Vagner Love cita Champions League como exemplo para virada no Equador pela Sul-Americana

3.1 mil visualizações 59 comentários Comunicar erro

Por Vitor Chicarolli e Rodrigo Vessoni, no CT Joaquim Grava

Vagner Love no duelo com o Independiente del Valle, pela Copa Sul-Americana

Vagner Love no duelo com o Independiente del Valle, pela Copa Sul-Americana

Danilo Fernandes/ Meu Timão

Com a derrota para o Independiente Del Valle por 2 a 0, em plena Arena, em Itaquera, a equipe de Fábio Carille terá que vencer por uma diferença de três gols para avançar à final do torneio continental no tempo regulamentar, na altitude de Quito, no Equador.

Questionado sobre a possibilidade de reverter essa situação, o atacante Vagner Love usou a Champions League como exemplo para destacar que qualquer virada pode ser possível quando se trata de futebol.

"Tem jogos no futebol que a gente nunca imagina que a situação vai ser revertida. Neste ano mesmo na Champions, Barcelona fez 3 a 0 no Liverpool em casa, e depois eles viraram um jogo que ninguém acreditava. Futebol te dá momentos de virar situações que muitas vezes algumas pessoas não acreditam. Por viver futebol e estar no Corinthians, eu acredito muito que a gente vá conseguir essa classificação semana que vem", disse.

Leia também:
Love sobre polêmica Carille x meninos: 'Eles não jogam sozinhos'
Após protesto no CT, Love garante que elenco se cobra por uma atitude diferente durante os jogos
Presidente da Gaviões exige raça ao time e diz que conversa com jogadores não foi necessária

Então, o que precisa ser diferente para o jogo de volta da semifinal da Sul-Americana? Para Love, artilheiro da equipe na temporada, o Corinthians tem que ser mais agressivo e incisivo, mas não mudar a formação de Fábio Carille.

"Agressivo a gente tem que ser no próximo jogo, temos que ir em busca de dois gols. Ser agressivo, jogar para frente. Primeiro vamos pensar no Bahia para depois pensar na quarta-feira. Se a questão tática tem que mudar? Não, é fazer o que a gente faz sempre. Criamos uma maneira de jogar nesta temporada. No meu modo de ver, o Corinthians sempre foi uma equipe", contou.

"Em 2017 foi campeão brasileiro e se defendia muito bem, ficava com a bola, ganhava de 1 a 0, 2 a 1, e foi campeão. Corinthians tem identidade de se defender bem, sair em contra-ataque, e assim foi campeão nos últimos nove ou dez anos. Quando se cria uma maneira de jogar, tem que fazer isso. Assim podemos ser campeões das competições que estamos disputando", concluiu.

O Corinthians enfrenta o Bahia neste sábado, às 19h, na Arena, em Itaquera, pela primeira rodada do segundo turno do Campeonato Brasileiro. Com 32 pontos, o Timão ocupa a quinta colocação da competição nacional - dez pontos de diferença para o líder Flamengo.

Veja mais em: Vagner Love, CT Joaquim Grava e Copa Sul-Americana.

Veja Mais:

  • Corinthians perdeu para o Cruzeiro por 2 a 1 neste sábado

    Corinthians deixa G4 e pode perder posição até o fim da rodada do Brasileirão; veja tabela

    ver detalhes
  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Tiago Nunes negou um suposto interesse do Corinthians para a próxima temporada

    Tiago Nunes ressalta respeito a Carille e nega contato com o Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians nunca havia perdido um jogo em que saiu na frente do adversário na Arena

    Após 184 jogos, Corinthians leva a primeira virada jogando na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians foi superior, mas não soube converter suas chances em gol em Joinville

    Com briga no fim e vacilos, Corinthians sai atrás nas quartas da Liga Futsal

    ver detalhes
  • [Vitor Chicarolli] Há quanto tempo o Corinthians não joga bem?

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: