Al-Hilal responsabiliza Gabriel por negócio frustrado e descarta pagamento após imbróglio

66 mil visualizações 231 comentários

Por Meu Timão

Equipe árabe culpou Gabriel pelo negócio cancelado

Equipe árabe culpou Gabriel pelo negócio cancelado

Dhavid Normando

A transferência mal sucedida de Gabriel para o Al-Hilal, da Arábia Saudita, segue repercutindo. Depois de Corinthians e jogador decidirem processar o clube, que chegou a assinar contratos para contar com o volante, foi a vez dos árabes se posicionarem sobre o caso.

Em comunicado feito por seu chefe de comunicação, o Al-Hilal jogou a responsabilidade pelo insucesso das tratativas para o camisa 5 do Timão. Segundo a publicação, o atleta descumpriu acordos que tinha feito com a direção do que seria seu novo clube - confira comunicado na íntegra abaixo.

Leia também: Com retorno de Vital ao CT, Corinthians treina e faz mistério sobre escalação contra Ceará

Conforme adiantado pela reportagem do Meu Timão, um dos fatores que mais irritou os árabes foi o fato de Gabriel ter ignorado os pedidos para não entrar em campo na última quinta-feira, diante do Fluminense, pela Copa Sul-Americana.

Além disso, o clube afirma que o camisa 5 foi em voo particular, não utilizando os dois ingressos disponibilizados pelo Al-Hilal a pedido do próprio jogador. Apoiado nisso, os árabes descartaram a possibilidade de pagar qualquer quantia pelo negócio mal sucedido.

O Al-Hilal, cabe destacar, fechou a contratação de Cuellar, ex-volante do Flamengo, no mesmo dia em que Gabriel desembarcou na Arábia Saudita.

Confira a íntegra do comunicado publicado pelos árabes

"Referindo-se aos rumores da mídia sobre uma reclamação sobre a negociação do Al-Hilal com o clube brasileiro Corinthians em relação ao jogador Gabriel Franco. Explicamos que a posição do Al-Hilal é legalmente válida e que o clube não é obrigado a pagar qualquer quantia. O contrato inicial assinado entre os dois clubes está condicionado ao acordo com o jogador. A administração do clube durante as negociações com o jogador deu dois passos: o primeiro é um prazo para o jogador responder. Depois, dois bilhetes de avião garantidos ao jogador, a seu pedido, para vir a Dubai negociar. O jogador falhou no voo garantido pelo clube, não respondeu por aceitação ou rejeição e depois entrou em campo por sua equipe".

Veja mais em: Gabriel.

Veja Mais:

  • Jemerson fará sua estreia pelo Corinthians diante do São Paulo, dia 13, na Neo Química Arena

    Comissão técnica do Corinthians quer Jemerson contra o São Paulo; veja situação do zagueiro

    ver detalhes
  • Sub-23 do Corinthians disputa a segunda fase do Brasileirão de Aspirantes

    Sub-23 do Corinthians encara Red Bull Bragantino pelo Brasileirão de Aspirantes; saiba tudo

    ver detalhes
  • É assim que o estágio com Pep Guardiola mexeu com o Corinthians de Mancini

    VÍDEO: É assim que o estágio com Pep Guardiola mexeu com o Corinthians de Mancini

    ver detalhes
  • Processo foi aberto contra o Corinthians e também contra Ronaldo Fenômeno, que recebia parte do valor que a multinacional pagava para expôr suas marcas na camisa alvinegra no final da última década.

    Corinthians e Ronaldo Fenômeno encerram processo após seis anos; clube via bloqueio, R9 com depósito

    ver detalhes
  • Corinthians consegue se classificar para as quartas de final do Paulistão Sub-20

    Corinthians domina, goleia Oeste e avança para as quartas de final do Paulistão Sub-20

    ver detalhes
  • Por que esses três clubes da Série A podem ajudar Corinthians

    [Lucas Faraldo] Por que esses três clubes da Série A podem ajudar Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: