Emocionado, Coelho fala sobre a relação da sua família com o Corinthians após estreia na Arena

5.3 mil visualizações 39 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Coelho veio dos juniores do Corinthians e jogou por quatro temporadas no Timão

Coelho veio dos juniores do Corinthians e jogou por quatro temporadas no Timão

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O técnico interino do Corinthians, Dyego Coelho, falou na noite desta quarta-feira sobre a emoção de comandar a equipe principal do clube. Revelado como atleta profissional no Timão, no começo da década passada, o treinador do Sub-20 não escondeu a felicidade pelo jogo contra o Fortaleza.

"A minha história aqui dentro é de alegrias, tristezas, de uma série de situações. Mas tem uma coisa que fica sempre dentro. Tudo o que meus pais tem hoje, minhas filhas, é o Corinthians que me proporcionou", relembrou o comandante, que foi jogador do clube em quatro temporadas diferentes.

Leia também:
Andrés Sanchez ainda não crava acerto com Tiago Nunes e detona postura do Athletico
Empresário de Pedrinho elogia Coelho e alfineta Carille após vitória do Corinthians
Coelho explica mudança de postura do Corinthians e atribui méritos da vitória aos jogadores

"Marca muito. A sensação que eu tive quando o árbitro acabou o jogo foi a mesma quando tinha dez anos quando fui aprovado na peneira do clube. A sensação é maravilhosa. Os jogadores proporcionaram isso. Eles são fantástico, eles trabalham. Eles querem, isso me deixa muito feliz", continuou Coelho

Cria das categorias de base alvinegras, Coelho se disse à disposição da diretoria e seguiu com seu discurso emocionado ao relembrar de quando ia para o mesmo lugar do atual estádio corinthiano. Naquela época, os juniores do Corinthians treinavam em alguns campos instalados por ali.

"O Corinthians foi minha casa, eu sai de casa muito cedo. Eu dou muito valor ao pessoal que está na base. Vencer passa um filme na cabeça. Eu morava aqui atrás quando o estádio era um CT, três campos e só. A bola caia aqui na Radial e não tinha mais para treinar. Passa um filme. Faz a gente lembrar de muita coisa", contou o outro lateral.

"Hoje no fechamento, antes de entrar no jogo, falei exatamente isso. Pela primeira vez, desde que encerrei minha carreira, deu vontade de jogar de novo. Passa um filme, realmente. Deu vontade, mas não pode mais. Também não era nenhum grande jogador (risos)", concluiu.

Veja mais em: Dyego Coelho.

Veja Mais:

  • Timão encarou o Atibaia em jogo-treino nesta quarta-feira

    Corinthians empata com o Atibaia em jogo-treino com os reservas no CT Joaquim Grava

    ver detalhes
  • Mauro Boselli tem contrato com o Corinthians até dezembro de 2020

    Boselli fala até de matrícula das filhas e projeta 2020 no Corinthians: 'Não penso em outra coisa'

    ver detalhes
  • Elenco do Corinthians treinou na Arena nesta quarta-feira

    Feminino do Corinthians faz reconhecimento da Arena em treino animado antes da final

    ver detalhes
  • A torcida do Corinthians reservou todos os ingressos para a final do Paulista Feminino na Arena

    Torcida do Corinthians esgota ingressos para final do Paulista Feminino na Arena

    ver detalhes
  • Depois de derrota contra o CSA, treinador soltou o verbo com o elenco

    Sanchez se retrata por cobrança pública ao elenco, mas cobra vaga na Libertadores

    ver detalhes
  • Carro da Mercedes durante GP do Brasil de F1 de 2015

    Como GP de Fórmula 1 ajudou Corinthians a se livrar de dívida de R$ 30 mil junto à PM

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: