Carille nega prioridade à Sul-Americana e mantém Corinthians na briga no Brasileirão

1.6 mil visualizações 57 comentários

Por Meu Timão

Fábio Carille não tira o Corinthians da briga pelo Brasileiro

Fábio Carille não tira o Corinthians da briga pelo Brasileiro

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O Corinthians foi derrotado pelo Fluminense na tarde deste domingo, pelo placar de 1 a 0, e deu adeus a sua sequência de 14 jogos invictos. Com a derrota, a equipe comandada por Fábio Carille também deixou de se aproximar dos líderes do Brasileirão. O técnico, no entanto, descarta a possibilidade de priorizar a Sul-Americana por conta dos recentes resultados.

Com quatro alterações na equipe titular, Carille destacou o planejamento da equipe para o jogo deste domingo. De acordo com ele, as entradas de Bruno Méndez, Carlos Augusto, Janderson e Gustavo, eram necessárias por conta de problemas, além de facilitar no preparo para o duelo pela Copa Sul-Americana.

"Pelo empenho do nosso segundo tempo aqui a gente mostra que a prioridade não é a Sul-Americana. Lutamos bastante, tentamos buscar o empate e não conseguimos. O Manoel vinha se queixando de dores na coxa, até sexta eu só tinha Gil, Manoel e o João para a Sul-Americana, porque o Bruno não pode jogar e por isso trouxemos o Marllon. O Manoel é um zagueiro muito forte, então foi pensando nas duas situações", disse o treinador em entrevista coletiva após a partida.

Leia também: Derrota encerra maior sequência invicta do Corinthians na temporada; relembre jogos

"Procuramos também sobre a umidade do ar, até porque o nosso adversário da Sul-Americana jogou na última quarta e só vai jogar novamente na próxima quarta. Diferente do Avaí, quando eu tirei oito de uma vez, agora eu tirei quatro, e a resposta do time foi boa. Infelizmente, desta vez saímos derrotados", completou.

Ainda com possibilidade de títulos nas duas competições que disputa, Carille destacou o crescimento da equipe depois da parada para a Copa América. Com a distância para o líder Flamengo aumentando para dez pontos, o técnico lembrou a campanha de 2017.

"Até a parada da Copa América tivemos muita dificuldade para jogar, como foi o Paulista também. Nosso semestre ali foi muito difícil, mas esperado. Usamos muito os 20 dias da intertemporada para preparar e tem um entendimento da equipe e dos atletas melhor. Viramos o turno com 14 pontos de diferença em 2017 e enroscou no final, aquele jogo com o Palmeiras foi fundamental para que a gente conquistasse o título. Tem muita coisa para acontecer. É claro que fica mais difícil quando o seu adversário ganha e você não, mas ainda tem muito para acontecer em 19 rodadas", relembrou Carille.

Nesta quarta-feira, a equipe alvinegra vai em busca de seguir sonhando também com o título da Sul-Americana e enfrenta o Independiente del Valle. A partida é válida pela semifinal da competição internacional e acontece na Arena Corinthians, em Itaquera, a partir das 21h30.

Veja mais em: Fábio Carille e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Gustavo Silva no duelo com o RB Bragantino, pelo Brasileirão, na Neo Química Arena

    Corinthians joga mal, perde para o Red Bull Bragantino e não consegue colar no G6 do Brasileirão

    ver detalhes
  • Cazares foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Meia é eleito o melhor do Corinthians em campo em noite de notas baixas; dupla de atacantes é a pior

    ver detalhes
  • Mancini é bastante contestado pela Fiel após derrota em Itaquera

    Torcida do Corinthians critica Mancini e se irrita com atuação coletiva do time; veja repercussão

    ver detalhes
  • Mancini no jogo contra o Red Bull Bragantino, na Neo Química Arena, pelo Brasileirão

    Mancini explica escalação, ideias nas substituições e cobra Corinthians: 'Faltou muita coisa'

    ver detalhes
  • Corinthians perdeu posição no Campeonato Brasileiro após mais uma derrota

    Corinthians desperdiça chance de colar no G6 e perde posição no Brasileiro; veja classificação

    ver detalhes
  • Velocidade de Mosquito foi muito mal explorada por um Corinthians totalmente mapeado

    Análise: derrota mostra que o Corinthians não pode se dar ao luxo de fazer o que o adversário quer

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: