Argentino revela falta de adaptação da família e futuro no Corinthians será reavaliado

35 mil visualizações 375 comentários Comunicar erro

Boselli diz que irá fazer um balanço de seu ano apenas em dezembro

Boselli diz que irá fazer um balanço de seu ano apenas em dezembro

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Mauro Boselli pode deixar o Corinthians ao término desta temporada. Apesar de ter contrato até 31 de dezembro de 2020, o argentino quer fazer uma avaliação do que viveu em seu primeiro ano no clube para decidir, em conjunto com a diretoria, sua permanência (ou não).

"Faltam muitas rodadas ainda para o campeonato, vou fazer avaliação, não apenas futebolística. No futebol é normal, jogar algumas, não jogar outras, qualquer time é igual. Titular indiscutível apenas Messi e Cristiano Ronaldo", afirmou o camisa 17.

Leia também:
'Tem que perguntar ao treinador': Boselli isenta atacantes de culpa por poucos gols
Carille e Nunes fazem primeiro duelo 'de verdade' atrás de Corinthians e Athletico-PR
Rival do Corinthians, Athletico-PR pode ter até oito desfalques para a partida de quinta

Na sequência, Boselli deixou claro que a avaliação será de forma integral, não apenas do que viveu dentro de campo. Segundo o centroavante, sua esposa e seus três filhos estão sentindo sua ausência. Ao explicar melhorar essa adaptação complicada, já fora dos gramados, o argentino lembrou que no Brasil há períodos mais longos de concentração, ao contrário do que vivia no León do México, que normalmente não há concentração para os jogos.

"A avaliação é geral, inclui a vida pessoal. Minha família também está custando a adaptar-se. Tenho que pensar em tudo, a vida não passa apenas no futebol, para ficar 24 horas com a família, há muitas coisas para avaliar. Amanhã temos um jogo importantíssimo, espero que o técnico me dê chance de começar, ou que eu entre no segundo tempo. Quero ajudar nos objetivos. No fim do ano vou avaliar, tem muitos jogos pela frente. Hoje ainda não há sentido falar, pois ainda não tenho conclusões. Em dezembro, podemos falar melhor, a diretoria também poderá falar melhor", lembrou.

Vale lembrar que, para haver uma quebra de contrato antecipada, será necessário um acordo com a diretoria do Corinthians. Se o clube quiser liberá-lo antes do término, obrigatoriamente tem de pagar todos seus salários até o fim do vínculo. Se partir do jogador, aí sim, o mesmo poderá abrir mão de parte do que tem a receber, para que o clube tenha um gasto menor.

Veja mais em: Mauro Boselli, Diretoria do Corinthians e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Volante ao lado do idoso atropelado e de sua família

    Ralf transfere vítima de acidente de hospital e faz visita nessa segunda-feira

    ver detalhes
  • Neto acusa elenco corinthiano de tentar derrubar Carilleneto

    Neto acusa elenco corinthiano de tentar derrubar Carille, detona jogadores e faz apelo ao técnico

    ver detalhes
  • Imagina como seria se você tivesse Fábio Carille como seu chefe no seu trabalho

    [Mayara Munhoz] Imagina como seria se você tivesse Fábio Carille como seu chefe no trabalho

    ver detalhes
  • Corinthians não tomou conhecimento das donas da casa na estreia em Quito

    Corinthians não sente altitude e estreia com vitória tranquila na Libertadores Feminina

    ver detalhes
  • Corinthians busca melhorar campanha da última temporada do NBB

    Guia Meu Timão do NBB: saiba tudo sobre o principal torneio do Corinthians na temporada

    ver detalhes
  • Ralf foi único jogador entre aqueles hoje considerados titulares que treinou com bola nesta segunda

    Sem punição, Ralf volta ao Corinthians e deve ser opção para Carille quarta-feira

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: