Prefeitura de São Paulo aciona Justiça e cobra mais de 28 milhões de reais do Corinthians em IPTU

Prefeitura de São Paulo aciona Justiça e cobra mais de 28 milhões de reais do Corinthians em IPTU

Por Meu Timão

2.6 mil visualizações 49 comentários Comunicar erro

Corinthians é cobrado pela prefeitura por conta de terreno do Parque São Jorge

Corinthians é cobrado pela prefeitura por conta de terreno do Parque São Jorge

Divulgação

A Prefeitura de São Paulo entrou com uma ação de execução fiscal contra o Corinthians na última quinta-feira para cobrar mais de 28 milhões de reais de IPTU (Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana) do clube. Agora, o Timão dispõe de cinco dias para pagar o débito ou oferecer bens para penhora.

De acordo com o Blog do Perrone, o valor total de R$ 28.469.607,32 seria relativo ao IPTU de 2014 a 2018 do imóvel ligado na Avenida Condessa E. de Robiano, onde fica o Parque São Jorge. Caso entenda não ser responsável pelo débito, o Corinthians ainda possui trinta dias para apresentar embargos e contestar a cobrança.

Ainda sem receber uma notificação oficial, o departamento de comunicação do Timão já se pronunciou sobre o caso, mas não deu muitas informações: "O Sport Club Corinthians Paulista informa que não foi citado. No entanto, a tempo e modo apresentará sua defesa".

Leia também:
Com gol nos minutos finais, Corinthians supera Guarani pelo Paulista Sub-20
Corinthians mostra nova camisa com patrocínios, e agradece parceiros por mudança nas cores
Com sete desfalques, Corinthians divulga lista de relacionados para enfrentar Ceará

Isentos do pagamento do IPTU na cidade de São Paulo, os clubes paulistanos precisam pedir a isenção dos impostos anualmente. No entanto, tal fato não é aplicado para aquelas agremiações que possuem o nome no Cadin (Cadastro Informativo Municipal), que registra dívidas não pagas com a prefeitura.

Resumindo, a Prefeitura de São Paulo cobra o IPTU do Corinthians nestes anos por considerar que não concedeu a isenção dos impostos ao clube, já que ele estava inscrito no Cadin. Esta não é a primeira vez que uma cobrança desse tipo acaba sendo feita ao clube alvinegro.

Dentro do Corinthians há quem conteste ao menos parte do valor executado na dívida. A reclamação seria de que o clube já estaria brigando administrativamente por conta da cobrança de imposto relativo a dois anos dentro deste período.

Veja mais em: Parque São Jorge e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Gaviões da Fiel marcará presença no CT Joaquim Grava nesta sexta-feira

    Gaviões da Fiel convoca protesto nessa sexta-feira no CT do Corinthians

    ver detalhes
  • Michel Macedo pegou dois jogos de suspensão

    Michel Macedo é punido pelo STJD por expulsão contra o Avaí e será desfalque no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians se reapresentou ao CT Joaquim Grava na tarde desta quinta-feira

    Corinthians se reapresenta de olho no Brasileirão e time deve ter mudanças contra o Bahia

    ver detalhes
  • Atleta tem passagem pelo Huelva, no futebol espanhol

    Corinthians Feminino fecha contratação de ex-lateral do Palmeiras

    ver detalhes

Comente a notícia: