Clayson vê estratégia de jogo ineficaz na Arena e fala das chances do Corinthians em Quito

2.8 mil visualizações 39 comentários Comunicar erro

Clayson falou com a imprensa na tarde desta segunda-feira no CT Joaquim Grava

Clayson falou com a imprensa na tarde desta segunda-feira no CT Joaquim Grava

Rodrigo Vessoni / Meu Timão

O Corinthians enfrenta o Independiente del Valle nesta quarta-feira, em Quito, no Equador, e precisa reverter um placar adverso de 2 a 0 sofrido na Arena. Uma situação que, na visão de Clayson, se dá pela ineficácia da estratégia de jogo planificada para o primeiro duelo das semifinais da Copa Sul-Americana.

Sem dizer que foi certa ou errada, o atacante lembrou que a tentativa de se expôr mais, com marcação alta, não deu certo. De acordo com o camisa 25, uma estratégia que não fez os equatorianos sofrerem. Pelo contrário.

"Acho que a gente tentou montar uma estratégia que acabou acarretando com uma característica que favoreceu o time deles. Estavam preparados para essa situação. Saíram da pressão e estouraram a nossa linha. Precisamos melhorar na pressão para encaixar bem, roubar no ataque e já fazer o gol. Tivemos dificuldade, mas também devido a equipe estar preparada e fazer todos os jogos isso", falou Clayson, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava.

"Eles correram o risco também. Goleiro deu um drible em cima da linha, roubamos algumas bolas. Eles tem equipe boa, saíram da pressão e fizeram dois gols. Não deu tudo errado também. No primeiro, deram certo. Jogo atípico. Temos condições de ir lá e ganhar o jogo", completou.

Leia também:
Corinthians freta avião por quase R$ 1 milhão a Quito, e preparador explica importância
Corinthians vê déficit físico grande após ajuda da Federação do Equador ao Del Valle
Altitude preocupa? Dupla do Corinthians comenta expectativa para decisão no Equador

A estratégia de jogo do Corinthians para o duelo com o Dell Valle foi planificada pelo técnico Fábio Carille, seus auxiliares e os membros do Cifut (Centro de Inteligência do Futebol). Nas redes sociais, o sentimento do torcedor foi de que os equatorianos deram um baile. O presidente Andrés Sanchez chegou a falar em "aula de futebol", além de uma supremacia tática, técnica e física do adversário.

Clayson, porém, acredita que a situação pode ser revertida na quarta-feira. O camisa 25 ressaltou a importância do duelo para o Corinthians.

"Podemos fazer dois gols lá como fizeram aqui. Fazer o jogo do ano, vale muita coisa para gente. É entrar bem concentrado", finalizou Clayson.

Veja mais em: Clayson, Copa Sul-Americana, Fábio Carille e CT Joaquim Grava.

Veja Mais:

  • Em meio a crise, Fábio Carille seguirá no comando do Corinthians

    Diretor do Corinthians garante permanência de Fábio Carille

    ver detalhes
  • Corinthians nunca havia perdido um jogo em que saiu na frente do adversário na Arena

    Após 184 jogos, Corinthians leva a primeira virada jogando na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians foi superior, mas não soube converter suas chances em gol em Joinville

    Com briga no fim e vacilos, Corinthians sai atrás nas quartas da Liga Futsal

    ver detalhes
  • Com apenas 5,6, o volante Ralf foi eleito o melhor em campo pela Fiel

    Torcida do Corinthians poupa Ralf em noite de médias extremamente baixas; reserva é o pior em campo

    ver detalhes
  • Jogadoras do Corinthians Feminino se classificaram em primeiro lugar para as quartas de final

    Corinthians conhece adversário das quartas de final da Libertadores Feminina; saiba os detalhes

    ver detalhes
  • Carille foi alvo de críticas da Fiel após a derrota para o Cruzeiro

    Fim da paciência com Carille, erros de arbitragem e Corinthians 'em queda'; veja repercussão da Fiel

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: