De decepção a parabéns: o que os jogadores acharam do empate do Corinthians contra o Avaí

13 mil visualizações 140 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Everaldo foi escalado como titular e passou em branco contra o Avaí

Everaldo foi escalado como titular e passou em branco contra o Avaí

Rodrigo Gazzanel / Agencia Corinthians

A discussão sobre empatar fora de casa sem correr grandes riscos ou buscar a vitória com postura mais ofensiva agita a Fiel na repercussão do empate entre Corinthians e Avaí. Mas e os jogadores? O que o elenco do Timão pensa do resultado desse domingo de 1 a 1, na Ressacada, em Florianópolis, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro?

Leia também:
Carille já fala sobre planejamento contra o Fluminense e não garante Pedrinho em decisão
Love 'se salva' em noite de avaliações ruins da Fiel; trio corinthiano beira nota mínima
Carille explica alterações, lamenta empate e reforça que diferença para os líderes diminuiu

Quem, ao menos no discurso, elevou o tom para falar sobre a importância de vencer - e a insatisfação de empatar independentemente do mando de campo - foi Ramiro. O volante ganhou chance na equipe reserva na região da campo geralmente ocupada por Pedrinho.

"Em momento algum vai agradar um empate. Independentemente do local que a gente esteja jogando, o objetivo é vencer, e hoje não era diferente. Não conseguimos a vitória, o campeonato é feito de jogos assim, mas vamos nas próximas rodadas procurar vencer e se aproximar do líder", posicionou-se Ramiro.

Outro que teve diante do Avaí chance de mostrar serviço ao técnico Fábio Carille na busca por mais espaço na equipe principal foi Everaldo. E o atacante citou a perda da oportunidade de se aproximar dos líderes, ainda que tenha ressaltado o ponto ganho "pelas circunstâncias" - numa provável referência à expulsão de Michel Macedo.

"Lamentamos um pouco o resultado, porque queremos sempre a vitória para poder encostar lá em cima. Mas pelas circunstâncias do jogo não foi um resultado ruim, temos que reconhecer que o Avaí fez um bom jogo e não conseguimos o que queríamos. Agora é tentar conseguir a vitória em cima do Fluminense na quinta-feira", ponderou; o goleiro Cássio falou especificamente sobre o duelo da Sul-Americana (confira aqui).

Vagner Love, que ainda é considerado titular mas vê a cada semana crescer a concorrência principalmente de Mauro Boselli, saiu do banco de reservas para fazer o gol do empate corinthiano. Questionado sobre eventual decepção pelo empate com o lanterna do Brasileirão - nenhuma vitória em 16 rodadas -, o camisa 9 negou e terminou falando até em parabéns.

"Eu não digo decepção. A gente fica chateado porque quer jogar para vencer, mas a palavra decepção é muito forte. Esse um ponto vai fazer diferença no futuro, é o que a gente vem falando sempre, que em jogos fora de casa temos que pontuar. Nós perdemos o Michel, e ainda sofremos o gol na sequência, mas conseguimos o gol e até tivemos oportunidades de virar a partida. O time não deixou de lutar em momento algum e está de parabéns pelo que apresentou aqui", comentou o principal artilheiro da equipe na temporada.

Também experiente e em sua segunda passagem pelo Corinthians, Gil foi outro alvinegro a ressaltar as dificuldades enfrentadas pelo Timão na capital catarinense.

"A gente sabe que era uma grande oportunidade, mas sabíamos da dificuldade que era jogar aqui. Jogar aqui é muito difícil, ainda mais pelo que aconteceu durante o jogo, e infelizmente não deu para buscar a vitória (...) Como eu falei, é muito difícil de jogar aqui. A equipe deles marca muito forte, mas a gente ainda tentou buscar a vitória. Não pode servir de desculpa, mas estávamos com a equipe praticamente toda reserva. Mesmo assim, temos um grupo bom, com jogadores que esperam a oportunidade, e vamos procurar vencer. Hoje não aconteceu, vamos levantar a cabeça e seguir trabalhando como um grupo", analisou.

Por fim, Cássio, principal liderança do elenco, apesar de se mostrar frustrado com a perda da possibilidade de se aproximar dos líderes, explicou os motivos que, por outro lado, transformam o tropeço num resultado relativamente satisfatório.

"Você busca sempre a vitória, mas tem que analisar o que aconteceu dentro da partida. Em certo momento foi um jogo bem disputado e acabamos sofrendo um gol rápido depois de perder um jogador. Era uma rodada que dava para encostar lá na frente, mas o fato de não ter perdido já é importante. Mesmo lá em baixo na tabela, é muito difícil jogar com o Avaí aqui, então ficamos felizes pelo empenho da equipe. Não veio a vitória, mas também não perdemos e isso nos dá confiança para fazer um grande jogo na quinta-feira", ponderou.

"O Fábio (Carille) tentou ajustar algumas circunstâncias no intervalo. E logo que sofremos o gol passamos a ser mais ofensivos também. Foi um jogo bastante disputado, leal, e acho que nós estivemos mais próximos de fazer o segundo gol depois de empatar do que o Avaí fazer o seu", finalizou o camisa 12 do Timão.

Veja mais em: Everaldo, Gil, Cássio, Vagner Love, Ramiro e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Corinthians e Santos duelam pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro

    Semana do Corinthians tem clássico no Brasileirão, decisão no feminino e dose tripla de basquete

    ver detalhes
  • Corinthians perdeu para o Cruzeiro por 2 a 1 neste sábado

    Corinthians deixa G4 e pode perder posição até o fim da rodada do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes
  • Corinthians busca sua primeira vitória no Novo Basquete Brasil

    Corinthians recebe Bauru Basket para tentar primeira vitória no NBB; saiba detalhes

    ver detalhes
  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Tiago Nunes negou um suposto interesse do Corinthians para a próxima temporada

    Tiago Nunes ressalta respeito a Carille e nega contato com o Corinthians

    ver detalhes
  • [Vitor Chicarolli] Há quanto tempo o Corinthians não joga bem?

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: