Janderson detalha pedidos de Coelho para jogo contra o Fortaleza e ressalta intensidade do técnico

3.9 mil visualizações 26 comentários Comunicar erro

Por Rafael Bianco e Rodrigo Vessoni

Janderson foi titular da equipe do Corinthians nesta quarta-feira e aproveitou a oportunidade

Janderson foi titular da equipe do Corinthians nesta quarta-feira e aproveitou a oportunidade

Danilo Fernandes/Meu Timão

Titular na noite desta quarta-feira, durante a vitória do Corinthians sobre o Fortaleza, o atacante Janderson falou sobre a oportunidade que recebeu do técnico Coelho de iniciar a partida. Além de agradecer a chance, o jogador falou sobre a intensidade do treinador, que cobrou os jogadores durante os 90 minutos.

Janderson ainda teve uma participação essencial na partida, ao encontrar o passe para Júnior Urso virar o duelo e colocar o Corinthians em vantagem, pelo placar de 2 a 1. Depois de sofrer novo empate, a equipe alvinegra conquistou a vitória com um gol de Boselli na etapa final.

"Muito feliz por ter oportunidade de ser titular nesse jogo. Quem não ficaria feliz com essa chance? Sou muito grato, feliz pela assistência e agora é trabalhar para sábado", comentou o jogador após a vitória desta quarta-feira.

Leia também: Emocionado, Coelho fala sobre a relação da sua família com o Corinthians após estreia na Arena

O triunfo diante do Fortaleza marcou o fim de uma sequência de oito jogos sem vitórias, que culminaram na queda de Fábio Carille do comando técnico da equipe. Com a nova proposta de jogo, o Corinthians passou a ser mais ofensivo. O jovem detalhou o que foi pedido por Coelho para a partida, que resultou em três pontos para o Timão.

"O Coelho é um excelente treinador, me deu muita confiança para o jogo, para propor jogo. Mandou a gente se movimentar, mudar de lado para confundir a defesa. No primeiro tempo fizemos um bom jogo, no segundo demos uma desligada, mas o que importa são os pontos", completou.

Além das novas ideias impostas ao elenco, Janderson também falou sobre a energia de Coelho na beira do gramado. Sem parar por um minuto, o treinador cobrou a intensidade do time até o apito final.

"Esse é o jeito dele, vibrar, cobrar, sempre foi assim. É um excelente treinador, passou essa vibração. A gente sabia da importância desse jogo, dos três pontos, e graças a Deus a gente conseguiu", finalizou o atacante.

O Corinthians agora volta a entrar em campo neste sábado, quando faz o clássico com o Palmeiras, também no Brasileirão. A equipe alvinegra busca a segunda vitória consecutiva para voltar a brigar por uma classificação na Libertadores, enquanto o rival tenta se manter na disputa pelo título.

Veja mais em: Janderson, Campeonato Brasileiro e Dyego Coelho.

Veja Mais:

  • Timão encarou o Atibaia em jogo-treino nesta quarta-feira

    Corinthians empata com o Atibaia em jogo-treino com os reservas no CT Joaquim Grava

    ver detalhes
  • Mauro Boselli tem contrato com o Corinthians até dezembro de 2020

    Boselli fala até de matrícula das filhas e projeta 2020 no Corinthians: 'Não penso em outra coisa'

    ver detalhes
  • Elenco do Corinthians treinou na Arena nesta quarta-feira

    Feminino do Corinthians faz reconhecimento da Arena em treino animado antes da final

    ver detalhes
  • A torcida do Corinthians reservou todos os ingressos para a final do Paulista Feminino na Arena

    Torcida do Corinthians esgota ingressos para final do Paulista Feminino na Arena

    ver detalhes
  • Depois de derrota contra o CSA, treinador soltou o verbo com o elenco

    Sanchez se retrata por cobrança pública ao elenco, mas cobra vaga na Libertadores

    ver detalhes
  • Carro da Mercedes durante GP do Brasil de F1 de 2015

    Como GP de Fórmula 1 ajudou Corinthians a se livrar de dívida de R$ 30 mil junto à PM

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: