativamente parecido com o acordo com a Red Canids, iniciada no final de 2017, o objetivo da parceria com a Immortals é fazer com que o Corinthians represente e fique responsável pela equipe, enquanto a organização norte-americana gerencia os times, busca patrocínios e cuida da logística de participação dos torneios.

Entretanto, com dificuldades para fechar o elenco por conta de grandes multas rescisórias no cenário, o time oficial de Counter Strike: Global Offensive ainda não foi definido. A Immortals negocia com nomes como deMo, SpyDaemoN, frostezoR, cadelao e paaiNk1ng, que formavam o elenco da Black Dragons no passado.

Além da reintegração no cenário, outro objetivo do clube alvinegro com a parceria é investir em uma Gaming Office na Arena Corinthians. Os jogadores teriam acesso ao estádio corinthiano para treinarem e realizarem todas as suas atividades, em uma grande infraestrutura.

Uma das maiores empresas do cenário mundial dos Esports, a Immortals LLC mudou recentemente o seu nome para Immortals Gaming Club após adquirir a plataforma brasileira Gamers Club, que administra partidas locais de Counter Strike. A marca também detém a marca MIBR, principal equipe de Counter Strike, além de Los Angeles Valiant, da Overwatch League ter adquirido recentemente todos os direitos da Optic Gaming.

Por conta deste domínio no exterior, é possível que o Corinthians não possa participar de campeonatos de League of Legends, que possui um dos cenários mais desenvolvidos no Brasil. Por conta de uma regra da Riot Games, a distribuidora do jogo, uma organização só pode ser dona de uma equipe no mundo. Atualmente, a Immortals é representada pela Optic na liga norte-americana.

Veja mais em: Corinthians no e-Sports.

Veja Mais:

  • Pressão sobre Sylvinho cresceu depois da derrota do Corinthians para o São Paulo, na última segunda-feira

    Duilio banca permanência de Sylvinho mesmo em caso de derrota do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians caiu para a sétima posição na tabela, mas terá confronto direto na próxima rodada

    Corinthians perde uma posição no Brasileirão após empate do Internacional; veja classificação

    ver detalhes
  • Camisa 11 do Corinthians esteve presente em todo o treinamento desta quinta-feira

    Corinthians tem volta de Renato Augusto e Giuliano em treino; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Corinthians bateu a Ferroviária por 1 a 0 no jogo de ida da semifinal do Paulistão Feminino

    Corinthians explica motivo de mandar semifinal do Paulistão Feminino na Arena Barueri; veja nota

    ver detalhes
  • Corinthians TV não pode ser palco de ofensas a Sylvinho e Cássio

    [Andrew Sousa] Corinthians TV não pode ser palco de ofensas a Sylvinho e Cássio

    ver detalhes
  • Prefeitura de São Paulo cobra mais de R$ 15 milhões de IPTU do Corinthians referente aos anos de 2016 e 2017

    Corinthians tem pedido contra cobrança de R$15,4 milhões de IPTU negado pela Justiça

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x