Gustagol revela dois objetivos do Corinthians para jogo em casa contra o Independiente Del Valle

18 mil visualizações 116 comentários Comunicar erro

Gustagol comemora gol contra o Lara, da Venezuela; Centroavante fez dois na Sul-Americana

Gustagol comemora gol contra o Lara, da Venezuela; Centroavante fez dois na Sul-Americana

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Corinthians reinicia sua caminhada na Copa Sul-Americana nesta quarta-feira, contra o Independiente Del Valle, do Equador, às 21h30, na Arena. Para Gustagol, a equipe tem dois objetivos no primeiro duelo da semifinal do torneio: vencer e não tomar gol (qualificado para visitantes).

O camisa 19 concedeu entrevista exclusiva ao Meu Timão antes do duelo com o Fluminense e, como não poderia ser diferente, projetou o duelo pela competição sul-americana - o último título que falta na galeria de troféus do clube.

"Está muito perto. Mas a gente sabe que temos que entrar muito concentrados nesse primeiro jogo da semifinal e tentar fazer um resultado muito bom dentro de casa. Eu mesmo particularmente nunca joguei na altitude, quem já jogou falou que é muito difícil. Então é entrar concentrado no primeiro jogo para ir jogar tranquilo lá em Quito", ponderou o centroavante, que completou:

"Esse vai ser o nosso objetivo: não tomar gol e sim fazer. Temos que fazer um resultado bom (na ida) para jogar tranquilo lá", afirmou.

Leia também:
Carille nega prioridade à Sul-Americana e mantém Corinthians na briga no Brasileirão
Corinthians abre venda de ingressos nas bilheterias para semifinal da Sul-Americana
Corinthians fecha primeiro turno do Brasileirão com aproveitamento abaixo de 60%

Gustagol citou a altitude e não foi por acaso. A capital do Equador está localizada a 2.850 metros acima do nível do mar. De acordo com o centroavante, algo que nunca viveu na carreira e desperta bastante curiosidade sobre o tema.

"Vai ser um pouco curioso, mas espero não sofrer na altitude", lembrou.

Marcação estrangeira é diferente

A reportagem do Meu Timão ainda perguntou a Gustagol sobre a marcação das equipes estrangeiras. Questionado se era diferente das equipes brasileiras, o camisa 19 respondeu:

"O que eu pude perceber é que eles tentam intimidar muito. Chegam firme para querer intimidar, mas é do futebol deles já, é característica deles, e acho que é o único diferencial", finalizou.

Veja mais em: Gustavo e Copa Sul-Americana.

Veja Mais:

  • Corinthians se reapresentou ao CT na manhã desta segunda-feira com Carille

    Com Carille e Urso em campo, Corinthians se reapresenta e inicia preparação para encarar o Santos

    ver detalhes
  • Carille e comissão técnica vão reavaliar formação do Corinthians para jogo com o clássico

    Pressionado, Carille abre Corinthians e leva quatro gols; comissão técnica vai reavaliar postura

    ver detalhes
  • Nem Corinthians nem Cruzeiro no futuro de Manoel

    [Marco Bello] Nem Corinthians nem Cruzeiro no futuro de Manoel

    ver detalhes
  • Corinthians e Santos duelam pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro

    Semana do Corinthians tem clássico no Brasileirão, decisão no feminino e dose tripla de basquete

    ver detalhes
  • Corinthians perdeu para o Cruzeiro por 2 a 1 neste sábado

    Corinthians deixa G4 e pode perder posição até o fim da rodada do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes
  • Corinthians busca sua primeira vitória no Novo Basquete Brasil

    Corinthians recebe Bauru Basket para tentar primeira vitória no NBB; saiba detalhes

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: